Nossa abordagem

Onde quer que trabalhemos, a Tearfund adota uma abordagem integrada para água, saneamento e higiene. Isso significa que, ao coordenarmos o nosso trabalho nessas três áreas, podemos ter maior impacto na melhoria da saúde e do bem-estar da comunidade.

Trabalhar com as comunidades

Estamos comprometidos em trabalhar com a plena participação das comunidades, capacitando-as para a apropriação e a administração de serviços de água e saneamento sustentáveis e geridos com segurança, bem como de práticas de higiene transformadas sempre que possível, ao mesmo tempo que reconhecemos que as comunidades requerem orientações continuamente. Em nosso apoio, consideramos explicitamente o impacto ambiental, as diferentes funções e necessidades dos gêneros e grupos vulneráveis e soluções sensíveis aos conflitos.

Trabalhar com os governos locais e construir parcerias

A Tearfund trabalha com os governos locais influenciando-os, defendendo direitos e apoiando o desenvolvimento de políticas locais para que se tenha melhor acesso à água, ao saneamento e à higiene. Por meio desse trabalho, ajudamos a construir um ambiente mais favorável, particularmente em Estados frágeis e afetados por conflitos.

Por meio de parcerias com grupos comunitários, ONGs, órgãos governamentais e o setor privado, fortalecemos capacidades para que se possam administrar os recursos hídricos e integrar a sustentabilidade ambiental e econômica.

Água

Hoje em dia, mais de 700 milhões de pessoas ainda vivem sem acesso à água potável.

O acesso à água não se trata apenas de sobrevivência. As pessoas utilizam a água para todo tipo de atividades culturais, bem como em tarefas cotidianas como banho, limpeza, agricultura e preparação de alimentos. A Tearfund trabalha com as comunidades a fim de compreender a importância de todas essas atividades no contexto local, atendendo tanto às necessidades básicas quanto aos usos culturalmente valorizados da água.

Os programas de abastecimento de água da Tearfund abrangem a escolha e o desenvolvimento de fontes de água, a captação (retirada da água da fonte), o transporte (ou distribuição), o tratamento e os testes de qualidade da água.

Os planos de segurança da água são um sistema de gestão comumente utilizado que conta com a participação e liderança ativa da comunidade.

Abordagens de saneamento orientadas pela demanda

A demanda por água, saneamento e higiene pode variar. Geralmente a demanda por água potável e acessível já existe, mas a demanda por instalações sanitárias e de higiene pode precisar ser estimulada. Hoje em dia, 2,3 bilhões de pessoas ainda vivem sem acesso a serviços de saneamento seguros. A segurança, a privacidade, o conforto e a dignidade oferecidos por um banheiro acessível devem ser uma realidade diária para todos. 

O envolvimento ativo da comunidade local é uma parte fundamental das abordagens orientadas pela demanda. Ao usar métodos que incentivam a participação, as pessoas e as suas comunidades trabalham em conjunto para analisar sua própria situação. Isso pode criar um momento de revelação em que a necessidade de mudanças é percebida. As evidências sugerem que, quando há um alto nível de apropriação e envolvimento, apoiado pelo desenvolvimento de capacidades, é mais provável que haja mudanças de longo prazo.

As abordagens orientadas pela demanda também ajudam a ampliar a escolha de tecnologias disponíveis para as comunidades. Ao usar os conhecimentos e as habilidades locais, as comunidades podem identificar as melhores opções sustentáveis e de baixo custo.

A Tearfund emprega uma combinação de abordagens orientadas pela demanda e pela oferta para os serviços de água, saneamento e higiene nos diferentes estágios das respostas, quando as evidências disponíveis e o contexto sugerem que tais abordagens são as mais apropriadas. Embora as abordagens orientadas pela demanda sejam preferíveis, as respostas emergenciais frequentemente requerem a construção de latrinas comunitárias e o fornecimento temporário de água em pontos de coleta para atender às necessidades e respeitar os direitos das comunidades afetadas por desastres.

Saneamento total liderado pela comunidade (STLC)

O saneamento total liderado pela comunidade é uma metodologia inovadora que faz com que as comunidades trabalhem juntas para eliminar a defecação a céu aberto. O trabalho de facilitação proporciona às comunidades a oportunidade de conduzir sua própria investigação e análise da questão da defecação a céu aberto e discutir os impactos correspondentes. As comunidades são, então, incentivadas a encontrar suas próprias soluções e a se organizarem para que a prática da defecação a céu aberto seja eliminada.

Esse processo de aprendizagem reflexiva, juntamente com a compreensão do que pode desencadear as mudanças comportamentais das pessoas, são essenciais para iniciar um processo de mudanças comportamentais duradouras.

Conheça os recursos da Tearfund sobre saneamento.

Marketing de saneamento 

O marketing de saneamento utiliza o marketing social e comercial para aumentar a demanda e a oferta de saneamento e abastecimento de água melhorados, particularmente em comunidades pobres.

Ele pressupõe que muitas pessoas, inclusive aquelas que vivem na pobreza, estão dispostas a pagar por instalações de água e saneamento que atendam às suas necessidades se a tecnologia for apresentada e comercializada adequadamente, e se o mecanismo de abastecimento puder ser facilmente acessado. Essa abordagem complementa muito bem as abordagens orientadas pela demanda e de meios de vida, como a STLC.

Higiene

Juntos, a água, o saneamento e as boas práticas de higiene desempenham um papel importante na prevenção de doenças. No entanto, fornecer água limpa e banheiros dignos não significa necessariamente que as boas práticas de higiene sejam seguidas. É por isso que nos concentramos em mudar os comportamentos relacionados à higiene. O simples ato de lavar as mãos com sabão em momentos críticos pode diminuir o número de casos de diarreia em mais de 40%.

A falta de higiene causa impacto sobre a saúde e a dignidade, resultando em menor frequência escolar e na perda de rendimentos. Existem muitas doenças associadas à falta de higiene que afetam a saúde das pessoas e contribuem para a desnutrição. Ao redor do mundo, as doenças diarreicas são a segunda causa mais comum de morte de crianças com menos de 5 anos de idade.

A importância de lavar as mãos com sabão 

Lavar as mãos com sabão é uma das formas mais econômicas e eficazes de combater as doenças infecciosas. Mas o simples fornecimento de água e sabão não é suficiente. É por isso que a mudança de comportamento associado à lavagem das mãos com sabão em momentos críticos é um dos principais enfoques dos nossos programas de promoção da higiene.

Abdisa Kasim demonstrando como lavar as mãos em um ponto de água no Hospital de Referência de Shashamene, na Etiópia. Foto: Will Boase Photography

Abdisa Kasim demonstrando como lavar as mãos em um ponto de água no Hospital de Referência de Shashamene, na Etiópia. Foto: Will Boase Photography

Alcançar mudanças sustentáveis de comportamento

Há muitos outros comportamentos relacionados à higiene que também diminuem a incidência de doenças e enfermidades, desde o preparo seguro de alimentos e a proteção de fontes de água até o descarte seguro de dejetos humanos e esterco animal.

A mudança de comportamento sustentável é uma parte importante do trabalho na área de água, saneamento e higiene, mas pode ser difícil de ser alcançada. Muitos fatores podem influenciar se e como as pessoas mudarão seu comportamento, incluindo suas tradições e hábitos, se acreditam que são capazes de fazer a mudança e, até mesmo, se os recursos necessários estão disponíveis localmente (por exemplo: sabão, torneiras tippy tap e filtros de água).

Diferentes pessoas podem ser motivadas a mudar seu comportamento e a adotar práticas de higiene seguras por diferentes razões, como, por exemplo, o desejo de manter sua família saudável ou sentir a necessidade de se enquadrarem em sua comunidade.

Principais abordagens para promover mudanças de comportamento relacionado ao saneamento e à higiene

Gênero e água, saneamento e higiene

Atender às necessidades das mulheres e meninas em relação à água, ao saneamento e à higiene é fundamental para alcançar a igualdade de gênero.

Ao redor do mundo, as mulheres e as meninas ainda são as principais responsáveis por coletar água em sua unidade familiar. Elas continuam sendo as principais cuidadoras quando as crianças ou outras pessoas adoecem por conta de doenças diarreicas. Dia após dia, elas garantem a água, que é essencial para a segurança alimentar e os meios de vida.

Apesar dessa responsabilidade, o acesso desigual à água e à terra faz com que as mulheres sejam desproporcionalmente afetadas pela falta de água.

As mulheres e as meninas são particularmente vulneráveis a abusos e ataques, muitas vezes tendo que esperar até escurecer para fazer suas necessidades a céu aberto e em banheiros que não oferecem segurança, ou em lugares isolados onde buscam água.

A Tearfund envolve tanto mulheres quanto homens no planejamento e na gestão de serviços de água e saneamento. Priorizamos as necessidades, preocupações e preferências das mulheres por meio de uma abordagem que responda às questões de gênero nos projetos. Trabalhamos para empoderar as mulheres no sentido de compartilhar seus conhecimentos, desenvolver suas habilidades e fortalecer seu poder de decisão.  

As evidências disponíveis mostram que esta abordagem de integração de gênero pode aumentar o nível de influência, a visibilidade e a participação das mulheres dentro de suas próprias comunidades e em iniciativas comunitárias de água, saneamento e higiene.

Conflito e água, saneamento e higiene

Quando se trabalha em contextos em que há conflitos, é importante que os projetos sejam sensíveis ao seu impacto sobre a dinâmica e os fatores que causam o conflito. No caso dos projetos de água, saneamento e higiene, pode ser possível projetar atividades que alcancem um impacto positivo sobre o conflito em si, em vez de apenas atender às necessidades de água, saneamento e higiene.

A abordagem sensível aos conflitos adotada pela Tearfund na área de água, saneamento e higiene em Estados frágeis e afetados por conflitos baseia-se na compreensão cada vez maior da contribuição da prestação de serviços de água, saneamento e higiene para a construção da paz e a construção de Estados. Os programas de água, saneamento e higiene podem servir de ponto de partida fundamental para o desenvolvimento de capacidades (fortalecendo a governança e a prestação de contas) e de infraestrutura, assim como agir como veículo para o engajamento dos cidadãos, a mobilização da comunidade e o empoderamento.

Meio ambiente e água, saneamento e higiene

Todos os projetos afetam o meio ambiente e são afetados por ele. A sensibilidade e a sustentabilidade ambiental são fundamentais em qualquer programa de água, saneamento e higiene.

O acesso universal à água, ao saneamento seguro e à higiene é fundamental para alcançar o desenvolvimento sustentável. Embora o Objetivo de Desenvolvimento do Milênio relacionado à água tenha sido alcançado, os Estados-membros das Nações Unidas assumiram novos compromissos com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que visam acabar com a pobreza extrema até 2030. Os ODS reconhecem a necessidade de adotar práticas sustentáveis de higiene e de ter sistemas sustentáveis de água e saneamento, para que a provisão de água, saneamento e higiene possa continuar atendendo às necessidades das pessoas em longo prazo, adaptando-se às novas circunstâncias, às tensões e aos choques.

A Tearfund reconhece a dinâmica e os processos de feedback entre os usuários de água e o meio ambiente e a necessidade de basear as abordagens de água, saneamento e higiene na compreensão desses processos no contexto local, bem como nas influências nacionais e globais.

Conheça as notas de orientação da Tearfund sobre meio ambiente e água, saneamento e higiene.

Inclusão e água, saneamento e higiene

A Tearfund trabalha com todos na comunidade local – homens, mulheres e crianças – para garantir que tenham acesso igualitário a serviços de água e saneamento adequados, seguros e sustentáveis. Muitas vezes, é necessário prestar mais apoio às pessoas vulneráveis, marginalizadas ou discriminadas para garantir que seus direitos e suas necessidades sejam igualmente reconhecidos. Isso significa que pode ser necessário trabalhar com o governo local para ajudá-lo a enfrentar questões de tabu, como a violência de gênero.

Mesmo onde há serviços de água, saneamento e higiene, é mais provável que certas pessoas sejam excluídas do acesso a eles devido à sua vulnerabilidade ou marginalização ou devido à discriminação ativa. Em quase todas as sociedades, essas pessoas incluem mulheres e crianças, pessoas que vivem com deficiências e doenças crônicas, pessoas com certas identidades de gênero, pessoas que pertencem a grupos étnicos, religiões e castas específicas, pessoas deslocadas e pessoas que vivem em regiões isoladas. Esses grupos frequentemente têm oportunidades, escolhas e liberdades limitadas, o que os torna mais vulneráveis à pobreza.

As evidências disponíveis sugerem que os grupos desfavorecidos e marginalizados são menos capazes de dispor de instalações sustentáveis de água, saneamento e higiene para si mesmos e são frequentemente excluídos dos processos de assistência emergencial e reabilitação. Para alcançar o direito de todos à água, ao saneamento e à higiene, é necessário focar os grupos mais marginalizados e desfavorecidos, bem como enfrentar muitas questões transversais, tais como a violência de gênero e a insegurança da posse da terra.