Da: Residuos – Passo a Passo 107

Orientações práticas e histórias inspiradoras sobre como lidar com os resíduos em nossas comunidades

Todos nós produzimos resíduos sólidos em casa, nas empresas, nos mercados, nas escolas e nos centros de saúde. Resíduos sólidos são qualquer coisa para a qual não temos mais uso e que, portanto, é descartada.

Os gases liberados da queima de resíduos de plástico são muito prejudiciais para a saúde das pessoas. Foto: Hazel Thompson/Tearfund

Os gases liberados da queima de resíduos de plástico são muito prejudiciais para a saúde das pessoas. Foto: Hazel Thompson/Tearfund

Uma variedade de materiais são encontrados nos resíduos sólidos, desde sacolas de plástico e cascas de legumes até sapatos velhos e baterias usadas. Alguns materiais, como as cascas de legumes, apodrecem e decompõem-se, mas a maioria dos outros tipos de resíduos não. Ao invés disso, eles se acumulam no meio ambiente, poluindo terras, rios e oceanos. 

O lixo de cerca de uma em cada três pessoas no mundo não é gerido adequadamente. Quando o governo municipal não fornece esse serviço, as pessoas precisam se desfazer de seus próprios resíduos. Assim, geralmente, os resíduos são:

Quando os resíduos são descartados dessa maneira, eles causam danos às pessoas, aos animais e à vida selvagem. O mais preocupante é que estamos produzindo cada vez mais resíduos e, por não geri-los corretamente, estamos causando problemas para as futuras gerações. 

Felizmente, a gestão de resíduos pode ser muito barata e até gerar lucro. A introdução de um sistema simples pode gerar empregos e melhorar a saúde pública, bem como melhorar a opinião das pessoas sobre um lugar.

problemas

Quando diferentes tipos de materiais residuais são misturados, eles poluem terras e cursos de água, atraem insetos e animais nocivos, aumentam a propagação de doenças e produzem gases prejudiciais. Os resíduos jogados em rios, canais e valetas bloqueiam a drenagem e pioram as inundações. Isso pode levar à disseminação de doenças transmitidas pela água e por mosquitos, como a disenteria, a cólera e a malária. 

As crianças que crescem sem um serviço de gestão de resíduos são as que mais sofrem. Elas têm duas vezes mais chances de desenvolver diarreia e seis vezes mais chances de desenvolver problemas respiratórios do que as outras crianças, e seu desenvolvimento físico e mental é frequentemente atrofiado. 

As decisões que tomamos sobre nossos resíduos em casa podem ter consequências globais. O gás carbônico e o gás metano emitidos pelos resíduos estão contribuindo para a mudança climática. As aves marinhas e os mamíferos mortos que aparecem nas praias com o estômago cheio de plástico são uma mostra do que pode acontecer quando não gerimos adequadamente os nossos resíduos.

oportunidades

A boa notícia é que, quando os resíduos são geridos corretamente, eles valem dinheiro. Se separarmos os diferentes resíduos, eles podem ser reciclados, transformados em novos produtos e vendidos para gerar uma renda. 

Por exemplo, alguns plásticos podem ser transformados em móveis ou materiais de construção. Os resíduos lenhosos podem ser transformados em combustível para cozinhar com pouca fumaça. Os resíduos dos alimentos podem ser transformados em composto para melhorar a qualidade do solo. 

Com um serviço de gestão de resíduos simples, a vizinhança torna-se mais limpa, a saúde das crianças melhora, menos animais domésticos e selvagens ficam doentes, e uma série de empregos podem ser criados. Uma vez que as pessoas entendem esses benefícios, a maioria se dispõe a pagar uma pequena quantia para a gestão de resíduos em sua comunidade. 

O importante a lembrar é separar os materiais. Isso é muito mais fácil quando os resíduos podem ser coletados perto de onde eles são gerados – por exemplo, diretamente das casas ou dos escritórios. Quando os materiais estão todos misturados no lixão, é muito difícil (e bem desagradável) trabalhar com eles. Mas quando estão limpos e separados, os materiais são um bom recurso para fazer novos produtos. 

Além de tornar a comunidade mais limpa e segura, a gestão de resíduos da comunidade traz benefícios econômicos locais:

As pessoas não precisam de grandes máquinas ou veículos caros para gerir seus resíduos. As comunidades podem recuperar o valor dos materiais residuais de várias maneiras sem custo ou a um baixo custo.

mudança nos corações e nas mentes

É muito comum as pessoas desprezarem quem trabalha com lixo. Mas, na verdade, essas pessoas são heróis ambientais. Elas estão prestando um serviço muito valioso, evitando a poluição, protegendo a saúde pública e gerando sua própria renda. 

Trabalhar com a gestão de resíduos e a reciclagem é algo de que se deve sentir orgulho. Incentivamos todos a conversar com a comunidade sobre os benefícios de trabalhar em conjunto para apoiar um sistema local de resíduos e reciclagem.


o que posso fazer em relação aos resíduos?

Todos nós podemos causar impacto na quantidade de resíduos em nossa comunidade. Lembre-se: Reduza, Reutilize e Recicle.


estudo de caso: mudança de vida através dos resíduos

Uma igreja em Ngelo, na Indonésia, decidiu fazer algo sobre os resíduos em sua comunidade – com resultados surpreendentes.

Foto: Mesakh Riwanto/Yayasan Sion Salatiga

Foto: Mesakh Riwanto/Yayasan Sion Salatiga

Em 2013, a ONG local, Yayasan Sion, introduziu a congregação de Ngelo ao processo de mobilização da igreja e da comunidade (MIC). Essa abordagem incentiva as igrejas a trabalhar juntamente com sua comunidade para resolver os problemas que enfrentam. A congregação chegou à conclusão de que seu maior problema eram os resíduos, assim a igreja resolveu começar um banco de resíduos. 

Eles nomearam administradores e decidiram algumas regras. Os membros do projeto poderiam trazer regularmente seus resíduos não orgânicos para o banco de resíduos. Os voluntários coletariam em domicílio os resíduos dos idosos ou dos que moravam longe. A equipe decidiu pagar às pessoas por seus resíduos, com preços diferentes para materiais diferentes – por exemplo, 2.000 rupias (US$ 0,14) por quilo de ferro. 

Depois de coletar os resíduos, a equipe separa-os de acordo com a forma como eles podem ser usados. Alguns são vendidos a coletores de resíduos. Outros materiais são transformados em artesanato, como carteiras, bolsas e abajures, que podem ser vendidos no mercado. A equipe leva os resíduos restantes para o lixão final, a 15 km de distância. 

Desde o início, a comunidade sentiu-se muito positiva em relação ao projeto, pois este lhes permitia usar seus resíduos como fonte de renda. As famílias pobres agora podem pagar as matrículas escolares de seus filhos. Para a igreja, o banco de resíduos é um ponto de partida para construir relacionamentos com a comunidade. Mais de 50 pessoas de fora da igreja já aderiram ao projeto.

Site: www.yasiga.org


Problema Complicado

Pergunta: Se os lixões a céu aberto são tão prejudiciais, deveríamos estar procurando simplesmente fechá-los?

Resposta: Frequentemente, quando a atenção do mundo se vira para um lixão a céu aberto, o governo responde fechando-o, e os jornalistas vão embora. O que acontece então é que outro lixão a céu aberto surge nas proximidades, e as pessoas que sobrevivem do lixo mudam-se para o novo local.

O problema é que, se não houver uma solução alternativa, as pessoas descartarão seus resíduos das únicas formas disponíveis – nos lixões ou queimando-os. E os catadores de lixo irão atrás do lixo. 

Substituir um lixão a céu aberto por um sistema de gestão de resíduos controlado pelo governo também não é uma solução automática. Os perdedores, mais uma vez, serão as centenas de homens, mulheres e crianças que sobrevivem do lixão. Se você tirar essa oportunidade de ganhar uma pequena renda das pessoas mais pobres da sociedade, elas morrerão de fome. As soluções precisam ser inclusivas. 

Para fechar os lixões, você precisa ter uma solução alternativa viável para substituí-los. Você precisa ter coleta regular de lixo e um lugar para onde levá-lo. Uma ideia é criar instalações de recuperação de recursos ao lado dos lixões a céu aberto já existentes (veja Uma revolução verde no Paquistão). Os catadores informais que atualmente trabalham em condições perigosas no lixão podem obter emprego (ou melhor ainda, formar uma cooperativa) separando os materiais recicláveis e reduzindo a quantidade de “lixo” real que precisa ser descartado. 

Sempre restará algo. O fato é que, na maioria dos casos, um aterro revestido padrão, com captura de gás do aterro, ainda é a resposta mais adequada para os resíduos não recicláveis – isto é, até que paremos de produzir resíduos ou aprendamos a fazê‑lo desaparecer!

Resposta fornecida por Zoë Lenkiewicz, da WasteAid. E-mail: zoe@wasteaid.org

Conteúdo com tags semelhantes

Compartilhe este recurso

Se você achou este recurso útil, compartilhe-o com outros para que eles também possam se beneficiar

Cadastre-se agora para receber a revista Passo a Passo

Uma revista digital e impressa gratuita para pessoas que trabalham na área de desenvolvimento comunitário

Cadastre-se agora