Da: Pressões sobre a familia – Passo a Passo 27

Um discussão sobre o crescimento populacional, o planejamento familiar e outros temas pertinentes

As crianças são uma benção.  A Bíblia ensina que as crianças são uma benção. As crianças devem ser bem recebidas ao mundo e são um motivo de celebração. As pessoas são feitas à imagem de Deus, pelo que devem ser tratadas com respeito e dignidade. No entanto, muitas pessoas nos dias de hoje não experimentam a vida como sendo uma benção mas sim como uma tragédia. Elas podem viver em extrema pobreza ou como um dos milhões de crianças de rua que são indesejadas. Elas podem morrer de doenças que são evitáveis.

Deus é justo e tem um interesse especial pelas pessoas necessitadas, fracas e sem autoridade. O desejo de Deus é que as pessoas vivam em relacionamentos consistentes entre pessoas, a terra e outros recursos, e que estejam em paz com Deus. Deus é um criador generoso e deseja que todos tenham recursos suficientes que lhes dê segurança e esperança em suas vidas.

Desenvolvimento econômico Precisamos trabalhar juntos para aumentar as perspectivas das pessoas em suas comunidades. Isto significa trabalhar para se criarem empregos, se ter acesso a crédito, melhoria de habitação, educação e cuidados de saúde. Justiça para com os necessitados é central no trabalho da Tearfund.

Educação de mulheres A educação de mulheres e meninas é uma das principais questões abordadas em discussões sobre população. Em muitas culturas, a decisão de ter filhos é imposta às mulheres. Onde há uma preferência forte por meninos, as meninas são consideradas inferiores. Em alguns casos, quando se descobre através de ecografia que o feto é uma menina, o aborto é realizado. Em países com um sistema de dotes, as meninas são vistas como um esgotamento dos rendimentos do lar. Acesso à educação e emprego é vital para que as mulheres possam fazer a sua própria contribuição para o rendimento familiar e à comunidade.

Vida familiar Casamentos e famílias bem firmadas são a espinha dorsal de comunidades fortes. O casamento é um compromisso de um com o outro em um relacionamento permanente e leal que dura a vida toda. Dentro deste relacionamento seguro, homens e mulheres podem tomar decisões conjuntas sobre as suas vidas, incluindo a decisão de ter filhos. É uma tragédia que algumas pessoas não tenham casamentos felizes porque elas se tornaram violentas ou opressivas. Todos os homens e mulheres precisam se preparar antes de se comprometerem à vida de casados e devem aprender a amar e respeitar um ao outro. É importante que se ensine aos homens desde cedo que homens e mulheres são iguais aos olhos de Deus e que as decisões que os afetam devem ser tomadas em conjunto.

Paternidade responsável Dentro de tais relacionamentos, o espaçamento de crianças para que a mãe e a criança estejam bem e com saúde é importante. O número de filhos que um casal tem é uma decisão própria. A Tearfund é contra programas de controle populacional ou programas anticoncepcionais agressivos que tiram o poder de decisão das famílias envolvidas. No entanto, a bênção divina da fertilidade não significa necessariamente que devemos ter um número ilimitado de filhos. Casais casados que desejam limitar o tamanho de suas famílias pelo uso de anticoncepcionais ou por outros métodos naturais ou tradicionais devem ser capazes de considerar tais decisões como sendo parte da responsabilidade de cuidar bem de suas vidas. Decisões quanto ao método a ser usado devem ser deixadas nas mãos do próprio casal para que assim, estas sejam pessoalmente, culturalmente e moralmente apropriadas.

Aborto Decisões quanto ao espaçamento de crianças são bem diferentes das decisões quanto ao aborto, o que é sempre e em todos os casos uma tragédia, em termos da vida que é destruída e da saúde da mãe. Portanto é muito importante separar discussões sobre espaçamento familiar de discussões sobre o aborto. Concordamos com a afirmação feita durante a Conferência Mundial sobre População realizada no Cairo que ‘o aborto nunca deve ser usado como método de natalidade’.

Pessoas jovens As pessoas jovens têm necessidades especiais – especialmente se elas vivem em zonas urbanas, onde podem estar fora de contato com tradições culturais sobre a vida familiar. Elas precisam de oportunidades para aprender e discutir questões abertamente, desde um ponto de vista cristão, como sexualidade, identidade sexual e vida familiar. A presença de conselheiros é muito importante.

O papel das igrejas Muitas vezes as igrejas fazem pouco ou nada no sentido de ensinarem sobre assuntos delicados. No entanto, é vital que as igrejas se dediquem a desenvolver uma visão positiva quanto aos relacionamentos humanos. Caso contrário, a igreja pode acabar simplesmente reagindo às situações difíceis adotando uma atitude negativa e tendo um impacto pequeno na comunidade. Pastores, conselheiros e líderes seculares precisam receber treinamento e recursos para permitirlhes ensinar, aconselhar e liderar nestas áreas.

Uma abordagem cuidadosa

A abordagem da Tearfund quanto às questões populacionais é baseada na compreensão do que a Bíblia ensina sobre estas questões. A Tearfund procura apoiar grupos a ela associados em todo o mundo, os quais devem se sentir livres para desenvolver as suas próprias abordagens de uma maneira que seja sensível à cultura e necessidades locais. Apesar de que a Tearfund não atua independentemente, estas questões são tão delicadas e importantes que tem-se dedicado tempo para considerá-las e formar diretrizes claras. Este artigo resume o documento de dez pontos que explica a posição da Tearfund – cópias podem ser adquiridas do escritório em Teddington. A Tearfund acredita que através do trabalho em parceria com organizações ao redor do mundo, as pessoas podem ser capacitadas a tomar as suas próprias decisões sobre as suas vidas e enfrentar o futuro com esperança.

O documento que apresenta a posição da Tearfund quanto às questões populacionais foi baseado em um estudo feito recentemente por Roy McCloughry, que trabalha para o ‘Kingdom Trust’.

Perguntas para Discussão

Conteúdo com tags semelhantes

Compartilhar este recurso

Equipar pessoas que trabalham ao redor do mundo para erradicar a pobreza e a injustiça