Programa de microfinanciamento

Foto: Richard Hanson/Tearfund
Foto: Richard Hanson/Tearfund

by Elgin Saha 

O microfinanciamento é uma das ferramentas mais poderosas que podem ser usadas para lidar com a pobreza global. Ele aumenta a auto-estima e a auto-suficiência das pessoas que recebem os serviços financeiros. O microfinanciamento trabalha lado a lado com intervenções em outras áreas de desenvolvimento, tais como a saúde, a nutrição, a democracia e a educação, oferecendo apoio e incentivo. 

Quando o microfinanciamento é bem feito, ele pode:

  • aliviar o sofrimento
  • aumentar a dignidade
  • possibilitar a sustentabilidade
  • inspirar os colaboradores.

A HEED Bangladesh (sigla em inglês de Desenvolvimento Sanitário, Educacional e Econômico) tem ajudado pessoas com empréstimos desde o início dos anos 90. No início, os membros do “programa de crédito administrado pelas pessoas” do HEED economizavam dinheiro numa conta bancária pessoal. Às vezes, os membros tiravam empréstimos das suas próprias economias para abrir empresas. Este método de microfinanciamento não funcionava muito bem, então o HEED mudou o programa. Ele decidiu juntar as economias dos membros num só lugar e oferecer lhes empréstimos de acordo com as suas necessidades. Isto proporcionou disciplina e uma boa administração ao trabalho.

Nessa mesma época, o HEED também implementou uma variedade de políticas para proteger-se a si próprio e aos seus membros. Eles também recrutaram  funcionários especializados para administrar o recém chamado “Programa de Microcrédito”. O programa recebeu uma identidade estrutural e administrativa separada. O HEED mudou sua estratégia de maneira a poder administrar o Programa de Microcrédito de maneira sustentável, sem o apoio de doadores externos.

O HEED oferece vários tipos de empréstimos para os seus membros, dependendo das suas necessidades. Estes empréstimos ajudam as pessoas a iniciar e desenvolver pequenas empresas, as quais aumentarão a sua renda. Eles emprestam dinheiro a pessoas pobres, sem garantia. Os empréstimos variam no que diz respeito ao tamanho das parcelas e à duração, de acordo com as necessidades dos clientes.

O Programa de Microcrédito do HEED mostrou que as pessoas pobres podem fazer uma grande diferença na sua própria vida e na sua comunidade com um pequeno e simples empréstimo.

Elgin Saha é o Diretor Executivo do HEED Bangladesh.

PO Box 8178, Mirpur-2, Dhaka-1216, Bangladesh

E-mail: elgin@agni.com
Site: www.heed-bangladesh.com

Para obter mais informações sobre microfinanciamento, consulte Recursos, na página 7.

A história de sucesso de Brigita

Brigita Hasda e seu marido, Sudhir Mardi, ficaram desempregados e tiveram que ir morar com os pais de Sudhir. Depois de alguns meses, os pais de Sudhir pediram-lhes que fossem embora. Brigita e Sudhir sentiram-se perdidos, sem nenhum meio de sustento. Eles tentaram encontrar trabalho, mas não conseguiram. Durante este tempo, Brigita deu à luz uma menina, o que dificultou ainda mais para ela encontrar trabalho.

Nessa época, Brigita conheceu Mujibar Rahman, um Gerente de Área do Programa de Microfinanciamento do HEED. Ele sugeriu que Brigita tentasse uma criação de galinhas. Assim, ela e algumas outras mulheres formaram um grupo e chamaram-no de “Rangdhonu”, que significa arco-íris em bengali. O HEED organizou uma sessão de treinamento de cinco dias para elas. Após o treinamento, cada mulher recebeu um empréstimo de 2.000 takas (cerca de US$29) do HEED. Com este dinheiro, Brigita comprou sete pintos. Mais tarde, ela os vendeu com um lucro e, então, pagou seu empréstimo.

Brigita sentiu-se realmente inspirada pelo que havia alcançado e quis fazê-lo novamente, mas, desta vez, numa escala maior. Ela procurou o HEED com suas idéias.

O HEED organizou para que ela participasse de uma sessão de treinamento do governo em Dhaka. Depois do treinamento, Brigita recebeu um empréstimo de 8.000 takas (cerca de US$114) do HEED, com um juro muito baixo. Ela comprou 700 pintos e, depois de dois meses, vendeu-os com lucro e imediatamente pagou o empréstimo. Mujibar sugeriu a idéia de uma chocadeira a Brigita, e ela adorou o desafio! Mais uma vez, o HEED ajudou-a financeiramente com a chocadeira. Brigita e sua família agora estão produzindo quase 5.000 pintos na sua chocadeira e também possuem 1.800 galinhas na sua granja.

De acordo com Brigita, “Nada teria sido feito se não tivéssemos o HEED do nosso lado ao longo do caminho. O HEED mostrou-nos um modo de vida, e, agora, somos uma família em boas condições financeiras.”