Ir para o consentimento do cookie

Da: Saúde animal – Passo a Passo 34

Diferentes maneiras de melhorar e manter a saúde animal

Robert Bowen e Mirjam Andriessen.

Quase todos nós temos conhecimento do termo sanitarista comunitário (ou agente de saúde primária). No entanto, é provável que o termo agente veterinário seja novo para muitos. Os agentes veterinários são equivalentes aos sanitaristas comunitários, mas para animais, ao invés de pessoas! Assim como os sanitaristas, nem sempre eles recebem treinamento formal, ao invés, eles recebem treinamento práctico dentro das suas comunidades.

Muitos agricultores da zona rural não têm acesso aos serviços veterinários (saúde animal) e medicamentos. Geralmente não são realizadas campanhas de vacinação de animais. Os serviços veterinários governamentais contam freqüentemente com poucos funcionários treinados e carecem de transporte adequado e financiamento para medicamentos e vacinas.

Os agentes veterinários prestam apoio aos criadores de animais dando conselhos e facilitando o acesso aos medicamentos para tratar animais doentes. A maioria dos agentes veterinários vivem nas aldeias onde trabalham. Eles devem ser altamente motivados, dispostos a melhorar a saúde dos animais nas suas comunidades. De acordo com o seu tamanho e o número de animais, uma aldeia pode ter um, dois ou até mesmo três agentes veterinários. A selecção dos candidatos deve ser feita pela comunidade para garantir que os agricultores tenham confiança neles. Estas são algumas coisas a serem consideradas na escolha dos agentes veterinários…

Agentes veterinários em Moçambique…

Em Moçambique, a VETAID está apoiando agricultores nas províncias de Gaza e Inhambane de três maneiras:

No momento, os serviços governamentais são insuficientes para cobrir as vastas regiões do país. Apesar disto, a política governamental determina que as campanhas de vacinação devam ser gratuitas mas geralmente as vacinas não estão disponíveis. Muitos agricultores perderam animais durante a longa guerra civil. Os agentes veterinários recebem umo estojo veterinário que contém alguns medicamentos. Eles podem vender estes medicamentos para os agricultores e obter um pequeno lucro, o qual eles retêm como um pequeno pagamento pelo seu trabalho e para cobrir quaisquer gastos com transporte. Não basta pagar só um salário mas a motivação deles deve proceder do desejo de apoiarem os agricultores nas suas próprias comunidades.

…e na Somália

Na Somália, as comunidades geralmente selecionam os candidatos que são donos de animais e que já tenham experiência na área de saúde animal. Após o treinamento, os agentes veterinários começam a tratar feridas simples, realizar vacinações e diagnosticar doenças.

A Somália declarou independência em 1991, após uma guerra civil devastadora. A maioria da população é formada por criadores de rebanhos, os quais dependem dos seus camelos, ovelhas e cabras para sobreviverem. Desde a guerra civil, os serviços pecuários governamentais de apoio não estão em funcionamento. Em alguns locais, os antigos funcionários da área pecuária oferecem os seus próprios serviços particulares. A VETAID está fornecendo treinamento e apoio para os agentes veterinários, colocandoos em contacto com estes grupos veterinários particulares, os quais podem fornecer treinamento, apoio e medicamentos.

O treinamento inicial dos agentes veterinários demora 15 dias. O ensino é baseado na identificação e tratamento das doenças e problemas mais comuns na região. Os agentes veterinários também recebem treinamento para dar injeções, administrar remédios líquidos, tratar feridas e aparar as unhas dos animais. Sessões regulares de acompanhamento são realizadas a cada três meses. Até ao momento, foram treinados 15 agentes veterinários, cobrindo três distritos.

Assim como o treinamento dos agentes veterinários, o treinamento dos criadores de animais também é importante para que eles tenham confiança nos serviços prestados pelos agentes veterinários.

Robert Bowen e Mirjam Andriessen trabalham para a VETAID – Robert na Somália e Mirjam em Moçambique. A Mirjam pode ser contactada neste endereço: Gaza SPP, Xai Xai, Moçambique, Africa. Tel/fax: +258 22 22843 E-mail: vetaid@vetaidgz.uem.mz

A VETAID gostaria de ser contactada pelos leitores que já estejam envolvidos com o treinamento e trabalho de agentes veterinários ou que estejam considerando seriamente implementar tal trabalho. Eles não possuem financiamento mas podem ajudar com treinamento. O endereço deles é: VETAID, Centre for Tropical Veterinary Medicine, Easter Bush, Roslin, Midlothian, EH25 9RG, Grã-Bretanha. Tel/fax: +44 131 445 3129 E-mail: vetaiduk@gn.apc.org

Conteúdo com tags semelhantes

Compartilhe este recurso

Se você achou este recurso útil, compartilhe-o com outros para que eles também possam se beneficiar

Cadastre-se agora para receber a revista Passo a Passo

Uma revista digital e impressa gratuita para pessoas que trabalham na área de desenvolvimento comunitário

Cadastre-se agora

Preferências de cookies

Sua privacidade e paz de espírito são importantes para nós. Temos o compromisso de manter seus dados em segurança. Somente coletamos dados de pessoas para finalidades específicas e não os mantemos depois que elas foram alcançadas.

Para obter mais informações, inclusive uma lista completa de cookies individuais, consulte nossa política de privacidade.

  • Estes cookies são necessários para o funcionamento do site e não podem ser desativados em nossos sistemas.

  • Estes cookies permitem-nos medir e melhorar o desempenho do nosso site. Todas as informações coletadas por eles são anônimas.

  • Estes cookies permitem uma experiência mais personalizada. Por exemplo, eles podem lembrar em que região você está, bem como suas configurações de acessibilidade.

  • Estes cookies ajudam-nos a personalizar os nossos anúncios e permitem-nos medir a eficácia das nossas campanhas.