R5 Nossa reação ao desejo de Deus por justiça

Deveríamos compartilhar a paixão que Deus tem pela justiça e os seus planos para com ela. Como cristãos devemos ter uma reação – não somente às leis do homem, mas acima de tudo, às leis de Deus e os seus mandamentos para nós. Deus é movido pela compaixão que sente por todos aqueles que sofrem e somos chamados a responder da mesma maneira.

Temos obrigação de cuidarmos da nossa família: a imediata e a nossa grande família. Novamente isso se baseia no ensinamento bíblico (tal qual encontramos nos livros de Rute e Ester). Isso também é um compromisso cultural forte em muitas sociedades.

Devemos, em primeiro lugar, buscar a justiça e os direitos humanos dos outros ao invés de buscar essas coisas para nós mesmos. Poderemos ser chamados a aceitar que sejam injustos conosco, enquanto buscamos de uma maneira ativa a justiça para outros, defendendo os seus direitos.

Discussão
  • Leia Rute de 1:22 até 2:23. Naomi foi um exemplo de uma mãe cuidadosa que buscava o melhor para a sua família. Quando o seu marido e os seus filhos morreram durante a sua estadia num país estrangeiro, ela tentou convencer as suas noras a retornar às suas famílias e a casarem-se novamente. Rute, contudo, se recusou a deixá-la. Boaz pertencia à família do falecido marido de Naomi. O que fez ele em resposta às necessidades da Rute?
  • Boaz era um parente rico, responsável pelo bem estar da sua família imediata e da sua grande família. Naomi sabia que a primeira resposta dele às suas necessidades havia sido limitada. De que maneira freqüentemente limitamos nossa resposta aos casos de necessidade e de injustiça com que somos confrontados?
  • Leia Rute 3:1-18. Por que você acha que Naomi mandou a Rute deitar-se aos pés de Boaz, ao invés dela mesma aproximar-se dele à procura de ajuda, durante o dia? Ele poderia ter dito a Rute que saísse, ou mesmo ter se aproveitado dela. Ao invés disso, o que fez?
  • Leia Rute 4:1-22. Esse capítulo descreve o “Go’el”, a prática tradicional de cuidar da família e da propriedade de familiares próximos que vinham a falecer. Rute aparentemente tem um parente mais próximo, fazendo com que Boaz vá ao seu encontro. Qual foi a sua reação nos versículos 2-4? Por que disse sim? Por que muda de idéia nos versículos 5-8?
  • Quais foram as conseqüências da insistência de Naomi ao buscar restaurar a sua herança familiar? De que maneira essa história nos encoraja?
  • De alguma maneira a prática tradicional do “Go’el” continua em nossa sociedade, hoje em dia? Se afirmativo, quais são os benefícios? Quais são as desvantagens?

Artigos 29, 30 A Declaração Universal dos Direitos Humanos das Nações Unidas