Ir para o consentimento do cookie

Da: Aumentando o nosso impacto – Passo a Passo 50

Como compreender o impacto que estamos causando e ajustar o nosso trabalho adequadamente

Avaliação do impacto

A Myanmar Baptist Convention (Convenção Batista de Myanmar) foi formada em 1865 e é a maior organização cristã em Myanmar. Ela trabalha com 16 convenções lingüísticas por todo o país.

O Departamento de Serviço Cristão e Desenvolvimento Social da MBC (conhecido como CSSDD – Christian Service and Social Development Department) tem trabalhado em parceria com a Tearfund por vários anos, num programa de desenvolvimento de capacidades. Este foi planejado em conjunto, durante 1996, a fim de desenvolver a capacidade dos líderes locais, e envolveu três aspectos:

O programa foi baseado em torno de uma série de encontros de treinamento. O treinamento foi almejado em três níveis – diretores de desenvolvimento, trabalhadores da área do desenvolvimento e comunidades. Cada convenção regional foi convidada a enviar o seu diretor de desenvolvimento e selecionar alguns trabalhadores da área do desenvolvimento de acordo com o tamanho da convenção, Algumas convenções, tais como os Kachin, os Karen, os Zomi e os Lahu, foram muito entusiásticas, enquanto outras não usaram a oportunidade de treinamento de forma séria e selecionaram apenas um trabalhador. Vários altos funcionários da gerência e dez diretores de desenvolvimento compareceram.

O programa foi realizado ao longo de um período de três anos, a partir de 1997, sob a orientação de Louie Cadaing, um treinador das Filipinas. Louie realizou três encontros de treinamento, cobrindo os assuntos acima, e cada treinamento foi repetido três vezes. Cada encontro de treinamento durou dez dias, com um intervalo de seis meses entre eles. Inicialmente, havia 85 alunos, mas somente 69 concluíram todas as sessões do treinamento e compartilharam o que foi ensinado dentro das suas próprias áreas lingüísticas. Estes alunos tiveram, então, acesso ao financiamento para início de atividades nas suas comunidades.

Desde o início, a avaliação foi incorporada ao planejamento. A cada 3–4 meses, foi realizada uma revisão interna para se fazer um levantamento rápido de como as coisas estavam indo.

Processo de avaliação

A Tearfund e o CSSDD decidiram datas para uma avaliação conjunta final, mas, na verdade, apenas uma pessoa da Tearfund pôde comparecer. Ao invés disso, este período foi usado por Louie e pelos funcionários do CSSDD para discutir e planejar a avaliação. Esta pré-avaliação acabou sendo um período excelente. Ela ofereceu a oportunidade para os funcionários da MBC tornarem-se os donos da avaliação. Eles planejaram o seu alcance, redigiram as perguntas necessárias e organizaram as equipes e os locais.

A avaliação foi realizada vários meses mais tarde. Ela examinou o impacto do treinamento em desenvolvimento de capacidades, considerando a eficácia com que os alunos haviam compartilhado o seu treinamento e, então, facilitado um projeto adequado usando o financiamento para início de atividades. Havia três equipes de três avaliadores, que incluíam funcionários da MBC, consultores de dentro de Myanmar e funcionários da Tearfund.

Houve dois dias de preparação inicial, instruções e treinamento. A equipe de avaliação decidiu os seguintes regulamentos básicos:

Devido ao excelente planejamento antecipado da MBC, a análise com as comunidades levou apenas três dias. Uma equipe permaneceu em Yangon visitando ONGs e líderes da MBC. As outras duas equipes visitaram um total de cinco comunidades e seis líderes de convenções. As comunidades gostaram das atividades participativas, que incluíram mapeamento, classificação e polarização. A abertura dos funcionários da Tearfund e dos outros avaliadores incentivou todos a serem abertos.

Método de planejamento

 

Lista de verificação para avaliações do impacto

Objetivos e indicadores

A avaliação incluiu os seguintes objetivos:

Foram decididos vários indicadores para a avaliação, tais como:

Foram combinados métodos participativos, observação e discussão, os quais foram usados de maneira muito eficaz. Por exemplo, perguntou-se aos habitantes dos povoados quais haviam sido os seus maiores problemas durante os três últimos anos. Eles desenharam uma tabela na areia e graduaram os problemas usando de uma a dez pedras: quanto mais pedras, maior o problema. Eles fizeram isto para cada um dos três último anos. Os resultados mostraram a falta de conhecimento e novas técnicas, falta de capital, comunicações precárias e pouco apoio às microempresas. Os avaliadores discutiram, então, com que eficácia o projeto havia ajudado em cada um destes problemas.

Os exemplos foram muito variados. Num povoado, a comunidade havia usado o financiamento para início de atividades para trazer água para o povoado através de canos de uma fonte de água a um quilômetro e meio de distância. Isto havia sido tentado anos atrás, mas sem os materiais certos. A água agora estava sendo distribuída igualmente por todo o povoado, e muitas pessoas haviam começado hortas com a água extra disponível.

Entretanto, um outro projeto, que fornecia porcos para famílias pobres, não havia funcionado tão bem. Alguns do porcos haviam morrido de doenças devido às condições no povoado. Algumas famílias acabaram usando o seu próprio suprimento de alimentos como comida para os porcos. As pessoas estavam mais acostumadas a cuidar de raças de porcos locais. Houve pouca discussão antes do projeto para descobrir o que os habitantes do povoado queriam.

Houve uma apreciação do resultado final de um dia, seguida de uma análise das descobertas. O conteúdo da avaliação e as recomendações foram decididas em conjunto.

Mais da metade dos alunos haviam compartilhado informações do seu treinamento. Os projetos de financiamento para início de atividades tiveram o potencial para ajudar as pessoas mais pobres das comunidades de forma barata, embora alguns tivessem sido mais eficazes do que outros. Houve uma preocupação com a sustentabilidade. Os funcionários da MBC comentaram, “Agora percebemos como o envolvimento da comunidade é importante”; “As atitudes dos participantes mudaram consideravelmente, e agora eles estão mais abertos ao trabalho c.om grupos de outras línguas.” Eles apreciaram os métodos usados e a oportunidade para refletir sobre o impacto do seu trabalho e planejar adequadamente para o futuro.

CSSDD, MBC, PO Box 506, Yangon, Myanmar

Conteúdo com tags semelhantes

Compartilhe este recurso

Se você achou este recurso útil, compartilhe-o com outros para que eles também possam se beneficiar

Cadastre-se agora para receber a revista Passo a Passo

Uma revista digital e impressa gratuita para pessoas que trabalham na área de desenvolvimento comunitário

Cadastre-se agora

Preferências de cookies

Sua privacidade e paz de espírito são importantes para nós. Temos o compromisso de manter seus dados em segurança. Somente coletamos dados de pessoas para finalidades específicas e não os mantemos depois que elas foram alcançadas.

Para obter mais informações, inclusive uma lista completa de cookies individuais, consulte nossa política de privacidade.

  • Estes cookies são necessários para o funcionamento do site e não podem ser desativados em nossos sistemas.

  • Estes cookies permitem-nos medir e melhorar o desempenho do nosso site. Todas as informações coletadas por eles são anônimas.

  • Estes cookies permitem uma experiência mais personalizada. Por exemplo, eles podem lembrar em que região você está, bem como suas configurações de acessibilidade.

  • Estes cookies ajudam-nos a personalizar os nossos anúncios e permitem-nos medir a eficácia das nossas campanhas.