Cartas

Transplantes de órgãos.

Quebra o coração saber através da leitura do artigo da Passo a Passo 29 sobre Crianças em alto risco, que tipo de vida estas crianças de rua têm. A situação aqui no Nepal é semelhante, com o problema da prostituição infantil acrescentado a uma variedade de problemas potenciais.

No entanto, eu gostaria de comentar sobre a parte do artigo que se refere ao comércio internacional de partes do corpo. Estou consciente sobre muitos destes relatos na imprensa popular mas pelo que eu saiba, nenhum destes relatos foram confirmados por qualquer autoridade médica. Doadores e receptores de órgãos devem ser cuidadosamente comparados para se verificar a compatibilidade antes de qualquer operação ter até mesmo a mais remota chance de sucesso. Um rim, olho ou testículo de um doador desconhecido e que não foi testado é inútil ao médico que realiza a cirurgia. As crianças de rua enfrentam muitos perigos nas ruas, mas servir como bancos de órgãos provavelmente não é um deles. Vamos colocar este rumor de lado de uma vez por todas.

Obrigado por este artigo educacional e revelador sobre este assunto tão difícil!

Robert D Hott DVM, United Mission to Nepal, Rural Development Centre, Pokhara, Nepal.

Pensamentos sobre sementes

Gostaríamos de compartilhar alguns dos resultados de nossas actividades agrícolas, as quais são realizadas a uma altitude de 1.000 metros. Experimentamos diferentes variedades de vegetais e medimos a germinação das sementes, quanto tempo cada etapa de crescimento levou, quaisquer problemas, com que facilidade colhemos sementes e o nosso sucesso em comercializar as colheitas. Descobrimos que os pimentões tinham um nível de germinação baixo e sofriam com vários problemas de pragas. A alface e o pepino cresceram muito bem mas devido serem comidos crus, descobrimos que havia pouco mercado para eles. As pessoas ficam surpreendidas ao ver quão bem as nossas cebolas crescem e todos querem algumas sementes para experimentarem por si próprios. Conseguimos recolher sementes com êxito, exceto as de repolho e cebola. Teremos prazer em saber a vossa opinião sobre o nosso trabalho.

Acheka Kambaname, Maison-Verte (WEC WAMBA), BP 500 Isiro, Zaire.

EDITORA:

Alguns vegetais só produzem sementes um ano depois de terem sido plantados. Experimente deixar alguns pés de cebola e de repolho crescendo e você deverá ver que no ano seguinte eles produzirão sementes.

Ponto de partida de debates

A Passo a Passo se tornou uma verdadeira benção para nós em desenvolvimento e no testemunho cristão. Durante algum tempo temos organizado reuniões de animação e de treinamento sobre os assuntos de desenvolvimento e saúde. Estas reúnem pessoas que trabalham na área da saúde, agricultores, horticultores que vendem seus productos nos mercados e outros que estão interessados em desenvolvimento comunitário. Estudamos, comentamos e analisamos os exemplares da Passo a Passo nestas reuniões. Isto é seguido de discussões e trocas profundas de idéias e experiências.

Adrien Latyr Faye, Mission Evangélique du Plein Evangile, BP 6, Thiadiaye, Senegal.

Aprendendo sobre a menopausa

Sou uma enfermeira no Hospital Evangélico de Bembéréké, no Benin. Fiquei muito encorajada com os detalhes muito bons sobre a menstruação e a menopausa na Passo a Passo 24. Há muitos problemas com estes assuntos no nosso hospital. Graças a esta edição eu tive êxito em discutir sobre a menopausa com mulheres que acreditavam que não poderiam ter mais relações sexuais com os seus maridos. (Elas apresentaram as mesmas razões mencionadas no artigo.) Por favor fiquem certos de que graças a este conselho dado, eu consegui convencer estas mulheres. Que o Senhor os acompanhe no trabalho que estão fazendo!

Mahama Soussi, Hôpital Evangélique, BP 28, Bembéréké, Bénin.

Leia-me!

Visitas recentemente feitas pela editora a vários leitores da Passo a Passo revelaram que muitos deles não lêem as páginas de Recursos na Passo a Passo porque não têm dinheiro para comprar os livros. Por favor leiam estas páginas! Todas as edições contêm pelo menos um (e às vezes mais) livros ou boletins de notícias gratuítos.

Esta é uma foto da biblioteca de uma leitora. Ela lê as páginas de Recursos antes de mais nada e escreve imediatamente para receber materiais grátis. Quase todos os livros e boletins de notícias foram obtidos gratuitamente!

Informação é poder! Escrever para solicitar informações funciona! Queiram também por favor transmitirem-nos informações sobre recursos grátis para que eu possa compartilhar com outros leitores.

Sistemas de economias

A minha esposa utilizou bem a edição da Passo a Passo sobre Crédito e Empréstimos. Ela conseguiu economizar US $60 em dois meses com outras mulheres. Eu também aprendi a preparar um sistema simples e eficáz de contabilidade, o qual tem sido uma grande ajuda na nossa gestão diária.

Timanya Stephen, c/o St Paul’s Cathedral, PO Box 142, Kasese, Uganda.

Proteção de pigmeus

A PREPPYG é uma organização que trabalha para apoiar e proteger um grupo de pigmeus que está em risco de extinção no Zaire. Estamos incentivando os pigmeus a serem responsáveis por si próprios através da agricultura, educação, melhores condições de vida e desenvolvendo remédios de plantas.

A área florestal onde os pigmeus têm tradicionalmente vivido está sendo destruída e muitas variedades de plantas e animais desapareceram. Ninguém está a plantar árvores novas ou a reservar uma área de terra para os pigmeus. Os caçadores furtam animais e constituem um problema de segurança. As actividades tradicionais dos pigmeus de caça e recolha de plantas tornaram-se impossíveis. De momento, há menos de 7.000 pigmeus vivendo em Butembo-Beni. Gostaríamos de receber o apoio de grupos interessados que possam ajudar-nos com idéias e recursos.

PREPPYG, BP 251, Butembo NK, Zaire.

Productos da ‘neem’

Todos os tópicos apresentados nas páginas centrais até ao momento têm tentado persuadir-nos a experimentá-los! Apesar de podermos saber sobre os assuntos, o facto é que não os experimentamos até vê-los apresentados de uma maneira simples com ilustrações na Passo a Passo. Perguntamos então a nós mesmos: ‘Por que não tentamos isto antes?’

Gostaríamos de compartilhar algumas das nossas experiências agrícolas com o uso da ‘neem’. As árvores ‘neem’ são comuns nesta parte do Sri Lanka. Os agricultores têm usado métodos diferentes para controlar pragas e fertilizar o solo durante mais de mil anos, antes de os pesticidas e fertilizantes químicos serem introduzidos pelos países ocidentais. A nossa cultura respeita todos os seres – humanos, animais, árvores e plantas. Não queremos matar nenhuma criatura viva. Preferimos controlar as pragas.

Achamos que ao usar os productos da ‘neem’ respeitamos o meio ambiente e controlamos as pragas sem perigos para os animais, seres humanos ou meio ambiente. Somos uma organização pequena mas produzimos de momento três produtos da ‘neem’ – Kimisara e Kuminal, que controlam as pestes e Nimbil, que actua como fertilizante. Também produzimos sabão contendo óleo da ‘neem’.

Gallege Punyawardana Alvis, Swarna Hansa Foundation, PO Box 16, Dehiwala, Sri Lanka.

Faça o que eu faço!

Eis aqui uma dramatização útil enviada pelo Rev Rabboni de Mbarara Uganda para um evento de treinamento. Ela é usada para mostrar como incentivar as comunidades a mudarem. Escolha três participantes, conte-lhes a história e incentive-os a dramatizá-la.

Dois homens estão presos na ribanceira de um rio. Um bom Samaritano chega ao local e oferecese para ajudá-los a alcançar a margem oposta. Primeiro, ele carrega um dos homens em suas costas. No entanto, ele fica exausto rápidamente e tem de deixá-lo em uma ilha pequena no meio do rio.

Ele retorna ao outro homem mas desta vez ele ensina-o a nadar. Ele lhe diz: ‘Faça tudo o que eu fizer’. Ao entrar na água, ele segura-o e apoia-o. Desta vez é muito mais fácil atravessar. Eles vão até a ilha e o bom Samaritano diz-lhe para ajudar o seu vizinho a atravessar nadando – o que eles conseguem fazer com êxito.

Incentive os participantes a discutirem as questões levantadas por esta história e considere como eles podem colocar esta abordagem em práctica por si próprios.

Pecados no trabalho de desenvolvimento

por Frank Rwakabwohe

Desenvolvimento sem participação

Desenvolvimento sem capacitação

Desenvolvimento sem mulheres

Desenvolvimento sem a juventude

Desenvolvimento sem os pobres

Desenvolvimento sem ação

Desenvolvimento sem o meio ambiente

Desenvolvimento sem planos para crescimento

Desenvolvimento sem homens

Desenvolvimento sem o alcançável.

O DESENVOLVIMENTO DEVE SER…

  • holístico, integrado, sensível às questões de gênero e auto-suficiente
  • baseado em leis cristãs básicas de amar o próximo em vez de o explorar ou oprimir
  • libertador
  • sensível ao meio ambiente
  • capaz de tratar todas as pessoas igualmente perante Deus e um com o outro.

Usado inicialmente no Service Newsletter. Frank Rwakabwohe é o Chefe da Seção de Planejamento, Desenvolvimento e Reabilitação da Igreja do Uganda, PO Box 14123, Kampala.