Mobilização de Igrejas e Comunidades

Atualmente, mais de 12.500 igrejas locais em mais de 40 países estão realizando a mobilização da igreja ou a mobilização da igreja e da comunidade, impactando a vida de 6.250.000 pessoas

Tearfund Church and Community Transformation baseline survey, 2018

Uma vez que a igreja e sua liderança desenvolveram sua visão para a missão integral, elas podem ser mobilizadas para a ação e para responder às necessidades de suas comunidades locais. Em um contexto rural, as necessidades de uma comunidade local, como um vilarejo, por exemplo, seriam atendidas, mas, em um contexto urbano ou na periferia de uma cidade, a ideia de “comunidade local” seria diferente e precisa ser definida logo no início.

Modelos para o trabalho com comunidades locais

A experiência mostra que, uma vez que a igreja local foi mobilizada, ela tem duas opções:

Assumir a responsabilidade de identificar e responder às necessidades da própria comunidade – Mobilização da Igreja

A Mobilização da Igreja (MI) diz respeito à mobilização da igreja local e/ou de denominações para que respondam às necessidades de sua comunidade. A igreja, ou grupo de igrejas, tem sua visão desenvolvida e é mobilizada para identificar e responder às necessidades da sua comunidade. As iniciativas resultantes não são normalmente predeterminadas, mas estão baseadas na avaliação das necessidades da comunidade, que é realizada pela igreja. Contudo, às vezes, a igreja decide abordar uma questão específica predeterminada (como o HIV, por exemplo, ou poupança e empréstimos) na comunidade e prepara os programas ou projetos apropriados para alcançar esse objetivo.

A MI não se concentra na mobilização da comunidade em geral. Ao contrário, ela busca mobilizar e capacitar a igreja local para que esta atenda às necessidades da comunidade. Nesse sentido, essa é uma abordagem assistencial porque a igreja responde às necessidades percebidas da comunidade. Isso é diferente da mobilização da igreja e da comunidade porque a igreja se apropria da tarefa de abordar as necessidades identificadas. A MI pode ser adequada em contextos nos quais os cristãos são uma minoria marginalizada, sem uma voz na comunidade ou quando estão buscando ter uma voz profética visando à mudança nas normas sociais.

Mobilizar a comunidade de modo que, juntas, a igreja e a comunidade entrem em um processo de identificação de necessidades, mobilização de recursos e resposta – Mobilização da Igreja e da Comunidade

Nos locais onde a Tearfund e seus parceiros estão envolvidos na Transformação da Igreja e da Comunidade, mais de 70% das igrejas locais estão usando a Mobilização da Igreja e da Comunidade (MIC). A MIC foi introduzida em mais de 40 países, sendo adaptada para se adequar ao contexto específico do país, frequentemente adquirindo um novo nome, ainda que mantendo os princípios-chave que definem a MIC enquanto abordagem.

A Mobilização da Igreja e da Comunidade é um processo no qual a igreja local trabalha com sua comunidade local a fim de identificarem e responderem às suas necessidades juntas. Esse é um processo empolgante de mobilização da comunidade à medida que a igreja começa a ser “sal e luz” por meio do incentivo e do apoio às comunidades para analisarem sua própria situação e darem o passos necessários para trabalharem juntas na realização de mudanças para melhor.

A maneira como a igreja e a comunidade respondem às necessidades identificadas variará. As respostas podem incluir grupos de autoajuda, melhorias na infraestrutura, defesa de melhorias nos serviços ou para que haja acesso a eles ou mudanças em leis injustas, e também pode incluir projetos que melhorem os meios de vida.

Devido à amplitude e às variações do nosso trabalho de MIC ao redor do mundo, concentramo-nos nos princípios ao invés de em diretrizes rígidas para dar coerência a esse trabalho. Esses princípios, fundamentados em evidências e aprendizado, permitem que haja contextualização e promovem a sustentabilidade da transformação da igreja e da comunidade.

Recursos para a mobilização da igreja

PILARES: Mobilização da igreja (PDF 98 KB)
Nossos guias PILARES destinam-se ao uso em pequenos grupos e têm por objetivo oferecer um material de discussão sobre um assunto específico. Esse guia, em particular, incentiva as igrejas a ver seu trabalho não apenas em termos de compartilhar e ensinar as verdades espirituais, mas também oferecer ajuda prática e apoio dentro de suas comunidades.
Esse recurso também está disponível em francês (PDF 1 MB), espanhol (PDF 983 KB), inglês (PDF 1.1 MB), árabe (PDF 1 MB) e bangla (PDF 1.9 MB).

Um guia por etapas para a mobilização de igrejas de natureza genérica (PDF 32 KB)
Essa breve nota relaciona 6 passos para a mobilização da igreja.
Apresentando alguns parceiros da Tearfund envolvidos na mobilização de igrejas de natureza genérica (PDF 48 KB)
Essa breve nota oferece uma visão geral de alguns dos parceiros da Tearfund que estão envolvidos na mobilização de igrejas.

Mobilização da igreja em contextos difíceis (PDF 35 KB)
Baseado no trabalho do programa do Discipleship Centre Slum Development, em Délhi, na Índia, esse guia apresenta uma abordagem para o estabelecimento de comunidades cristãs sustentáveis em favelas onde não há igrejas.
Apresentando alguns parceiros da Tearfund envolvidos na mobilização de igrejas em contextos difíceis (PDF 43 KB)
Essa breve nota descreve o trabalho de três parceiros que estão mobilizando igrejas locais em contextos difíceis.

Um guia detalhado sobre mobilização de igrejas em torno de uma determinada questão (PDF 44 KB)
Esse guia relaciona 8 passos que as igrejas podem seguir ao buscarem se concentrar em um tema específico em sua igreja ou na comunidade.

Mobilizando uma igreja grande de um centro urbano (PDF 34 KB)
Essa breve nota descreve os princípios a serem seguidos no trabalho com igrejas urbanas grandes.

Princípios-chave para facilitadores (PDF 38 KB)
Essa breve nota de orientação oferece alguns princípios que os facilitadores de mobilização de igrejas devem seguir.
Há também uma versão detalhada de princípios-chave para facilitadores (PDF 75 KB)

An evaluation report comparing this model with other models of church mobilisation (PDF 444 KB) (em inglês)
Esse relatório oferece uma visão geral inicial e uma avaliação de cinco exemplos de mobilização da comunidade com base na igreja fundamentadas no trabalho de onze parceiros da Tearfund que atuam nas regiões Leste e Sul da África.

Estudos de caso

Mobilização de igrejas de natureza genérica, Peru (PDF 95 KB)
Mobilização de igrejas de natureza genérica, Malaui (PDF 124 KB)
Mobilização de igrejas de natureza genérica, Quênia (PDF 93 KB)
Mobilização de igrejas e comunidades em torno de uma determinada questão, Zimbabwe  (PDF 78 KB) 
Mobilizando igrejas grandes em centros urbanos, Mumbai, Índia (PDF 111 KB)
Programa de Desenvolvimento de Favelas do Discipleship Centre, Delhi, Índia (PDF 77 KB)
Mobilização de igrejas onde há uma minoria cristã,  Senegal (PDF 54 KB)

Nossos recursos para mobilização da igreja e da comunidade

Umoja
Umoja é uma abordagem para a Mobilização da Igreja e da Comunidade que a Tearfund ajudou a desenvolver. Esse conjunto de manuais de treinamento ajudarão aqueles que desejam desenvolver a visão da igreja local e equipá-la para o trabalho de transformação em suas comunidades. O Umoja contém: estudos bíblicos, atividades, ferramentas, dinâmicas, orientações e um processo por etapas, ajudando as igrejas a desenvolver uma visão para o envolvimento comunitário, ajudando as comunidades a avaliar suas necessidades e seus recursos e ajudando comunidades inteiras a desenvolver uma visão, planejar e trabalhar por um futuro melhor.

O Manual de Facilitação Umoja (PDF 3.3 MB) contém estudos bíblicos, atividades, dinâmicas, ferramentas, orientações e um processo por etapas para ajudar a igreja e a comunidade a se inspirarem e começarem a trabalhar pela transformação de sua comunidade.
Esse recurso também está disponível em francês (PDF 3.9 MB) e inglês (PDF 3.3 MB).

Manual de Coordenação UmojaManual de Coordenação Umoja (PDF 1 MB) oferece tudo de que uma organização ou igreja precisa saber para iniciar e administrar um programa Umoja em várias comunidades locais.
Esse recurso também está disponível em francês (PDF 4.2 MB) e inglês (PDF 1.1 MB).

Guia PILARES: Mobilização da Comunidade (PDF 1.2 MB)
Nossos guias PILARES destinam-se ao uso em pequenos grupos e têm por objetivo oferecer um material de discussão sobre um assunto específico. Esse guia examina um exemplo empolgante de mobilização da comunidade que se baseia no uso de facilitadores de fora e workshops.
Também disponível em francês (PDF 1.1 MB), espanhol (PDF 1.1 MB), inglês (PDF 1.1 MB), árabe (PDF 1.3 MB) e bengla (PDF 8.2 MB)

CCM Africa front cover

CCM in Africa (PDF 1.2 MB) (em inglês)
Esse livreto oferece uma introdução ao processo de mobilização da igreja e da comunidade (PMIC) na África, explicando o processo e apresentando as evidências do impacto.
Esse recurso também está disponível em francês (PDF 1.2 MB).

Princípios-chave para a MIC

Princípios importantes para organizações dedicadas à mobilização de igrejas e comunidades (PDF 35 KB)
Essa nota de orientação oferece uma lista de princípios que as organizações devem seguir ao se envolverem na mobilização da igreja e da comunidade. O termo “organização”, aqui, refere-se a ONGs cristãs ou redes que trabalham com várias igrejas ou com uma denominação específica no âmbito nacional ou regional.
Há também uma versão mais detalhada de princípios importantes para organizações (PDF 99 KB)

Princípios-chave para o grupo de coordenação local (PDF 30 KB)
Essa breve nota oferece os princípios-chave para grupos de coordenação locais envolvidos na mobilização da igreja e da comunidade. Esses grupos são formados por quatro a dez moradores locais e são selecionados pela igreja e pela comunidade para trabalhar com facilitadores externos na coordenação do processo dentro de sua comunidade. 
Há também uma versão mais detalhada de princípios-chave para grupos locais de coordenação (PDF 34 KB)

Princípios-chave para as igrejas locais (PDF 31 KB)
Para nós, o termo “igreja local” significa uma congregação cristã local com a qual a organização está se relacionando dentro da comunidade. Pode ser uma congregação local pertencente a uma denominação, tal como a Igreja Anglicana ou a Igreja Batista, ou pode ser uma igreja independente, sem vínculos denominacionais formais.
Há também uma versão mais detalhada de princípios-chave para as igrejas locais (PDF 53 KB)

Princípios-chave para a comunidade local (PDF 32 KB)
Para nós, o termo “comunidade local” significa a comunidade (vilarejo, distrito urbano) na qual o processo de mobilização da igreja e da comunidade acontece e se concentra.
Há também uma versão mais detalhada de princípios-chave para a comunidade local (PDF 43 KB)