Dinheiro é importante?

Keith Tondeur.

Administrar dinheiro nunca é fácil. As famílias de rendimento baixo ou incerto freqüentemente têm dificuldades com as despesas, tais como as matrículas escolares ou as despesas de saúde. Muitas vezes, vivemos em sociedades em que os artigos e a publicidade de rádio, TV, jornais e revistas nos incentivam a gastar dinheiro. Eles estão sempre nos dizendo como certos produtos nos farão sentir-nos “bem”. Nossas sociedades acham cada vez mais que sucesso é ter dinheiro, ao invés de ter um caráter bom ou servir aos outros.

Jesus falava sobre dinheiro mais do que qualquer outra coisa! Na Bíblia, há aproximadamente 500 versículos relativos à fé e aproximadamente 500 sobre a oração. Mas há 2.350 versículos sobre o dinheiro e as posses. Como cristãos, realmente precisa-mos de levar a administração do dinheiro a sério. Precisamos de compreender os ensinamentos bíblicos sobre o dinheiro e as posses.

Dinheiro dentro da família 

Quando as famílias não enfrentam os problemas financeiros, pode haver vários tipos de conseqüências sérias. O dinheiro pode ser uma fonte de conflito em muitos lares. A falta de abertura sobre o dinheiro pode levar à perda de confiança. As pressões financeiras podem levar a vários tipos de pressão no lar. O stress contínuo sobre o dinheiro pode causar muitos problemas de saúde. Muitas pessoas em dificuldades financeiras isolam-se de seus amigos por orgulho. Com o tempo, muitas perdem muitos deles.

A importância da boa comunicação 

Quando os casais não se comunicam bem sobre o dinheiro, o relacionamento pode romper-se. Talvez a mulher queira conversar mais sobre a situação financeira do casal e as suas preocupações. Talvez o marido ache que, já que trabalha muito para sustentar a família, não há necessidade de discutir a situação. Os casais talvez não se compreendam ou não possuam as mesmas prioridades. Muitas vezes, há falta de compreensão entre eles neste assunto.

Sem abertura e planeamento financeiro, a família terá ainda mais dificuldades, se passarem por uma crise financeira. Há um grande perigo de que apenas uma pessoa no casal, ou que nenhuma delas, assuma o controle, o que pode levar à frustração e ao ressentimento. Não há nada de errado em que uma só pessoa no casal seja responsável pelas finanças, mas deveria haver acordo em todas as decisões tomadas.

Administrar as finanças com sabedoria é um desafio para qualquer família, independentemente de seu rendimento. Alguns dos problemas mais comuns são:

  • planear e manter-se fiel a um orçamento
  • economizar para o futuro
  • planejar, quando o trabalho é temporário e incerto
  • lidar com despesas imprevistas com saúde, funerais ou casamentos
  • liquidar e não adquirir mais dívidas.

Orçamentos 

A preparação de um simples orçamento pode ajudá-lo a ter uma idéia mais clara da sua situação financeira. Pode ajudar também a fazer com que o seu dinheiro renda mais, pois talvez você encontre oportunidades de fazer economias. A preparação de um orçamento em conjunto pode acabar com as brigas por causa de dinheiro e pode ajudar a evitar o stress devido a questões financeiras dentro da família.

Como preparar um orçamento

Um orçamento só é útil, se for exato e se a pessoa conseguir manter-se fiel a ele. Comece com a situação atual e seja honesto. Envolva os membros familiares com idade suficiente para compreender. Peça-lhes para registrarem tudo o que gastarem, inclusive o aluguel, a água, o combustível, a alimentação, o vestuário, o entretenimento e o transporte. Faça uma lista de todo o dinheiro recebido e gasto por mês na família. Anote as despesas maiores, como as matrículas escolares e as despesas de saúde que só são pagas duas ou três vezes por ano. Seria possível economizar dinheiro com regularidade para pagar estas despesas? Quanto mais discussão e acordo houver, maior será a probabilidade de que haja cooperação e união. Lembre-se de que há prioridades individuais assim como familiares. Quando o orçamento estiver terminado, faça com que a família toda o confira novamente. Alguém consegue pensar em algo que esteja faltando? Procure preparar um orçamento ao qual a família toda esteja disposta a tentar ser fiel.

O poder da publicidade

Até mesmo as pessoas muito pobres gastam, às vezes, grande parte de seu dinheiro em produtos que não trazem nenhum benefício a elas ou às suas famílias e que podem até prejudicar a saúde. Estes podem ser cigarros, refrigerantes, cremes de beleza e bebidas alcoólicas.

  • Que anúncios publicitários, em nosso país, tentam as pessoas a comprarem produtos que trazem pouco ou nenhum benefício?

Questões para discussão

  • Voc ê acha difícil conversar com os familiares e os amigos sobre dinheiro? Por quê?
  • O que significa ser rico em termos de família?
  • Que tipo de riqueza Jesus promete às pessoas que sacrificam as coisas por ele e pelo evangelho?
  • Por que o trabalho árduo honra a Deus?
  • Se pensássemos em Deus como nosso patrão, como isto afetaria a nossa atitude em relação ao trabalho?
  • Até que ponto deveríamos planear e economizar para o futuro, e até que ponto deveríamos esperar que Deus fosse o provedor?

Adaptação do livro A family’s guide to better money management, escrito por Keith Tondeur. Keith é Diretor da Credit Action, uma organização britânica, que procura dar uma perspectiva bíblica sobre a compreensão e a gestão financeira. Credit Action, 6 Regent Terrace, Cambridge, CB2 1AA, Reino Unido. E-mail: office@creditaction.com Web: www.creditaction.com

Estudo de caso - Jima procura conselhos

Stellah trabalha para uma ONG local. A Associação do Povo RUKU convidou-a para um evento de levantamento de recursos. Durante a noite, ela conversou com a tesoureira, Jima, que contou a Stellah o quanto estava preocupada com sua responsabilidade pelo dinheiro da associação.

Jima não havia podido comparecer ao último encontro da associação. Assim, seis membros foram à sua casa após o encontro, para pagar suas constribuições. Ela estava fora, na clínica, mas seu marido recebeu o dinheiro. Ele, então, saiu com os amigos para tomar uma cerveja e decidiu usar parte do dinheiro. De manhã, ele contou a Jima sobre o dinheiro e quem havia pago. Ele prometeu que pagaria em seguida o dinheiro que havia gasto na cerveja.

No dia seguinte, a Sra. Dang veio pegar as 2.000 nairas para comprar bebidas, conforme havia sido decidido no encontro. Jina explicou que guardava o dinheiro numa caixa de ferro com cadeado, embaixo da cama, mas que o cadeado não era muito forte. Depois de dar o dinheiro à Sra. Dang, ela se deu conta de que havia esquecido de pegar o dinheiro com o marido e colocá-lo na caixa. Ela não estava se sentindo muito bem depois de cuidar dos filhos a noite inteira e não se lembrava quem ainda não havia pago e quanto dinheiro o marido disse que havia levantado. Ela estava com medo de que a caixa não tivesse a quantia correta e não tinha a certeza de como conferi-la. Ela contou a Stellah que sua filha pequena, que estava na escola, havia dito: “Eu posso ajudá-la, mamãe. Se você me comprar um bloco e um lápis, eu posso anotar tudo para você.”

Stellah ofereceu-se para ir ao próximo encontro da associação, para ajudá-los a melhorar seus registros e procedimentos. No encontro, a associação viu que havia arrecadado 36.500 nairas em dinheiro no evento de levantamento de recursos, e os membros ficaram muito contentes com isto. Que conselhos Stellah deveria dar a eles?

Perguntas

  • Que riscos e problemas o Tesoureiro enfrenta?
  • Que processos financeiros poderiam ajudar a superar estes problemas?
  • Que razões você daria à Associação do Povo RUKU, para incentivá-los a manter registros escritos? O que eles deveriam registrar?

Adaptado como um estudo de caso a partir de materiais de treinamento financeiro elaborados pela CRUDAN, PO Box 13484, Jos, Nigéria.