Árvores medicinais - Árvores com propriedades curativas

Mulher preparando um medicamento caseiro para a filha doente. Richard Hanson/Tearfund
Mulher preparando um medicamento caseiro para a filha doente. Richard Hanson/Tearfund

Os medicamentos tradicionais freqüentemente incluem pelo menos uma parte ou um produto de alguma árvore: as frutas, as flores, a casca, as raízes, as sementes ou o óleo. Aqui fornecemos informações sobre algumas árvores medicinais dos trópicos úmidos e áridos. É altamente recomendável consultar um herbanário local primeiro sobre as quantidades e os usos corretos. Em caso de sintomas graves, consulte um médico.

MALLOTUS – Mallotus philippensis

Encontrada nas florestas tropicais úmidas da Pápua-Nova Guiné, das Filipinas, do sul da China, da Índia e da Austrália.  

  • Todas as partes da árvore podem ser usadas para aplicação externa em infecções de pele causadas por parasitas.
  • A fruta é usada para tratar vermes intestinais.

BÁLSAMO-DE-TOLU - Myroxylon balsamum

Encontrado nas florestas tropicais da América do Sul.

  • A resina extraída da casca, conhecida como bálsamo, é um anti-séptico e é usada para tratar problemas de pele, úlceras de pressão e hemorróidas. Não deve ser usada em feridas abertas.
  • O bálsamo também é usado em xaropes para tosse para ajudar a soltar e expelir catarro dos pulmões.

JATROPHA – Jatropha curcas

Encontrada em todas as partes dos trópicos áridos.

  • Em Mianmar, as sementes são usadas como laxante. O óleo das sementes pode ter um efeito laxativo ou provocar vômito. Deve-se ter muito cuidado, pois o efeito purgativo é causado por venenos.
  • As folhas são anti-parasitas, e, fervendo-as em água, esta pode ser usada para estimular a cicatrização de feridas.

ACÁCIA – Acacia nilotica, Acacia arabica

Encontrada na África e na Ásia.

  • A goma da acácia é comestível e pode ser usada para aliviar alguns sintomas dos problemas de garganta e respiratórios.

O mel também possui propriedades medicinais. Untar uma ferida ou queimadura com mel estimula a cicatrização. Alguns méis são bactericidas, e isto explica por que o mel pode ser eficaz para aliviar a dor de garganta. Ainda não foram estabelecidas evidências da eficácia dos remédios à base de mel.

O material deste artigo foi retirado de Medicine trees of the tropics, escrito por Robin Levingston e Rogelio Zamora, publicado pelo Departamento Florestal da Organização para a Agricultura e a Alimentação das Nações Unidas.