R15 Direitos e responsabilidades sociais

Cada pessoa, não importa quão pobre, tem o direito de viver com dignidade e ter garantidas as suas necessidades sociais e econômicas. Mesmo que de forma básica, as pessoas deveriam ter acesso à água, saneamento, moradia e alimentação. Nossos governantes têm a responsabilidade de assegurar que estes direitos humanos básicos estejam disponíveis a todos os seus concidadãos.

Como membros da comunidade, temos a responsabilidade conjunta de assegurar que certas pessoas ou grupos de pessoas não estejam sendo ignorados. Pessoas com deficiências, com doenças graves, ou pessoas muito idosas, são grupos de pessoas fáceis de serem negligenciados, mas sua necessidade de ajuda é bastante considerável.

Jesus estimulou o compartilhamento de bens materiais para assegurar que cada pessoa tivesse o suficiente para viver. No livro de Atos, vemos isto acontecer de maneira maravilhosa na igreja primitiva, onde as pessoas dividiam o que tinham. Freqüentemente a generosidade de uma pessoa irá encorajar as outras a repartir também.

Discussão
  • Leia João 6:1-15. Esta é uma história muito conhecida da Bíblia, de um maravilhoso milagre que Jesus realizou para providenciar alimento suficiente para 5.000 pessoas. Quais foram as preocupações que os discípulos trouxeram até Jesus? As pessoas que haviam seguido Jesus estavam preocupadas?
  • Lemos no versículo 9 a respeito do menino que havia levado sua própria comida. Abram uma discussão sobre o que pode havê-lo encorajado a deixar que Jesus tomasse a sua comida.
  • A boa vontade do menino de deixar que Jesus tomasse a sua comida significou que 5.000 outras pessoas foram alimentadas. Freqüentemente somos sobrecarregados pelo tamanho das necessidades que vemos à nossa volta. Esta história é uma maravilhosa lembrança de como Deus pode usar um pouco de fé para trazer grandes resultados. Quando dividimos o pouco que temos com os outros, Deus pode abençoar esse pouco além das nossas expectativas. Existem maneiras pelas quais podemos colocar isto em prática em nossa própria vida?
  • Quão eficiente é o nosso governo em atender as necessidades básicas dos grupos mais pobres em nosso país? Existem minorias que não recebem apoio? Podemos pressionar organizações ou o governo para ajudar a atender às necessidades delas?

Artigos 3, 22, 25, 29 A Declaração Universal dos Direitos Humanos das Nações Unidas