R19 O direito à educação e à informação

Todas as crianças deveriam ter a oportunidade de completar a educação básica. Esta deveria capacitar as crianças a ler, a escrever, a contar, a aprender o idioma nacional (se a sua língua materna é diferente) e a adquirir algum conhecimento a respeito do mundo à sua volta. As crianças podem enfrentar muitas barreiras para receber uma educação básica. Isto inclui taxas, outros pagamentos para equipamentos e uniformes, idioma, o estigma do HIV e AIDS e deficiências.

Educação e alfabetização devem abrir as portas que irão permitir que as pessoas tenham acesso à informação. Elas também trazem confiança no entendimento e uso da informação. A informação relevante é uma fonte de poder. Informação de cunho prático pode fazer com que as pessoas se sintam capazes de promover mudanças em suas vidas. Isto pode ser através da ação, da criação de uma rede de contatos, ou pela compreensão de questões relativas à saúde e à educação. Informação sobre a lei pode ajudar as pessoas a confrontar casos de abuso dos direitos humanos.

Há muitas formas de compartilhar informação. As paredes podem ser usadas como mural de notificações e informações. Páginas simples de notícias podem ser produzidas, foto copiadas e distribuídas. Rádios comunitárias, particularmente quando transmitidas nos idiomas locais, podem provocar um grande impacto. Isto dá condições às pessoas para contarem suas histórias, para compartilhar informação no momento em que elas são necessárias, dicas a respeito de cuidados infantis e cuidados de saúde, e avisos de reuniões e eventos.

Discussão
  • Leia Neemias 8:1-18. O Rei da Babilônia invade Judá, destruindo o templo e levando quase todo o povo de Israel para o exílio. O exílio durou 70 anos. Neemias então obedeceu à direção de Deus reconstruindo as muralhas da cidade. O povo então se reuniu para ouvir Esdras ler a palavra de Deus, o que não havia sido feito durante 70 anos. De que maneira eles se prepararam para ouvir a palavra de Deus nos versículos 1-6? O que podemos aprender disso?
  • Qual foi o papel dos levitas ou sacerdotes (versículos 7-9)? Quem nos ajuda a compreender a palavra de Deus hoje?
  • Como foi que o povo reagiu quando eles compreenderam o significado do que lhes era ensinado (versículo 9)? Em algum momento reagimos da mesma maneira?
  • De que maneira Neemias e os levitas os encorajaram a reagir nos versículos 10-12?
  • Os versículos 13-17 descrevem como as pessoas reagiram ao ensinamento a respeito da Festa dos Tabernáculos (Levítico 23:33-43), construindo abrigos feito de galhos, nos quais moraram durante sete dias. Qual era a reação deles à esta celebração? Que oportunidade nós temos de celebrar, estudar e louvar juntos como cristãos desta maneira? Se não temos, poderíamos planejar para que isso acontecesse?
  • Esse tempo de ensino permitiu que todos os que não sabiam ler se beneficiassem de maneira plena. O que podemos fazer para que os analfabetos possam se beneficiar plenamente de ensinamentos cristãos e de informações práticas? Como é que as pessoas podem ser alfabetizadas na nossa comunidade?
  • Que barreiras as crianças da nossa comunidade podem vir a enfrentar que as impeçam de freqüentar, ou mesmo de completar o ensino básico?
  • Professores mal treinados, a falta de equipamentos e livros, ou turmas grandes, podem tornar o ensino menos efetivo. De que maneira pais e líderes comunitários podem oferecer apoio, e influenciar a qualidade do ensino nas nossas escolas?
  • Que barreiras as pessoas da nossa comunidade encontram quando buscam informações?

Artigos 18, 19, 26, 27 A Declaração Universal dos Direitos Humanos das Nações Unidas