As inundações no Paquistão, em 2010, afetaram 20 milhões de pessoas. Foto: Ashraf Mall/Tearfund
As inundações no Paquistão, em 2010, afetaram 20 milhões de pessoas. Foto: Ashraf Mall/Tearfund

GESTÃO DE DESASTRES

Os desastres trazem consigo grandes desafios. Após o resgate, a resposta e a recuperação, vêm a reconstrução e a restauração de vidas. Porém, o trabalho não termina ai. Reduzir o risco de futuros desastres é fundamental para evitar a perda de mais vidas. Para alguns de nós, os desastres naturais, como os terremotos, as inundações e as secas, são algo sobre o qual ouvimos falar, que ocorre em lugares distantes. Para outros de nós, eles podem fazer parte da vida da nossa comunidade. Como sempre, concentramo-nos em orientação e exemplos práticos, com artigos sobre sistemas de alerta precoce, trabalho com pessoas deslocadas e preparação para desastres. Algumas organizações da Índia e do Níger também contaram sobre o seu trabalho com a Redução do Risco de Desastres. Quer tenham sofrido pessoalmente algum desastre, quer não, espero que vocês se inspirem com a história de Leon, um sobrevivente de um terremoto no Haiti que nos lembra de que a vida após um desastre ainda pode ser vivida ao máximo.

Aqui na Passo a Passo, recentemente examinamos a nossa lista de correspondência e ficamos muito contentes ao ver que agora possuímos leitores em mais de 160 países! É um grande incentivo saber que há pessoas com a mesma forma de pensar por todo o mundo, que estão procurando se informar e se inspirar para fazer a diferença nas suas comunidades. Obrigada a todos aqueles que entraram para o nosso Grupo de Feedback da Passo a Passo. Vocês receberão o seu primeiro questionário juntamente com esta edição, e estaremos aguardando suas respostas. Como sempre, continuamos orando para que Deus abençoe o trabalho de suas mãos.

Abaixo estão os artigos da edição 88 da Passo a Passo em html.

Para baixar uma versão pdf da edição 88 da Passo a Passo, clique aqui (PDF 1.1 MB).


  • Cartas

    Irrigação com bomba a motor Sou o coordenador de uma organização local que trabalha com pequenos agricultores em horticultura. Há anos usamos regadores para irrigar nossas hortaliças, embora com certa dificuldade. A utilização de regadores torna nosso trabalho muito limitado, assim, minha comunidade e eu decidimos que, em breve, compraremos uma bomba a motor. Eu ficaria muito agradecido se algum dos leitores pudesse ter a gentileza de nos explicar como utilizar uma bomba a motor para irrigar. Então, como a área que cultivamos aumentará significativamente, precisaremos de mais sementes de hortaliças. Se algum dos leitores da Passo a Passo puder ajudar, por favor, entre em contato conosco. Emery Lendo-Ngembo Coordinateur de l’ONGD APROMAT B.P 85 Tshela Bas-Congo República Democrática do Congo E-mail: apromattshela@yahoo.fr

    leia mais
  • Combatendo a seca no Sahel

    Jeff Woodke. O povo de Abrik, uma pequena comunidade localizada nas savanas do centro-norte do Níger, na África Ocidental, esperou pacientemente pelas chuvas em 2008, mas se decepcionou. Em 2009, novamente, a comunidade esperou pacientemente pelas chuvas e novamente se decepcionou. Desta vez, a seca foi ainda mais abrangente e atingiu o país inteiro.

    leia mais
  • Crianças em situações pós-desastres

    A cada ano, quase 750.000 crianças ao redor do mundo são afetadas por desastres e podem ficar muito perturbadas com a experiência de serem deslocadas e perderem entes queridos e amigos.

    leia mais
  • Deslizamentos de terras

    Os deslizamentos de terras ocorrem quando o solo de um declive se torna instável e porções de terra, lama e pedras começam a deslizar declive abaixo. Eles podem causar danos graves e são difíceis de prever. As chuvas fortes e os terremotos são os principais desencadeadores de deslizamentos de terras.

    leia mais
  • Estudo Bíblico

    Preparando-se para os desastres. Adaptado de Disasters and the Local Church (Desastres e a Igreja Local), de Bill Crooks e Jackie Mouradian

    leia mais
  • Gestão de desastres e construção de comunidades mais seguras

    Bob Hansford, Assessor de Gestão do Risco de Desastres da Tearfund. Os desastres fazem parte da vida diária de uma grande parte da população mundial. A cada ano, ocorrem entre 600 e 800 desastres naturais, alguns pequenos e localizados, outros que afetam vários países e milhares de pessoas.

    leia mais
  • Preparando a família para um desastre

    Adaptado de Disasters and the Local Church (Desastres e a Igreja Local), de Bill Crooks e Jackie Mouradian. Veja a página Recursos para obter mais informações sobre esta publicação. Ilustrações de Bill Crooks.

    leia mais
  • Protegendo os meios de vida, salvando vidas

    Joel Hafvenstein. Embora proteger a vida das pessoas nos desastres seja a principal prioridade, proteger seus meios de vida é quase tão importante. Se as pessoas perderem sua capacidade de se alimentarem, sua sobrevivência em longo prazo será incerta, e elas se tornarão muito mais vulneráveis ao próximo desastre.

    leia mais
  • Recursos

    Disasters and the Local Church (Desastres e a Igreja Local) Esta nova publicação da Tearfund oferece orientação prática para líderes de igrejas em áreas propensas a desastres na Ásia, na África, na América Latina e no Caribe. A gestão de desastres raramente é ensinada em seminários ou escolas bíblicas. Contudo, em épocas de crise, os membros da igreja frequentemente procuram os seus líderes espirituais bem como o governo local para obter ajuda e orientação. Este livro foi escrito para líderes de igrejas caso se encontrem em meio a uma crise – seja ela inundação, vendaval, fome ou terremoto.

    leia mais
  • Trabalhando com desastres

    Uma jornada desde a assistência em situações de desastres até a redução de riscos e a defesa de direitos. Kennedy Dhanabalan, Diretor Executivo, EFICOR

    leia mais
  • Vida nova após um desastre

    Em 2010, Leon Gaisli sofreu ferimentos na medula espinhal durante um forte terremoto no seu país de origem, o Haiti. Ele perdeu o movimento das pernas, mas, após sua reabilitação no Hospital da Convenção Batista do Haiti, em Cap Haïtien, Leon tornou-se um ciclista de handbike muito entusiasmado.

    leia mais