Passo a Passo 68

O Club Deportivo usa o futebol para treinar os jovens para resolver conflitos. Foto: Jim Loring
O Club Deportivo usa o futebol para treinar os jovens para resolver conflitos. Foto: Jim Loring

PERDÃO E RECONCILIAÇÃO

Quando olhamos para o nosso mundo, podemos ver a grande necessidade de perdão e reconciliação. Conflito não significa apenas guerra e violência. Todos nós enfrentamos regularmente um certo grau de conflito nas nossas relações no trabalho ou em casa.

Às vezes, o conflito pode ser algo positivo, como quando lutamos contra a injustiça e nos manifestamos pelos nossos direitos e os dos outros. Entretanto, geralmente o conflito é destrutivo. Muito dinheiro e tempo são gastos com os resultados do conflito, como, por exemplo, a reconstrução de moradias e da infra-estrutura e o tratamento médico para ferimentos físicos. Contudo, as pessoas raramente lidam com as feridas psicológicas e as causas fundamentais do conflito.

Em Mateus 6:14, é óbvio que Deus pede que perdoemos os outros, assim como nos perdoou. Achei esta edição muito desafiadora, pois penso nas situações da minha vida em que preciso de perdoar alguém ou pedir perdão.

O perdão não é uma reação natural quando alguém nos mágoa. Esta é a escolha que precisamos de fazer, se quisermos nos livrar da amargura, seguir adiante e romper o ciclo de violência e culpa.

O perdão é essencial para a reconciliação, mas a reconciliação ultrapassa as palavras, transformando-se em acção, para restaurar as relações que se romperam. Este é um processo que exige a participação e o compromisso de ambos os lados.

Nesta edição, examinamos aspectos diferentes do perdão e idéias práticas de como nos podemos apoiar mutuamente e realizar o processo de reconciliação.

Abaixo estão os artigos da edição 68 da Passo a Passo em html.

Para baixar (descarregar) uma versão pdf da edição 68 da Passo a Passo, clique aqui (436K).


  • A cura através de ser ouvido

    Angus Murray As nossas crenças sobre nós mesmos, as outras pessoas e o nosso mundo ajudam-nos a compreender as nossas experiências e o mundo à nossa volta. Construímos as nossas crenças através das nossas próprias experiências ou as herdamos da nossa família ou da nossa cultura. A menos que elas sejam desafiadas, muitas vezes, não estamos nem mesmos cientes delas. Elas simplesmente parecem ser “normais”, ou o jeito como as coisas são.

    leia mais
  • Aprendendo a resolver os conflitos

    Duberney Rojas Seguro  Medellín, na Colômbia, é uma cidade que precisa desesperadamente de uma solução para os conflitos. Há duas décadas, ela sofre conflito armado entre gangues criminosas, guerrilheiros socialistas e grupos paramilitares. Os assassinatos são comuns. O conflito causou impacto direto nas vidas de uma geração de crianças e jovens, que nasceram e foram criados neste clima de violência. Muitos dos grupos armados são formados por jovens de ambos os sexos, entre 14 e 25 anos ...

    leia mais
  • Cartas

    Protegendo as colheitas contra os pássaros Estamos a tentar proteger as nossas colheitas de arroz contra as pragas de pássaros. O arroz é a principal colheita aqui. Estamos a achar muito difícil controlar e evitar a ameaça dos pássaros. Os agricultores têm ficado nos campos o dia inteiro para espantá-los, o que os deixa cansados, sem poder fazer outras actividades domésticas.

    leia mais
  • Estudo Bíblico: “Perdoar como o Senhor o perdoou”

    Perdoar os outros não é uma opção para os cristãos: é um mandamento. Em Mateus 6:12, Jesus ensina-nos a orar, “Perdoa as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores”. Ele tornou claro que a oferta de perdão de Deus é inseparável da nossa vontade de perdoar os outros. Então, qual é a natureza deste vínculo?

    leia mais
  • Estudos de casos

    Om Kheun perdoa Chrang Bak é um povoado construído às margens cobertas de lixo do rio Bassac, perto de Phnom Penh, no Camboja. Om Kheun é uma proprietária de loja local. Talvez ela seja melhor como vizinha do que como comerciante, porque, quando os vizinhos pobres vêm comprar a crédito, ela não consegue recusar. Pessoas de toda a vizinhança vêm a ela para pedir conselhos assim como para comprar artigos. Ela compreende os problemas deles, porque também é pobre. Om Kheun tornou-se cristã mais tarde. Ela leu na Bíblia que Jesus nos disse para perdoarmos os que nos haviam ofendido. Com esta nova compreensão, ela examinou o seu coração e viu que havia algo de errado ali, alguma coisa estava prejudicando as suas relações no povoado. Ao longo dos anos, ela havia ampliado o crédito para outras famílias. As quantias haviam ficado tão grandes, que poucas das famílias mais pobres poderiam pagá-la algum dia. Isto criou um problema duplo. No fundo, ela percebia que estava zangada e frustrada com…

    leia mais
  • Malanda: Oração, acção, reconciliação

    Sadiki Byombuka A guerra está presente na República Democrática do Congo desde 1996. Este conflito tem muitas causas diferentes, inclusive a disputa pelo poder político, a luta pelo controle dos recursos naturais, a má governação e as diferenças étnicas e tribais.

    leia mais
  • Recursos

    Construindo a paz dentro das nossas comunidades Este livro ROOTS examina ferramentas para o trabalho de construção da paz e transformação de conflitos. Ele traz estudos de casos de trabalho de paz e reconciliação em comunidades e pode ser obtido em inglês, francês, espanhol e português. Para encomendá-lo, por favor, entre em contato com: PO Box 200, Bridgnorth, Shropshire, WV16 4WQ, Reino Unido. E-mail: roots@tearfund.org Site: http://tilz.tearfund.org/Portugues

    leia mais
  • Relações matrimoniais

    Conflito não significa apenas guerra aberta. O conflito existe em todos os níveis das relações humanas. A Family Impact é uma organização cristã que procura transformar comunidades através do aconselhamento familiar e relacional.

    leia mais
  • Vendo a esperança e aproximando as pessoas

    Bal Kumari Rai Gurung O perdão não é tão fácil de praticar quanto é de pregar, mas é um passo essencial para a reconciliação e a vida em harmonia. O perdão consiste em deixar sair as mágoas e os ressentimentos que guardamos dentro de nós. O perdão é difícil. Ele exige energia e tempo. Contudo, é possível alcançá-lo, se as pessoas realmente se esforçarem de coração e alma.

    leia mais