Utilização de água servida na agricultura

Quase metade da população mundial vive em regiões urbanas. Sua necessidade de suprimentos de água potável continua a aumentar e, muitas vezes, compete com as necessidades de água da agricultura. Os pobres das regiões urbanas, com freqüência, pagam caro para receber suprimentos de água potável.

Estão sendo realizadas pesquisas para estudar formas de se reciclar a água servida e usá-la para a irrigação de plantações. Todas as residências têm água servida resultante de se lavarem as roupas, a louça e dos banhos. Se for tratada, a fim de se remover a maior parte do conteúdo de sabão, toda esta água pode ser usada para a irrigação. Israel, por exemplo, agora satisfaz dois terços de toda a sua necessidade de irrigação através de água servida tratada.

O uso de água servida (águas residuais, como são tecnicamente chamadas) pode significar simplesmente que os moradores das residências juntam a água servida e a derramam com baldes em cima das árvores e das culturas. Podem-se fazer filtros muito simples com barris ou tambores com camadas de carvão e areia para filtrar as substâncias químicas e o teor de sabão, para que a água seja menos prejudicial para as plantas.

A Inter-Islamic Network on Water Resources Development and Management – INWRDAM (Rede Inter-islâmica para o Desenvolvimento e a Gestão de Recursos Hídricos) tem trabalhado numa região rural da Jordânia com o apoio financeiro do International Development Research Centre – IDRC (Centro de Pesquisa de Desenvolvimento Internacional). Eles desenvolveram um sistema que usa filtros de água para reciclar a água servida para a irrigação. Este trabalho tem ajudado muitas famílias, diminuindo suas contas de água e permitindo-lhes irrigar árvores e plantar forragens para os animais domésticos e aves.

A INWRDAM produz um kit que consiste de dois barris plásticos de 160 litros, com um filtro e conectados com tubos. O kit é suficiente para uma residência com dez pessoas e inclui irrigação por gotejamento para uma horta de aproximadamente 2.000 metros quadrados. Ele custa $250 dólares americanos. Eles também desenvolveram um tanque feito de blocos de concreto, que abastece várias famílias (até 30 pessoas), com um suprimento de irrigação por gotejamento para uma horta de aproximadamente 4.000 metros quadrados. Ele custa $1.200 dólares americanos.

As pessoas que usaram estes kits na Jordânia estão muito satisfeitas. Elas economizam nas contas de água, pagam menos para esvaziar suas fossas sépticas, e a produção de suas hortas aumentou, porque a água usada para a irrigação contém alguns nutrientes.

O Dr. Murad Jabay Bino é o Diretor da INWRDAM, P Box 1460, Jubeiha PC 11941, Amman, Jordânia. A INWRDAM aproveita a oportunidade para compartilhar suas experiências com outras pessoas. E-mail: inwrdam@nic.net.jo Web: www.nic.gov.jo/inwrdam