Ir para o consentimento do cookie

Da: Energia sustentável - Passo a Passo 114

Exemplos práticos de como a energia sustentável fora da rede pode melhorar a vida diária das pessoas.

Fazer o trabalho escolar em casa era um grande desafio para os filhos de Mervis porque, depois de caminhar quilômetros da escola e chegar à sua casa perto do pôr do sol, eles precisavam usar velas como iluminação.

Mervis diz: “As velas não apenas são caras, mas a luz não é boa para fazer o trabalho escolar e há sempre o perigo de meus filhos mais novos se queimarem por acidente”.

Cerca de apenas um terço dos zambianos tem acesso à eletricidade e, nas zonas rurais, esse número cai para 4%. Assim, muitas famílias precisam usar lampiões a querosene e velas.

Energia do sol

O projeto Light My Church Light My Village (LICLIV - Ilumine Minha Igreja, Ilumine Meu Povoado) foi lançado em janeiro de 2019. Seu objetivo é contribuir para a redução das emissões prejudiciais de carbono e, ao mesmo tempo, aumentar o acesso à energia renovável fora da rede entre as famílias e as igrejas locais.

Os sistemas de energia solar oferecidos pelo projeto incluem um painel solar, três lâmpadas de alta potência e uma bateria para armazenar a eletricidade gerada. A bateria é suficiente para carregar telefones celulares e outros pequenos aparelhos.

Muitos empregos foram criados para jovens nas comunidades, os quais promovem os produtos e oferecem suporte e manutenção posterior. Eles também aumentam a conscientização sobre as tecnologias solares a fim de proteger as pessoas contra os comerciantes informais que às vezes oferecem produtos de baixo custo e baixa qualidade que acabam estragando depois de algumas semanas.

O LICLIV trabalha com igrejas e grupos de autoajuda para garantir que o projeto seja relevante, sustentável e beneficie a todos. Um plano de pagamento flexível permite que os membros dos grupos de autoajuda paguem pelo sistema de energia solar doméstico em 12 prestações mensais.

Acessível

Mervis ficou muito feliz quando seu grupo de autoajuda decidiu criar um fundo para energia solar além do esquema de poupança já existente. Agora, os membros podem comprar equipamentos solares do projeto LICLIV a crédito e fazer contribuições mensais para o fundo até terminarem de pagar o empréstimo. Isso torna os produtos mais acessíveis para todos os membros do grupo.

Lumbiwe, a moderadora do grupo, explica: “O grupo serve de fiador, assim, se uma pessoa não pagar a prestação mensal, ele desconta o dinheiro da poupança dela. Estamos gratos por podermos comprar os produtos solares com condições de pagamento flexíveis”.

Mervis diz: “Agora tenho três lâmpadas. Uma fica no quarto das crianças, outra, do lado de fora da casa, para fornecer iluminação para a segurança, e a outra, na sala. Depois de totalmente carregadas, as lâmpadas funcionam por mais de oito horas. O desempenho escolar das crianças melhorou, pois elas podem estudar à noite”.

Graças às suas novas lâmpadas de energia solar, os filhos de Mervis podem fazer o dever de casa à noite, depois das aulas. Foto: Partners for Life Advancement and Education Promotion, Zâmbia

Graças às suas novas lâmpadas de energia solar, os filhos de Mervis podem fazer o dever de casa à noite, depois das aulas. Foto: Partners for Life Advancement and Education Promotion, Zâmbia

Oportunidades de negócios

Ted e a esposa possuem uma granja, mas não estavam conseguindo tirar lucro devido ao alto custo do querosene para a iluminação. O plano de pagamento flexível permitiu que eles comprassem um sistema de iluminação a energia solar através do seu grupo de autoajuda.

Ted conta: “Os benefícios foram enormes. Os custos do negócio diminuíram significativamente agora que não gastamos mais com querosene.

“Ampliei o galinheiro para aumentar a capacidade para 400 aves. Por causa disso, nossa vida melhorou e agora temos lucro e podemos atender às necessidades da nossa família.”

O LICLIV é implementado por um consórcio de três organizações que trabalham em parceria com a Tearfund: a Igreja Batista de Chibuluma, que faz parte da Baptist Convention of Zambia (BCZ), a Prison Fellowship of Zambia (PFZ) e a Partners for Life Advancement and Education Promotion (PLAEP).

Estudo de caso: Energia solar no Iêmen

Com o fornecimento de diesel e gasolina interrompido pelo conflito, muitos iemenitas começaram a usar sistemas de energia solar para gerar eletricidade. No entanto, devido à falta de conhecimento e à sua experiência limitada com a energia solar, muitas pessoas acabam com sistemas que destroem baterias, são ineficientes, estragam e frustram seus proprietários. Isso está reduzindo a aceitação da tecnologia.

Para procurar resolver esse problema, uma organização parceira da Tearfund está levando treinamento em energia solar até as comunidades urbanas e rurais remotas. Os alunos recebem dez dias de treinamento prático em projeto, instalação e manutenção de sistemas de energia solar que utilizam baterias.

Uma aluna formada no curso disse: “Por eu ser mulher, no início, as pessoas do meu povoado não conseguiam acreditar que eu pudesse trabalhar com a instalação de painéis solares. Isso me deu mais confiança de que eu posso alcançar coisas difíceis”.

Os alunos também aprendem a construir fogões solares baratos feitos com papelão, papel alumínio e antenas parabólicas recicladas. Uma das principais necessidades de energia no Iêmen é o combustível para cozinhar, mas a lenha é escassa e o gás em botijão é caro e difícil de obter. Os fogões solares, mesmo quando usados para apenas uma refeição por dia, podem reduzir os custos de combustível de cozinha em 30% ou mais.

Um funcionário de uma organização parceira da Tearfund disse: “É extremamente importante que os iemenitas tenham uma experiência positiva com os sistemas de energia solar para que, quando o conflito terminar e o acesso ao diesel e à gasolina recomeçar, eles continuem a usar a energia solar para atender às suas necessidades de energia”.

Escrito por

Escrito por Prisca Kambole

Prisca Kambole é a diretora executiva da PLAEP.

www.plaep.org

priscakambole@plaep.org

Conteúdo com tags semelhantes

Compartilhe este recurso

Se você achou este recurso útil, compartilhe-o com outros para que eles também possam se beneficiar

Cadastre-se agora para receber a revista Passo a Passo

Uma revista digital e impressa gratuita para pessoas que trabalham na área de desenvolvimento comunitário

Cadastre-se agora

Preferências de cookies

Sua privacidade e paz de espírito são importantes para nós. Temos o compromisso de manter seus dados em segurança. Somente coletamos dados de pessoas para finalidades específicas e não os mantemos depois que elas foram alcançadas.

Para obter mais informações, inclusive uma lista completa de cookies individuais, consulte nossa política de privacidade.

  • Estes cookies são necessários para o funcionamento do site e não podem ser desativados em nossos sistemas.

  • Estes cookies permitem-nos medir e melhorar o desempenho do nosso site. Todas as informações coletadas por eles são anônimas.

  • Estes cookies permitem uma experiência mais personalizada. Por exemplo, eles podem lembrar em que região você está, bem como suas configurações de acessibilidade.

  • Estes cookies ajudam-nos a personalizar os nossos anúncios e permitem-nos medir a eficácia das nossas campanhas.