Editorial

by Isabel Carter.

Os viciados em drogas são um sector da sociedade muito desafiante em termos de trabalho, que é difícil, de resultados lentos e muitas vezes deprimente. O trabalho de reabilitação é muito exigente. Os projetos de maior sucesso precisam mais do que simples interesse: eles precisam de muita paciência e amor – que normalmente só vem pela fé em um Deus de amor. No mundo industrializado, a reabilitação começa freqüentemente com desintoxicação, usando-se uma mistura de drogas substitutas para ajudar o corpo a se liberar das drogas perigosas. No entanto, este método é custoso e freqüentemente não está disponível a muitos grupos. Desta forma, incluímos estudos de casos de grupos que usam o método de libertação das drogas sem a ajuda de qualquer droga substituta.

O uso de drogas é um problema enorme e de crescimento rápido. É fácil ignorá-lo até que ele atinja a sua própia comunidade. Todos nós, e particularmente os jovens, precisamos estar totalmente conscientes dos perigos e riscos envolvidos, para se evitar que este tremendo problema arruíne ainda mais vidas. O abuso da nicotina também é mencionado. No entanto, não tivemos espaço para abordar o abuso de álcool – outra droga aditiva que destrói inúmeras vidas e famílias.