R23 Direitos especiais para as crianças

A Bíblia dá destaque ao interesse específico de Deus pelas crianças. Temos a responsabilidade de cuidarmos das crianças, protegendo-as, para que elas possam usar os dons dados a elas por Deus, com toda a sua potencialidade. A Convenção sobre os Direitos da Criança (CDC), promulgado pelas Nações Unidas em 1989 foi uma realização histórica ao reconhecer que as crianças têm direitos particulares. Essa convenção foi aprovada em todos os países (exceto nos Estados Unidos e na Somália) Ela inclui esses direitos:

  • Crianças devem ter suas necessidades de moradia, alimentação e saúde atendidas.
  • O desenvolvimento das crianças deve ser estimulado. Elas têm o direito de brincar, direito à educação, à curiosidade, à informação, e à liberdade de pensamento e religião.
  • Crianças têm o direito de serem protegidas contra todas as formas de abuso, maus tratos, tortura, exploração sexual, participação em conflitos armados, trabalho infantil e a discriminação.
  • Crianças têm o direito de participar das decisões que possam afetá-las e afetar a sua comunidade.

Cada um de nós é responsável por garantir que esses direitos sejam respeitados em prol de todas as crianças.

Discussão
  • Leia Mateus 18:1-6. Os discípulos queriam saber quem seria o maior no reino dos céus. Jesus responde trazendo uma criança para dentro da roda de conversa.
  • Que valor Jesus dá à criança?
  • Leia Mateus 18:10-14. No versículo 10, Jesus enfatiza o valor da criança. Ele então usa uma parábola a respeito de pastores para explicar a sua resposta. Ele fala do trabalho de pastores que cuidam das suas ovelhas vinte e quatro horas por dia, em todo tipo de clima. Quem as ovelhas representam? (Veja João 10:16) Que características possuem?
  • O que faz o pastor no versículo 12? Porque ele faz isso?
  • Qual é a reação do pastor quando ele encontra a ovelha no versículo 13?
  • O que Jesus quis nos ensinar através dessa parábola? Qual é a vontade de Deus para cada um desses pequeninos? Existem crianças que se sentem ‘perdidas’ na nossa sociedade? Que coisas práticas teríamos de fazer para que cumpríssemos a sua vontade?
  • De que maneira nosso governo garante a proteção das crianças contra maus tratos (por exemplo, no trabalho infantil ou quando crianças são usadas como soldados mirins)? Existem outras maneiras pelas quais o governo pudesse assegurar que mais proteção fosse oferecida?
  • Todas as crianças na nossa região têm a oportunidade de freqüentar uma escola de ensino básico? Se não tem, como poderíamos promover, junto ao governo, o direito de todos terem acesso à educação?

Artigos 25, 26 Convenção dos Direitos da Criança das Nações Unidas