B5 Valorizando a igreja

Jesus freqüentemente se encontrava com pessoas comuns, muitas vezes, pobres e sem instrução. Ele as valorizava e as amava, apesar de seus pecados, e compreendia suas necessidades e anseios mais profundos. O mais impressionante é que ele confiava nelas e em outras pessoas como elas para realizarem o seu trabalho. Nada mudou em mais de 2.000 anos. Jesus ainda confia em nós para realizarmos o seu trabalho, apesar das nossas falhas. Saber o quanto somos amados, valorizados e o quanto ele confia em nós deveria transformar a forma como nos vemos e como vemos os outros à nossa volta.

O papel da igreja é continuar o trabalho de Jesus, pregando a mensagem do evangelho, ensinando a compreensão bíblica e realizando ações sociais. Jesus ainda está presente conosco no poder do Espírito Santo. A igreja possui um papel crucial a desempenhar. Somos os trabalhadores da área de desenvolvimento de Deus, à medida que Ele traz sua benção para um mundo necessitado através de nós.

Embora a igreja seja constituída de indivíduos que possam ajudar os pobres e os necessitados de maneiras diferentes, ela é muito mais eficaz, quando atua como um corpo, combinando e valorizando os diferentes dons de seus membros. A igreja é única em sua capacidade de influenciar a sociedade e ajudar as pessoas pobres. Os líderes das igrejas podem manifestar-se e desafiar os ricos e poderosos. Em muitos países, as igrejas locais oferecem uma rede de confiança que chega a quase todas as comunidades.

Discussão
  • Que necessidades nossa igreja poderia ajudar a satisfazer tanto entre os nossos membros quanto na comunidade mais ampla?
  • Todos os membros da nossa igreja sentem-se igualmente valorizados e acolhidos? Se não, por quê? Como isto poderia mudar?
  • Leiam 1 Coríntios 12:4-30.
    • Com que parte do corpo cada um de nós acha que se parece? Por quê?
    • Como o corpo funciona de forma mais eficaz? O que isto significa na vida da nossa igreja?
    • Que lições podemos aprender com esta passagem bíblica?
  • Experimentem este exercício prático útil num encontro da igreja. Peçam às pessoas para ficarem de pé, enquanto ouvem sobre uma atividade com a qual elas podem ajudar. Façam as seguintes perguntas:
    • Quem é bom em cavar?
    • Quem é bom em conversar com as pessoas?
    • Quem é bom em cozinhar?
    • Quem é bom em carregar fardos pesados?
    • Quem é bom em construir ou consertar casas?

Assegurem-se de que a lista de perguntas inclua as habilidades de todos os presentes. Lembre as pessoas de que todos possuímos habilidades úteis, que podem ser usadas para ajudar os outros.

  • Como a nossa igreja desenvolve a confiança e as habilidades de nossos membros? Como isto poderia ser feito de forma mais eficaz?