Estudo bíblico: Valorização de culturas e identidades étnicas diferentes

Valorização de culturas e identidades étnicas diferentes 

Em Gênesis 1-11, lemos sobre o início de muitas coisas: do próprio mundo e de todas as criaturas, do matrimônio, da agricultura, do pecado, das cidades, da música e do trabalho em metal. Também aprendemos sobre o início das nações ou das identidades étnicas em Gênesis 10:1-11:9. Algumas pessoas acham as listas de nomes enfadonhas, mas as listas da Bíblia, inclusive esta, em Gênesis 10, lembram-nos de que Deus está interessado nas famílias, nos clãs, nas tribos e nas identidades étnicas às quais pertencemos.

Leia Gênesis 10

  • O que aconteceu aos descendentes de Noé, conforme é descrito em Gênesis 10?
  • Deus aprovou a dispersão das pessoas pela Terra? Veja Gênesis 9:1 e 1:28.
  • Quais são algumas das diferenças fundamentais que se criaram entre as pessoas, à medida que elas viajavam cada vez para mais longe uma das outras?

À medida que os descendentes de Noé aumentavam em número, eles se espalhavam, transformando-se em identidades étnicas separadas, vivendo em lugares diferentes e falando línguas diferentes, como sempre havia sido a intenção de Deus. Gênesis 11:1-9 conta sobre uma tentativa inicial de evitar que isto acontecesse.

Leia Gênesis 11:1-9

  • O que os responsáveis pelo projeto de construção de Babel esperavam alcançar?
  • Por que os construtores da torre queriam evitar que as pessoas tomassem outros rumos e se tornassem diferentes?
  • Como Deus pôs um fim à construção de Babel?

Ao longo da história, sempre houve grupos étnicos que tentaram se livrar da diversidade, a fim de aumentarem seu poder e “edificar uma torre cujo cume tocasse nos céus e fazerem-se um nome”. Entretanto, Deus sempre fez com que estes impérios se desmoronassem, de maneira que a diversidade fosse restabelecida. Deus possui sua própria forma de unir as diferentes identidades étnicas e culturas sem destruir suas diferenças.

Leia Apocalipse 7:9-10

Faça uma lista das diferenças entre a maneira como os construtores da torre de Babel e os verdadeiros seguidores de Cristo lidam com a diversidade étnica e cultural.

As igrejas que constroem “torres de Babel” forçam-nos a sermos como elas, para sermos “salvos”; os que seguem Cristo incentivam-nos a sermos salvos exatamente do jeito que somos …

Devemos valorizar, respeitar e celebrar as diferenças entre os grupos étnicos, assim como incentivamos o uso do teatro, das canções e da dança no nosso trabalho.

Dewi Hughes é o Assessor Teológico da Tearfund, com um interesse especial na diversidade étnica. E-mail: dewi.hughes@tearfund.org