R8 Compreendendo a lei

É preciso mais do que simples boa vontade para procurar implantar a justiça de Deus em relação a garantir os direitos individuais de outras pessoas, em particular daqueles que são pobres e oprimidos. Isso requer algum conhecimento de como a lei funciona e dos direitos humanos aos quais o indivíduo tem direito. Existem muitas leis, constituições e convenções das Nações Unidas, longas e detalhadas que descrevem em minúcia como a lei deve funcionar na prática.

Contudo, a de mais fácil compreensão é a primeira Declaração dos Direitos Humanos das Nações Unidas. Ela foi escrita em 1948, após as atrocidades cometidas durante a Segunda Guerra Mundial. Governos prometeram que informariam seus cidadãos a respeito desses direitos e que procurariam promovê-los e defendê-los. Um resumo dessa Declaração está incluído nas páginas 60–63.

Solicitações e cartas em favor de outros poderiam citar o artigo pertinente dessa Declaração. Se mais informações forem requeridas, é possível solicitar ajuda daquelas ONGs que estejam trabalhando na promoção dos direitos humanos. Elas poderiam buscar informações a respeito de outras leis e convenções sobre as quais o trabalho de defesa de direitos poderia ser baseado.

Discussão
  • Leia Atos 22:22-29. Paulo é exemplo de um cristão que realmente conhecia e compreendia a lei. Ao longo do livro de Atos encontramos muitos exemplos da sua maneira de agir quando enfrentava problemas pessoais com as autoridades. Algumas vezes ele permanecia em silêncio. Em outros momentos ele se defendia. Algumas vezes ele remexia em velhos argumentos que tratavam da compreensão da lei. Neste texto ele menciona de uma maneira suave e mansa os seus direitos. O que Paulo estava questionando? Qual foi a reação?
  • De quais direitos poderíamos lançar mão se fôssemos presos sem sermos indiciados? Se não temos essa resposta, onde poderíamos obter mais informações? Existem ONGs ou grupos cristãos na nossa região trabalhando na promoção dos direitos humanos?
  • O que podemos aprender da reação de Paulo às autoridades? (Leia mais das ações de Paulo em Atos.)
  • A Declaração Universal dos Direitos Humanos das Nações Unidas, por vezes, tem sido descrita como um bem mantido segredo! Já a lemos (veja página 60)? Estamos familiarizados com que ela nos diz? Como poderíamos compartilhar essa informação?
  • Quão importante é conhecermos os nossos direitos – e os direitos dos outros?

Artigos 29, 30 A Declaração Universal dos Direitos Humanos das Nações Unidas