Doroteia, a Vaca Leiteira: animais de produção no ar

Esta vaca leiteira fornece de nove a quinze litros de leite por dia a um casal jovem na Zâmbia. Foto: BICC
Esta vaca leiteira fornece de nove a quinze litros de leite por dia a um casal jovem na Zâmbia. Foto: BICC

O script a seguir foi criado para ser uma peça de rádio. Ele descreve a importância do saneamento e da higiene adequados quando se trabalha com gado numa fazenda de gado leiteiro. Ele usa um elemento de mistério para captar a atenção do ouvinte, mantendo-a com um diálogo rápido e inteligente ao longo da dramatização.

Peça às pessoas que trabalham na sua estação de rádio para desempenharem três papéis. Procure encontrar pessoas com vozes distintas, para que os ouvintes não fiquem confusos com o diálogo rápido. Certifique-se de que elas tenham ensaiado seus papéis para que não haja problemas quando estiverem no ar. Você pode melhorar a peça criando alguns efeitos sonoros simples. Ruídos de animais, passos e sons de portas ou portões se abrindo e fechando podem ajudar os ouvintes a visualizar a fazenda de gado leiteiro onde a história se passa.

Este programa fala das aventuras de Vivi e Edu. Ele foi adaptado pela Farm Radio International a partir de uma série semanal sobre agricultura para jovens de áreas rurais nas Américas, produzida pelo Instituto Interamericano para a Cooperação sobre Agricultura (Inter-American Institute for Cooperation on Agriculture – www.iica.int) na Costa Rica.

Personagens 

  • Vivi      
  • Edu
  • Seu Samuel, fazendeiro       
  • Locutor

Cena um

VIVI: Edu, qual é o problema? Você parece meio chateado.

EDU: É, eu acabei de vir do galpão de ordenha, e a Doroteia, a vaca, está doente.

VIVI: Oh, coitada da Doroteia. O que ela tem?

EDU: Ela está com mastite, e eu estou muito preocupado.

VIVI: Estou vendo. Alguém sabe como ela ficou doente?

EDU: Não. Eles me disseram lá no galpão que ainda não sabem a causa.

VIVI: Não se preocupe. Ela vai ficar boa, tenho certeza. Vou dar uma olhada nela hoje de tarde e, se houver alguma notícia, te ligo.

EDU: Está bem.

Cena dois

Efeitos sonoros: Telefone tocando

EDU: Alô?

VIVI: Alô, Edu. Sou eu, Vivi. Venha até o galpão agora mesmo. Acho que descobri a causa da doença da Doroteia.

EDU: Por quê? O que aconteceu?

VIVI: Venha se encontrar comigo aqui e eu te explico.

EDU: Certo. Já estou indo.

Cena três

Efeitos sonoros: Ruídos de vacas no fundo

VIVI: (Cochichando) Aqui, aqui…

EDU: Vivi, o que você está fazendo ai? Por que tanto mistério?

VIVI: Psiu! Fale baixo. Eu não quero que nos ouçam.

EDU: Estaremos encrencados se nos pegarem aqui.

VIVI: Eu sei, mas ouça isto. O menino que ordenha as vacas nem lavou as mãos antes de ordenhar. Isto quer dizer que ele não está seguindo os devidos procedimentos sanitários.

EDU: Que pena! Não é de surpreender que a Doroteia e as outras vacas estejam doentes!

VIVI: Vamos ter que fazer alguma coisa em relação a isto.

EDU: Eu acho que a gente devia se separar e investigar um pouco mais para ver – sei lá – se descobrimos algum outro problema.

VIVI: Boa ideia. Você dá uma olhada por aí e eu fico aqui.

EDU: Está bem.

Cena quatro

VIVI: Edu, você descobriu alguma coisa?

EDU: Descobri, e acho que devemos falar urgentemente com o fazendeiro, o Seu Samuel, para que ele inicie um Programa de Saúde Animal antes que…

SEU SAMUEL: (interrompendo) O que vocês estão fazendo aqui? Isto é propriedade privada.

VIVI: Hum… hum… bem…

EDU: Seu Samuel, desculpe-nos por termos vindo sem a sua permissão, mas visitamos a fazenda e descobrimos alguns problemas que estão colocando a saúde dos animais em perigo.

SEU SAMUEL: Do que vocês estão falando? Por favor, expliquem-se.

VIVI: Está bem. Em primeiro lugar, o senhor já ouviu falar do Programa de Saúde Animal?

SEU SAMUEL: Acho que sim, mas não tenho certeza. O que é isto exatamente?

EDU: Com um Programa de Saúde Animal, é possível controlar as doenças animais e também preveni-las. O programa consiste em três partes. A primeira é prevenir a entrada de novas doenças, a segunda é examinar e avaliar as doenças que já estão presentes, e a última é desenvolver uma estratégia de controle. Vamos até o estábulo da Doroteia e poderemos lhe contar mais sobre isto.

O volume diminui.

Cena cinco

VIVI: Veja, Seu Samuel, nós achamos que a causa da mastite da Doroteia e das outras vacas é que alguns dos ordenhadores não lavam as mãos antes de ordenhar. E eles também não desinfetam os úberes.

SEU SAMUEL: É, é possível, pois um dos meus filhos está começando a ordenhar – ele nunca tinha feito isto antes. Vou falar com ele e explicar por que a limpeza é tão importante ao se trabalhar com as vacas.

EDU: Seu Samuel, como o senhor sabe, se o Programa de Saúde Animal não for seguido, podem surgir outras doenças.

SEU SAMUEL: Certo, mas você ainda não me disse sobre os outros problemas que descobriu da fazenda.

EDU: Para começar, a cerca que separa a sua propriedade da do vizinho está em más condições. O senhor deveria consertá-la o quanto antes, para que as vacas dele não entrem em contato com as suas. Além disso, um dos seus cães estava perambulando pelo curral. Nenhum outro animal deveria entrar ali, somente as vacas.

SEU SAMUEL: (irritado) O cachorro provavelmente entrou pelo mesmo lugar que vocês, não é?

VIVI: Bem, é, mas não é este o problema. Eu queria perguntar o que o senhor faz com o gado novo que chega à fazenda.

SEU SAMUEL: Quando as vacas novas chegam à fazenda, eu as separo do resto por pelo menos 28 dias. Eu também chamo o veterinário, e ele faz vários exames de sangue para avaliar a saúde delas. Depois disso, eu deixo que elas se misturem com o resto dos animais.

EDU: Ótimo – o senhor está tomando as medidas adequadas. A próxima parte do Programa de Saúde Animal é determinar que doenças animais já existem na fazenda. Procure descobrir que animais estão doentes e a causa da doença. Depois, o senhor pode tentar eliminar a doença com vacinas ou algum tratamento químico.

SEU SAMUEL: Eu quero lhes dizer, Edu e Vivi, que vocês fizeram um trabalho excelente como pesquisadores. Eu nunca tinha me dado conta de que os meus animais estavam expostos a tantos riscos. De agora em diante, vou ter mais cuidado e vou colocar em prática este famoso “Programa de Saúde Animal”!

Toque música enquanto o locutor fala

LOCUTOR: Lembre-se: o Programa de Saúde Animal consiste em três partes. A primeira é prevenir a entrada de novas doenças na sua fazenda; a segunda é examinar e avaliar as doenças que já estão presentes; e a terceira e última é criar uma estratégia de controle.

Pare a música


Farm Radio International

A Farm Radio International é uma instituição beneficente canadense que trabalha com mais de 400 transmissoras de rádio, em 38 países africanos, para combater a pobreza e a insegurança alimentar. Eles ajudam as transmissoras de rádio a atender às necessidades dos pequenos agricultores locais e suas famílias nas comunidades rurais.

Eles criam scripts para o rádio e pacotes de informações para compartilhar com as transmissoras africanas e também oferecem um serviço eletrônico de notícias semanal (http://weekly.farmradio.org/) e uma comunidade on-line especial para as transmissoras chamada Barza (http://www.barzaradio.com/). Esta, por sua vez, usa estes recursos para pesquisar, produzir e apresentar programas relevantes e interessantes para a sua audiência composta de milhões de agricultores. Com as estações de rádio parceiras, eles planejam e realizam campanhas e programas de rádio especiais para causar um impacto específico nos desafios para o desenvolvimento tais como a erosão do solo ou a murcha bacteriana da bananeira.

Se quiser ficar sabendo mais, acesse: www.farmradio.org ou contate-os escrevendo para o endereço:

Farm Radio International
1404 Scott Street
Ottawa
Ontario
Canadá
K1Y 4M8

ou para o e-mail: info@farmradio.org

Escreva o seu próprio script ou peça de rádio

Se você quiser escrever o seu próprio script ou peça de rádio para a sua comunidade, você talvez queira aprender com a experiência da Farm Radio International:

  • CHAME A ATENÇÃO Todo mundo adora uma história, e todos nós gostamos de ouvir sobre a vida das outras pessoas. As peças de rádio podem ser muito boas para chamar a atenção, porém, reconhecemos que elas exigem tempo e dinheiro para serem produzidas. Assim, escrevemos scripts em vários formatos, inclusive entrevistas, discussões em grupo e histórias narradas.
  • ATENDA ÀS NECESSIDADES DO CORAÇÃO E DA MENTE Estamos escrevendo para transmitir mensagens de desenvolvimento social e para mudar o comportamento das pessoas. As mensagens em nossos scripts apelam para a inteligência das pessoas. Mas, para ter um impacto duradouro, elas também devem tocar suas emoções. Procuramos evitar uma linguagem técnica e um “tom didático”. Ao invés disso, escrevemos de uma forma que permita que o ouvinte se coloque na história.
  • CHAME PARA A AÇÃO Escrevemos para o rádio para que as pessoas escutem, mas também escrevemos para que elas ajam. Procuramos mostrar exemplos práticos que tenham sido benéficos para algum fazendeiro, família rural ou comunidade inteira, de maneira que outras pessoas possam aprender com a experiência e copiar o sucesso.