Estudo bíblico

A parábola dos talentos 


Mateus 25:14-30 

Como homem de negócios e empresário, sinto-me incentivado pela quantidade de parábolas de Jesus que se passam no contexto comercial e que trazem idéias modernas como “Retorno de Investimento”. Por outro lado, isto não é de surpreender: Jesus passou a maior parte da sua vida adulta como homem de negócios. Por ser o filho mais velho no negócio da família, ele não só fazia coisas, mas também lidava com os clientes e os fornecedores. 

Esta parábola é um desafio para todos nós, especialmente os líderes, para que examinemos o nosso Retorno de Investimento, seja lá o que isto for no nosso contexto específico, assim como a nossa compaixão e a nossa generosidade. 

Usando esta parábola, aqui estão duas idéias práticas para a oração e a reflexão.    

  • Qual é o custo de oportunidade de fazer o que estou fazendo? (isto é, se eu parasse de realizar o meu trabalho ou ministério atual para ter tempo e recursos para realizar uma tarefa diferente, isto aumentaria o meu Retorno de Investimento?)
  • Estou alcançando o máximo retorno nos recursos que me foram confiados? (Isto é, eles estão tendo conseqüências eternas? Veja Mateus 6:19-21)
  • Qual é o impacto de longo prazo do que estou fazendo?
  • O que estou fazendo é sustentável? (Isto é, pode continuar a longo prazo sem mim ou sem recursos externos?) Se não, como poderia ser mais sustentável?
  • O que estou fazendo pode ser replicado (de maneira que os recursos iniciais tenham um retorno maior)? 

2 

  • Será que o medo não me estaria impedindo de fazer aquilo que Deus me chamou para fazer?
  • Será que a magnitude da tarefa não me está paralisando por medo?

Os líderes da igreja no começo da sua existência assumiram grandes riscos pessoais pela possibilidade de um grande ganho. Será que estou preparado para parecer tolo ou para assumir riscos financeiros ou mesmo para irritar pessoas que prefeririam manter a situação atual ao invés de procurar progredir?

Embora esta parábola conclua com uma forte advertência, devemos lembrar as palavras do versículo 23, “Muito bem, servo bom e fiel … Venha e participe da alegria do seu senhor!” Isto deve nos incentivar a trabalhar arduamente para Deus. 

Jerry Marshall é o Gerente Geral da Transformational Business Network, uma rede de empresas e profissionais que usam os negócios para atenuar a pobreza.

E-mail: jerry.marshall@tbnetwork.org
Site: www.tbnetwork.org