Sonhar alto

Richard Lister

Você se sente vivo quando alguém o incentiva? Dê uma olhada nesta foto encantadora de Lo (à direita), enquanto os outros participantes o aplaudem. Como é bom ver o olhar de alegria no rosto dele.

Foto: Richard Lister/Tearfund

Quando analisamos nosso trabalho, é muito fácil focar no que está errado. Assim, acabamos concentrando-nos apenas nos aspectos negativos. Uma alternativa estimulante é a abordagem do inquérito apreciativo.

Recentemente usei os princípios do inquérito apreciativo em dois workshops na China. Concentramo-nos em quatro etapas:

  • Devoções: O que a Bíblia diz sobre o objeto do nosso trabalho?
  • Deleite: O que já está indo realmente bem no trabalho?
  • Sonho: O que gostaríamos que acontecesse no futuro? 
  • Plano: Que medidas podemos tomar, de onde estamos, para realizar este sonho? 

O bom desta abordagem é o seu foco positivo. Como a Bíblia nos diz, devemos encorajar uns aos outros (Hebreus 10:25). Isso ajuda os participantes a relaxar, evita a atitude defensiva e encoraja as pessoas a sonhar alto e assumir riscos. Fixar notas do que descobrimos nas paredes ajudou todos a ver em que jornada havíamos embarcado.

O inquérito apreciativo é mais complexo do que isso, mas, ao longo dos anos, vi que apenas usar as quatro palavras-chaves acima já é o suficiente. Por exemplo, eu as usei para estruturar uma avaliação, uma revisão de aprendizagem, os comentários de uma visita a um projeto e até mesmo na mais simples das conversas. Espero que as pessoas saiam com um sorriso no rosto e prontas para ir atrás de seus sonhos.

Richard Lister é o Chefe Global de Igreja e Desenvolvimento da Tearfund. E-mail: richard.lister@tearfund.org

Blog: www.churcheschangingnations.blogspot.com