Cuidados com as famílias dos presidiários

Passo a Passo 104 - Presídios

A Passo a Passo 104 traz dicas práticas sobre como se envolver no ministério em prisões e como cuidar de ex-presidiários.

As atividades criativas ajudam os filhos dos presidiários a relaxar e se divertirem. Foto: Associação de Fraternidade Prisional Singapura
As atividades criativas ajudam os lhos dos presidiários a relaxar e se divertirem. Foto: Associação de Fraternidade Prisional Singapura

CUIDADOS COM AS FAMÍLIAS DOS PRESIDIÁRIOS

Quando alguém é preso, toda a família sofre. O cuidado familiar é uma parte importante do ministério da Associação de Fraternidade Prisional Singapura (sigla em inglês: PFS). Apoiamos cerca de 70 famílias de presidiários através dos programas abaixo.

Grupos de apoio. Quando um ente querido é preso, o cônjuge tende a sofrer muito. As esposas e as mães geralmente se isolam por sentirem vergonha. Os grupos de apoio oferecem um lugar seguro para que elas expressem seus sentimentos sem se sentirem julgadas. Eles também oferecem uma plataforma para atividades sociais e sessões de aconselhamento em grupo.

Visitas domiciliares. A equipe de Cuidados Familiares e os voluntários visitam regularmente as famílias dos presidiários para oferecer amizade, conforto e aconselhamento. As visitas são especialmente úteis se os membros da família estiverem doentes ou de cama.

Emprego, treinamento profissional e assistência financeira. A PFS ajuda as famílias dos presidiários a encontrar emprego através do treinamento em habilidades linguísticas, informática e artesanato. Também oferecemos ajuda financeira de curto prazo às famílias que precisam de ajuda urgente.

Encaminhamento a centros de serviços familiares, centros de aconselhamento e comunidades de fé. A PFS trabalha em parceria com várias organizações para oferecer aconselhamento profissional e serviços de assistência social. Enquanto fazemos isso, mantemos amizade com as famílias, com o objetivo de ajudar os presos a se reunirem com suas famílias após sua libertação.

Ministério de pais. Os pais dos presidiários frequentemente passam a ser os cuidadores dos netos. A eles, a PFS oferece assistência emocional, médica e outros tipos de assistência prática.

Apoio aos filhos dos presidiários. Os filhos dos presidiários geralmente sofrem isolamento, vergonha e pobreza. Eles podem não receber atenção de seus cuidadores, os quais frequentemente têm dificuldades para lidar com a situação. O Care Club é um clube semanal para os filhos dos presidiários. Organizamos atividades como aulas, leitura, música, arte e dança nos sábados com a ajuda de voluntários. O Care Club também organiza passeios e colônias de férias para oferecer atividades divertidas aos filhos dos presidiários durante as férias escolares.

QUESTÃO PARA DISCUSSÃO

  • Como sua igreja ou organização pode apoiar as famílias dos presidiários?

Por funcionários da Associação de Fraternidade Prisional Singapura.

Site: www.pfs.org.sg
E-mail: admin@pfs.org.sg


COMO CUIDAR DO FILHO DE UM PRESIDIÁRIO

A prisão de um ente querido pode ser esmagadora tanto para os filhos quanto para seus cuidadores. Se você estiver cuidando do filho de um presidiário, abaixo estão algumas maneiras simples de ajudá-lo em momentos difíceis.

  • Desenvolva o senso de segurança da criança. De manhã, avise a criança sobre o que acontecerá durante o dia. Por exemplo: “A vovó vai buscá-lo na escola. Depois, você vai à pracinha, e, mais tarde, todos nós jantaremos juntos”.
  • Compartilhe seu coração. Dê à criança um coração de papel para guardar no bolso. Você pode dizer: “Isto é para lembrá-lo de que eu amo você e vou sempre estar ao seu lado”.
  • Expresse emoções. Reserve tempo todos os dias para perguntar à criança: “Como você se sente?”. Lembre-se de dizer à criança que não há problema em ter sentimentos fortes, não importa quais sejam eles.
  • Responda com sinceridade. Ao explicar onde está a mãe ou o pai preso, você pode dizer: “Papai vai ficar em um lugar chamado prisão (ou cadeia) por algum tempo. Os adultos, às vezes, vão para a prisão quando quebram uma regra chamada ‘lei’”.
  • Mantenha contato. Se for possível telefonar, esta é uma ótima maneira para a criança manter contato com seus pais. Ajude-a a pensar em algo que ela gostaria de dizer ao pai ou à mãe e dê-lhe uma foto do pai ou da mãe para segurar durante o telefonema.
  • Preparem-se juntos. Antes de visitar seu ente querido na prisão, explique à criança algumas coisas que podem acontecer. Por exemplo: “Nós não poderemos sentar na mesma sala com a mamãe, mas podemos vê-la através de uma janela e ler uma história juntos”.

Adaptado do kit de ferramentas da Sesame Street (Vila Sésamo), Little children, big challenges: incarceration (Crianças pequenas, desafios grandes: prisão). Consulte a página Recursos para obter informações.