Da: HIV – Passo a Passo 98

Como combater o estigma, prevenir a transmissão do HIV de mãe para filho e prestar apoio às pessoas que vivem com o HIV

Em 2013, havia 17,8 milhões de crianças órfãs devido à AIDS ao redor do mundo, que haviam perdido um ou ambos os pais.

Depois de se tornar órfã aos oito anos de idade, Chenda teve uma jovem da sua igreja como mentora. Agora, com 18 anos, Chenda tornou-se a mentora acompanhante de Vary, que também perdeu a mãe. Foto: Hana Tzou/Alongsiders

Depois de se tornar órfã aos oito anos de idade, Chenda teve uma jovem da sua igreja como mentora. Agora, com 18 anos, Chenda tornou-se a mentora acompanhante de Vary, que também perdeu a mãe. Foto: Hana Tzou/Alongsiders

Crianças órfãs devido à AIDS

As crianças que se tornaram órfãs devido à AIDS são vulneráveis a uma variedade de problemas. Primeiro, elas precisam lidar com a dor emocional da morte dos pais. Além disso, a renda familiar provavelmente diminuirá, podendo resultar na falta de necessidades básicas físicas para a criança, como alimento, abrigo e cuidados de saúde. Essas crianças talvez precisem assumir responsabilidades adicionais em casa e podem enfrentar o estigma por parte de pessoas que as associam à AIDS.

A abordagem da Alongsiders

Como podemos ajudar as crianças que se tornaram órfãs devido à AIDS? Uma abordagem inovadora foi desenvolvida pela organização Alongsiders. Embora a Alongsiders tenha sido iniciada em resposta à AIDS, a organização agora expandiu-se e trabalha com qualquer criança na comunidade local que esteja vulnerável, marginalizada e sozinha. A Alongsiders treina jovens para atuarem como mentores (conhecidos como “Alongsiders” – acompanhantes, em inglês) e amarem e incentivarem um “irmãozinho ou irmãzinha” – uma criança vulnerável da mesma comunidade que precisa de apoio.

Os mentores acompanhantes geralmente têm entre 16 e 35 anos de idade. As pessoas que querem se tornar mentores precisam ser recomendadas por seu pastor, e a igreja é aconselhada a verificar se elas são adequadas para trabalhar com crianças.

Como a Alongsiders cresceu

Em 2000, o fundador da Alongsiders, Craig Greenfield, iniciou um movimento para cuidar de órfãos nas favelas de Phnom Penh, no Camboja, empoderando e apoiando comunidades para que pudessem cuidar de seus próprios órfãos.

Contudo, Craig e a esposa sentiam-se frustrados com o fato de que só podiam ajudar um pequeno número de crianças. Eles viram que contratar mais funcionários pagos não era a resposta e, ao invés disso, Craig iniciou um movimento voluntário de jovens cambojanos cristãos para alcançar milhares de crianças por todo o país. Hoje, centenas de jovens cristãos atuam como mentores de uma criança vulnerável na sua comunidade cada, e o movimento espalhou-se por sete províncias do Camboja.

A maior parte das crianças do primeiro grupo de “irmãozinhos e irmãzinhas” está com 20 e poucos anos agora. Muitas se tornaram líderes em suas igrejas e comunidades, e um grande número, agora, atua como mentor acompanhante.

Em 2013, a Alongsiders iniciou movimentos semelhantes na Indonésia e na Índia. Agora, a organização quer se expandir para a Ásia, a África e outros locais e tem grande interesse em trabalhar em parceria com redes e denominações de igrejas.

O que os mentores acompanhantes fazem?

Os mentores acompanhantes visitam seus “irmãozinhos e irmãzinhas” pelo menos uma vez por semana. A maioria passa duas ou três horas com eles.

Com nosso agradecimento a Craig Greenfield.

Se sua denominação quiser trabalhar em parceria com a Alongsiders para iniciar um movimento semelhante, escreva para info@alongsiders.org. Alternativamente, você pode escrever para a Alongsiders no endereço: PO Box 2475, Phnom Penh, Camboja.


Ideias para usar este artigo

Conteúdo com tags semelhantes

Compartilhe este recurso

Se você achou este recurso útil, compartilhe-o com outros para que eles também possam se beneficiar

Cadastre-se agora para receber a revista Passo a Passo

Uma revista digital e impressa gratuita para pessoas que trabalham na área de desenvolvimento comunitário

Cadastre-se agora