Prevenção do crime em Honduras

Passo a Passo 104 - Presídios

A Passo a Passo 104 traz dicas práticas sobre como se envolver no ministério em prisões e como cuidar de ex-presidiários.

PREVENÇÃO DO CRIME EM HONDURAS

Quando se trata de crime e prisão, prevenir é melhor do que remediar. Uma igreja de Honduras tem ajudado a mudar a cultura local de violência e comportamento criminoso...

A igreja do pastor Joel ajudou jovens como Jasmine (à direita) a procurar alcançar um futuro melhor. Foto: Zoe Murton/Tearfund
A igreja do pastor Joel ajudou jovens como Jasmine (à direita) a procurar alcançar um futuro melhor. Foto: Zoe Murton/Tearfund

Eram 11 horas da noite, e o carro do pastor Joel parou na rua vazia. Uma figura ameaçadora encontrava-se no meio da rua, bloqueando seu caminho.

Depois de alguns momentos de ansiedade, ouviu-se uma voz saindo das sombras: “Venham – é o pastor!”

Era o líder da gangue local cancelando o ataque. Com a tensão desfeita, o Pastor Joel baixou o vidro do carro e conversou tranquilamente com os membros da gangue antes de dirigir para casa em segurança.

Essa era apenas uma das histórias do Pastor Joel, em seus 20 anos de ministério em um dos bairros mais pobres da capital de Honduras, Tegucigalpa. Nos primeiros anos de seu ministério, a muito temida gangue Mara 18 estava ativa na comunidade. A violência era comum, com duas ou três mortes por semana.

“Foi um período horrível”, diz Joel. A comunidade estava destruída devido à pobreza, às drogas e à ruptura familiar – problemas generalizados em Honduras. Mas, gradualmente, a gangue desapareceu da região, e a vida começou a melhorar. Quando lhe perguntam o motivo dessa mudança, o pastor Joel tem uma resposta simples: “Não foi por causa da delegacia de polícia – foi por causa do trabalho da igreja.”

ROMPER PADRÕES

“Deus colocou um sentimento em meu coração, de que eu devia trabalhar com essas pessoas”, explica o pastor Joel. Ele começou conversando com os líderes das gangues e, pouco a pouco, conquistou sua confiança. Sabendo o quanto os jovens gostavam de futebol, ele iniciou um campeonato de futebol, onde também era feita uma palestra sobre os valores bíblicos.

“Eles começaram a nos ver com respeito”, lembra o pastor Joel. No final, ele até conseguiu levar o líder da gangue à fé em Cristo.

A igreja também começou a trabalhar com as crianças mais novas. Eles criaram um jardim de infância onde as crianças das famílias mais pobres podiam receber aulas particulares e lanches saudáveis, fazer exames médicos e odontológicos e serem ensinadas sobre os valores bíblicos. Uma vez a cada poucos meses, a igreja também organizava aulas para pais e mães. O objetivo era romper os padrões históricos de ruptura familiar e violência.

As crianças do projeto agora estão crescendo e se tornando jovens adultos. Muitas estão tendo sucesso de uma forma que ninguém imaginou ser possível. Uma jovem, Jasmine, tornou-se a secretária da igreja e recentemente graduou-se em Administração Pública com as melhores notas.

“Venho de um lar desfeito, e a igreja realmente me ajudou”, diz ela. “São poucas as pessoas desta comunidade que realmente chegam a estudar na universidade. Hoje, sou quem sou graças à igreja.”

O Pastor Joel Rosales Matute é membro do programa Inspired Individuals (Indivíduos Inspirados) da Tearfund.
E-mail: joelrmidpc@yahoo.com


O USO DO FUTEBOL PARA MUDAR VIDAS

O futebol é uma ótima ferramenta para prevenir a violência e criar habilidades para a vida entre as crianças e os jovens. Ele lhes dá uma maneira positiva de passar seu tempo, ensinando-os a trabalhar em equipe e construir bons relacionamentos.

Se sua igreja ou organização estiver interessada em começar um grupo de futebol para jovens, aqui estão algumas dicas:

  • Encontre ajudantes e técnicos que tenham paixão por trabalhar com jovens e a visão de um futuro melhor para eles.
  • Procure materiais relevantes para o seu contexto, que ensinem os valores bíblicos, como, por exemplo, o que significa ser um bom cidadão, a igualdade entre os homens e as mulheres e a necessidade de evitar a violência. Use esses materiais em palestras e discussões nos encontros do clube.
  • Não desanime quando enfrentar desafios. No início, é muito difícil, mas o entusiasmo por ajudar os jovens produzirá excelentes resultados.

Escrito por Rosibel Martínez e Sara Chamale, que trabalham em um programa de futebol e prevenção do crime chamado Viva Desportiva, da Red Viva Honduras. Entre em contato com a Coordenadora Executiva, María Luna, pelo e-mail mluna@redviva.hn para obter mais informações.