Plantar para o futuro, no Brasil

Flávia Marques Amorim

A ACEV (Ação Evangélica) é uma parceira da Tearfund que trabalha na região semiárida no Nordeste do Brasil.

As regiões semiáridas são vulneráveis às alterações nos padrões de precipitação, as quais podem ser causadas pela mudança climática. Foto: Marcus Perkins/Tearfund

A ACEV trabalha com seus parceiros para desenvolver projetos sustentáveis que promovam uma relação saudável com o meio ambiente. Seu Projeto Plantação trabalha em conjunto com seus outros projetos de perfuração de poços e agrossilvicultura. Os poços fornecem água potável, vital nas comunidades pobres, e o trabalho de agrossilvicultura promove a sustentabilidade ambiental e o reflorestamento.

O Projeto Plantação da ACEV incentiva os métodos agrícolas orgânicos. Ele ajuda as famílias a aprender como cultivar culturas saudáveis e de boa qualidade sem a utilização de pesticidas ou fertilizantes químicos. A equipe do projeto ajuda e orienta as famílias por seis meses, e um agrônomo dá aconselhamento. Eles trabalham com os agricultores em questões tais como uso da água e microirrigação, cuidados e fertilidade do solo, culturas adequadas, rotação de c ulturas e fertilizantes e inseticidas naturais. Eles também incentivam os participantes a formar cooperativas agrícolas.

A ACEV valoriza a educação. As comunidades podem participar de oficinas sobre questões ambientais, como, por exemplo:

  • como eliminar resíduos com sensibilidade;
  • como valorizar e proteger plantas e animais locais raros;
  • como plantar espécies arbóreas adequadas, tais como o nim e a moringa, que se adaptam bem às condições das áreas semiáridas.

No final dessas oficinas, pede-se às comunidades para que se comprometam a manter boas práticas ambientais. Ao longo dos três anos do projeto, os funcionários da ACEV viram os hábitos mudar em relação ao cuidado com o meio ambiente.

José Ivonildo Fernandes trabalhou com a comunidade do Sítio Pinheira, em Manaíra. Diz ele:

“Primeiro, a área foi cercada. Depois, plantamos culturas como banana, maracujá e feijão-andu ao longo da cerca, que serviram como quebra-vento e também como fonte de alimento e renda. Outro passo importante foi diversificar os legumes plantados. A comunidade agora planta novos legumes, como beterraba, pimentão, cenoura, abobrinha e repolho, além da alface e do coentro que eles já plantavam antes. Todas essas culturas são cultivadas organicamente, com inseticidas naturais. [Editora: veja exemplos no quadro]. As pessoas costumavam queimar os arbustos e os resíduos das colheitas, mas, agora, nós os transformamos em adubo orgânico e misturamos com outros estercos animais para fertilizar nossas terras.”

Com o Projeto Plantação, as pessoas têm uma fonte segura de alimentos orgânicos saudáveis. Como não são usados produtos químicos, a qualidade da água é protegida. O cultivo mínimo protege a estrutura e a fertilidade do solo e reduz a erosão. Todas essas práticas promovem a biodiversidade local e ajudam a proteger o meio ambiente.

Antonio Felix Florentino é o Presidente da Associação do Sítio Pinheira e diz:

“Hoje, com a ajuda da ACEV, não tenho necessidade de sair da Pinheira para ter uma renda. O que mais me chamou a atenção na ACEV foi o incentivo e o apoio para que preservemos a natureza e o meio ambiente. Antes, isso era uma coisa com que a gente não se importava, mas, agora, queremos preservar a terra que Deus nos deu.

Este ano, houve uma seca horrível, mas, graças a Deus, estamos vendo os benefícios do Projeto Plantação. Tenho certeza de que Deus nos abençoou e vai continuar abençoando nossa vida e este lugar.”

Flávia Marques Amorim é a Coordenadora de Programas Sociais da ACEV
Site: www.acevbrasil.org.br


Como fazer inseticidas naturais

Pimenta Moa uma xícara de pimentas (tome muito cuidado para que a pimenta não entre em contato com seus olhos ou sua boca), acrescente 2 litros de água, mexa bem e deixe a pimenta moída assentar. Escoe o líquido e acrescente a ele um pouco de água com sabão. Borrife sobre as culturas.

Tabaco Ferva 2 punhados de folhas secas ou tocos de cigarro em 2 litros de água por 20 minutos. Acrescente um pouco de sabão, misture e deixe esfriar. Dilua em 5 litros de água fria e borrife sobre as culturas.

Nim Moa dois punhados de frutos de nim maduros e misture bem com 1 litro de água. Deixe de molho de um dia para o outro, coe e use como spray.


Palavras usadas neste artigo


Agrossilvicultura significa o cultivo de árvores juntamente com culturas agrícolas para que ambas se beneficiem.

Biodiversidade significa a variedade de vida vegetal e animal em uma região.

Cultivo mínimo significa revolver o solo o menos possível na semeadura. Isso melhora a fertilidade, reduz a erosão e retém a água do solo.

Semiárida descreve uma região com baixa precipitação, mas que não é desértica.