Ouro negro - A importância do composto

Peter Musgrave.

A produção de composto é uma oportunidade vital, que pode salvar vidas, em que o lixo é guardado e usado produtivamente. O composto é feito misturando-se materiais residuais orgânicos – tais como folhas, ervas daninhas e palha – e deixando-os decomporem-se até formarem uma terra preta e farelenta. Os materiais necessários para fazê-lo podem ser obtidos no local, são acessíveis e grátis.

O composto maduro ajuda as plantas a crescer melhor. Ele enriquece o solo, que perde os nutrientes devido à necessidade de alimento das plantas. Usando composto, as pessoas podem plantar mais legumes e árvores para se alimentarem. O composto simplesmente copia a natureza. As folhas caem das árvores, as plantas crescem e morrem e o ciclo natural de decomposição devolve os nutrientes ao solo. Muitas pessoas sabem sobre o composto, mas não reservam tempo para fazê-lo de forma organizada. Muitos agricultores, ao invés disto, fiam-se em fertilizantes químicos. Entretanto, estes são caros e não melhoram a estrutura do solo.

Lemos, na Bíblia, sobre o interesse de Deus pela natureza. Por exemplo, Salmos 65 lembra-nos de que Deus se interessa pela terra, principalmente pelo solo fértil. Deus criou tudo o que existe. Entretanto, há um tabu em muitas culturas quanto a tocar em “coisas sujas”, como o composto ou o estrume de vaca, e o ensino pode reforçar esta idéia. Para muitas pessoas, o propósito da escolarização em Bangladesh é permitir que as crianças saiam da terra e passem para empregos “limpos”. Então, como Deus vê a sujeira?

Na Bíblia, as pessoas pobres e humildes são elevadas. A sujeira e o estrume de vaca estão no âmago da mensagem de Natal! Os pastores “sujos” nos campos, à noite, são os primeiros a receberem a notícia do Menino Jesus. Eles encontram o bebê enrolado numa coberta, deitado numa manjedoura (um cocho de comida de vaca). A mensagem para nós também, como agricultores, pessoas marginalizadas ou de classe social baixa, é olhar para os pobres e ver Deus trabalhando no mundo.

Produção de composto 

O composto pode ser feito com qualquer resíduo vegetal disponível, inclusive palha de arroz e aguapés.

Os aguapés entopem os canais de água por toda a parte em Bangladesh e causam um grande problema. Entretanto, se forem cortados em pedaços e colocados em montes de composto, eles apodrecem rapidamente e produzem um composto excelente. Pode-se também deixá-los simplesmente apodrecendo nos campo, enriquecendo o solo para a próxima plantação.

Os agricultores perto de Jobarpar e Bisherkandi aprenderam a fazer bolas de composto de aguapés apodrecidos. Eles plantam mudas de árvores nas bolas e vendem-nas às pessoas no mercado com muito sucesso.

Valas e montes de composto 

Nas regiões alagadas, recomenda-se fazer montes de compostos acima do solo. Nas regiões secas, podem-se abrir valas de compostos. As valas ou os montes devem ter aproximadamente um metro quadrado de tamanho. Para os montes, faça uma estrutura com estacas de madeira e galhos em três lados. Faça uma base de pedras ou talos para a drenagem. Encha as valas ou os montes com camadas de folhas mortas, ervas daninhas verdes, palha, solo, estrume, lixo da cozinha e cinzas dos fogos usados para cozinhar.

São recomendados três valas ou montes. Novos materiais para o composto são colocados no monte ou na vala e, então, transferidos para um outro monte ou uma outra vala a cada duas semanas, para arejar, misturar os materiais e acelerar o processo de apodrecimento. Também é colocada água. O composto terminado, pronto para ser usado, pode ser guardado no terceiro monte ou na terceira vala. Cubra o composto com plástico ou esteiras, para protegê-lo do sol e da chuva e para evitar a perda de nutrientes vegetais. Os materiais residuais foram transformados em algo novo, produtivo e útil – ouro negro!

Peter Musgrave trabalhou com a Igreja de Bangladesh por cinco anos. Seu endereço é: 3 Auckland Rd, Ilford, Essex, IG1 4SD, Inglaterra. Tel/Fax: +44 (0)20 8554 0923 E-mail: peter@redbridgecvs.net

Diagrama mostrando as camadas de uma vala de composto típica.