Ir para o consentimento do cookie

Da: Captação de recursos local – Passo a Passo 111

Descubra a alegria que há em convidar pessoas a investirem em nosso trabalho e em nossos ministérios

Leia Êxodo 25:1-9, 35:4-29 e 36:2-7

Enquanto os israelitas vagavam pelo deserto, Deus disse a Moisés que edificasse e mobiliasse um belo local de adoração: o tabernáculo. Depois de terminado, Deus encheu o tabernáculo com sua glória (Êxodo 40:34), e esse tornou-se um lugar sagrado, onde as pessoas podiam sentir a presença de Deus de uma forma muito especial.

Antes do início da edificação do tabernáculo, Deus instruiu Moisés a pedir aos israelitas que providenciassem tudo o que era necessário para o projeto: ouro, prata, bronze, fios de tecidos coloridos, linho fino, madeira, azeite, especiarias e pedras preciosas (Êxodo 25:3-7). Todas essas coisas eram de grande valor para os israelitas errantes. As pessoas também foram convidadas a doar seu tempo e habilidades a Deus e ao projeto (Êxodo 35:10).

Os israelitas forneceram tudo o que era necessário para edificar e mobiliar o tabernáculo.  Ilustração: Wingfinger

Os israelitas forneceram tudo o que era necessário para edificar e mobiliar o tabernáculo. Ilustração: Wingfinger

Deus enfatizou que as ofertas deveriam ser dadas de boa vontade, por pessoas cujo coração as compelisse a dar (Êxodo 25:2). Ele não queria que ninguém fosse forçado a contribuir.

Parem!

Depois que Moisés contou ao povo o que Deus lhe havia dito, os israelitas começaram a dar em abundância: “E o povo continuava a trazer voluntariamente ofertas, manhã após manhã” (Êxodo 36:3). No final, os artesãos tiveram que pedir a Moisés que dissesse às pessoas que parassem de dar! Eles já tinham demais! “Assim o povo foi impedido de trazer mais, pois o que já haviam recebido era mais do que suficiente para realizar toda a obra” (Êxodo 36:6–7).

Esta é uma bela ilustração de como o povo de Deus pode doar a ele com alegria, abundância e generosidade.

Questões para discussão

Do coração

Uma oferta é algo que damos a Deus para sua obra. O que damos deve vir do coração e ser dado de boa vontade e com alegria (2 Coríntios 9:7).

Quando nosso coração é tocado pela graça de Deus e percebemos o quanto ele fez por nós, passamos a querer doar. Nossa doação torna-se um ato de adoração e ação de graças (1 Crônicas 16:29). Talvez os israelitas tenham dado tanto e com tanta boa vontade porque se lembravam de como Deus os havia salvado da escravidão no Egito e de como ele os estava sustentando no deserto.

Sempre que dermos algo a Deus, devemos dar o melhor que temos. Isso não depende de quão ricos ou pobres somos (Lucas 21:1‑4). Além de dinheiro ou outros tesouros, podemos dar nosso tempo e nossos talentos.

Conteúdo com tags semelhantes

Compartilhe este recurso

Se você achou este recurso útil, compartilhe-o com outros para que eles também possam se beneficiar

Cadastre-se agora para receber a revista Passo a Passo

Uma revista digital e impressa gratuita para pessoas que trabalham na área de desenvolvimento comunitário

Cadastre-se agora

Preferências de cookies

Sua privacidade e paz de espírito são importantes para nós. Temos o compromisso de manter seus dados em segurança. Somente coletamos dados de pessoas para finalidades específicas e não os mantemos depois que elas foram alcançadas.

Para obter mais informações, inclusive uma lista completa de cookies individuais, consulte nossa política de privacidade.

  • Estes cookies são necessários para o funcionamento do site e não podem ser desativados em nossos sistemas.

  • Estes cookies permitem-nos medir e melhorar o desempenho do nosso site. Todas as informações coletadas por eles são anônimas.

  • Estes cookies permitem uma experiência mais personalizada. Por exemplo, eles podem lembrar em que região você está, bem como suas configurações de acessibilidade.

  • Estes cookies ajudam-nos a personalizar os nossos anúncios e permitem-nos medir a eficácia das nossas campanhas.