Da: Crianças de rua – Passo a Passo 28

Aprenda com diferentes grupos sobre a melhor forma de apoiar as crianças vulneráveis

A union biblica del Peru construiu recentemente um prédio de escritórios situado bem no coração do distrito comercial de Lima, uma área frequentada pelas crianças de rua. No fundo deste prédio de escritórios eles construíram o Centro Girassol – um centro aberto para crianças de rua.

A entrada é feita por uma escada estreita – completamente separada da entrada principal para os escritórios. Há uma grande área cimentada que funciona como quadra de futebol, com bancos dos lados. Há lugar para até 60 crianças em alojamentos simples, com uma boa lavanderia. Há também três salas grandes de trabalho para serem usadas como padaria, loja de conserto de eletrodomésticos e uma sala de artesanato. O nome do centro foi escolhido tendo-se o nome de Jesus em mente – a luz do mundo. Tal como os girassois se voltam para a luz durante o dia, a esperança é que as crianças de rua se tornem girassois – olhando para a luz de Jesus..

Dia e noite

Há duas áreas principais de trabalho:

O projeto começou em Fevereiro de 1994 com o Diretor, Pablo Lavado, dois outros funcionários a tempo integral e vários voluntários – na maioria jovens da igreja de Pablo. O trabalho é muito pesado – é muito difícil lidar com os meninos. Mais voluntários são necessários e Pablo espera visitar outras igrejas para compartilhar a visão do trabalho com outros.

Há algumas regras – eles devem tomar banho todos os dias e estão livres para ir e vir às tardes mas se quiserem permanecer durante a noite, eles devem regressar até às 21:30 hs, sem drogas ou dinheiro. O castigo por quebrarem estas regras é a exclusão do centro por 1 ou 2 semanas.

Quatro estágios do trabalho...

Pablo explica que o primeiro estágio é aquele em que as crianças são expostas ao trabalho do centro. Eles podem ir e vir para tomar refeições, jogar futebol, etc. Após vários meses perguntado se querem permanecer no centro e concordar com as regras simples – somente os meninos podem permanecer. Eles serão interrogados se querem continuar e começar a ir à escola com bastante ajuda extra do centro. Durante este segundo e terceiro estágios, é oferecido aos meninos treinamento em habilidades práticas durante as tardes. Serão gerados recursos através do trabalho feito nas três áreas: consertos de eletrodomésticos, produção de artesanato e cestos de palha e especialmente através da padaria. A padaria será totalmente equipada como uma padaria comercial e um padeiro será empregado por período integral – usando os meninos como mão de obra e dando treinamento ao mesmo tempo.

Envolvendo igrejas locais

A oração de Pablo é que sejam conseguidos lares para prover um ambiente familiar para os meninos após frequentarem a escola por um ano. Lares adotivos seriam ideais mas estes são difíceis de serem encontrados inicialmente. Uma mudança no coração das igrejas virá aos poucos. Ele já está vendo que através dos voluntários os meninos estão sendo convidados para almoçar fora e passearem pela cidade com várias famílias.

Pablo Lavado, Unión Biblica del Peru, Apdo 3159, Lima 1, Peru

A história de César

Quando César (o nome foi mudado) tinha dois anos e meio, a mãe dele decidiu matá-lo e suicidarse. Eles viviam em uma cabana de palha. Ela colocou querosene por todo lado, segurou seu filhinho e botou fogo. Mas os vizinhos viram o fogo e correram para dentro da cabana e salvaram César. Ele foi levado à polícia, que localizou o pai dele, o qual estava vivendo com uma outra mulher. Eles o colocaram em uma instituição governamental, onde ele permaneceu até os oito anos. Ele foi então colocado nas ruas devido ao seu mau comportamento e foi para a temida ‘Plaza San Martin’ e passou a dormir com outros meninos. Ele aprendeu como ficar drogado para não sentir o frio e a fome e passou a fazer parte de um grupo conhecido como ‘pirañas’. Eles são meninos que atacam as pessoas em grupos de seis ou oito, roubando tudo que elas possuem. Às vezes eles até deixam as vítimas sem roupas nas ruas.

Aí então ele veio ao Centro Girassol. Ele é um menino agressivo com reações violentas e não tolera perder. Previamente ele havia sido internado em um reformatório governamental, do qual ele escapou. Conosco, ele não é um prisioneiro. Ele pode ir e vir quando quiser. Ele vem cada vez mais e vai embora cada vez menos. É a primeira vez em sua vida que alguém realmente o ama. Ele não sabe o que é o amor. Ele só está começando a aprender. Sexualmente a vida dele tem sido terrível – 90% das crianças de rua de Lima são ‘usadas’ por homens, em troca de um prato de comida.

César tem agora 14 anos. Outro dia nós o convencemos da necessidade dele procurar seu pai e conversar com ele. Ele finalmente concordou e Pablo o levou até lá. César enfrentou o seu pai e a mulher de seu pai e estava obviamente nervoso. A primeira coisa que ele disse, e que surpreendeu muito Pablo, foi ‘Antes de conversar, não poderíamos orar?’

Durante muitos meses ele não tem roubado nas ruas e deixou de usar drogas. Temos grandes esperanças neste menino...

Conteúdo com tags semelhantes

Compartilhe este recurso

Se você achou este recurso útil, compartilhe-o com outros para que eles também possam se beneficiar

Cadastre-se agora para receber a revista Passo a Passo

Uma revista digital e impressa gratuita para pessoas que trabalham na área de desenvolvimento comunitário

Cadastre-se agora