Ir para o consentimento do cookie
Foto: Jim Loring/Tearfund

Da: Aprendendo com os desastres – Passo a Passo 56

Orientações sobre como as comunidades podem se preparar para o inesperado

Alastair Seaman.

A International Nepal Fellowship (INF) tem realizado um programa de saúde comunitária e desenvolvimento no Distrito de Muagdi, no Nepal, por mais de dez anos. Durante os últimos seis anos, o programa tem incentivado as pessoas marginalizadas a se encontrarem para planejar formas de melhorarem as suas vidas. Agora, há cerca de 40 grupos deste tipo, que elaboram planos de ação para satisfazer seus próprios objetivos. O programa oferece a estes grupos assistência técnica nas áreas de saúde, horticultura, alfabetização, planejamento e instalação de sistemas de água potável.

Em 2001, houve um deslizamento de terra terrível no povoado de Arman, que fica fora da área de trabalho da INF, mas dentro do distrito de Myagdi. Dezesseis pessoas morreram e muitas casas ficaram destruídas. Algumas instalações públicas, como a escola primária e o abastecimento de água, também foram danificadas. Quase 100 lares foram diretamente afetados.

Logo depois, a INF recebeu um pedido de ajuda. Responder a desastres não fazia parte do nosso plano: não tínhamos verbas para este tipo de trabalho e o desastre havia ocorrido fora da nossa área de trabalho. Entretanto, desta vez, decidimos levantar verbas e ajudar.

Por que se envolver? 

Houve dois motivos principais pelos quais decidimos ajudar. O Nepal tem passado por uma “Guerra do Povo” maoísta, que já matou 8.000 pessoas durante os últimos sete anos. Durante este tempo, muitos programas de desenvolvimento foram forçados pelos maoístas a diminuírem em tamanho ou interromperem suas atividades, especialmente programas como o nosso, que usam uma abordagem de “empoderamento”. Entretanto, quando enfrentam um desastre ou uma situação de grande necessidade, os maoístas ficam mais interessados no envolvimento das agências de desenvolvimento. Portanto, o primeiro motivo pelo qual respondemos de forma positiva foi por nos ter surgido uma “oportunidade” rara para trabalharmos com os habitantes locais e fazermos algo construtivo.

Um outro motivo para o nosso envolvimento foi que esta era uma oportunidade para reunirmos os dois lados do conflito, ao trabalharem em conjunto numa questão importante para ambos. De certa forma, ajudando a comunidade a responder ao desastre ajudou a desenvolver um relacionamento entre as pessoas de ambos os lados. Ajudou também a manter a boa reputação da INF no distrito. Isto fez com que ambos os lados do conflito nos aceitassem mais e que fôssemos mais capazes de continuar com outros aspectos do nosso programa.

Como se envolver? 

Os funcionários do programa queriam responder de uma forma que beneficiasse a comunidade inteira, ao invés de apenas parte dela. Queríamos que o nosso insumo melhorasse a capacidade da comunidade de trabalhar em conjunto. Começamos encontrando-nos com os comitês de desastre criados pelos habitantes locais, para descobrirmos quais eram as necessidades mais importantes. Decidimos juntos que a melhor forma de atingirmos os nossos objetivos seria ajudando a reconstruir a escola primária. Além de consertar o prédio, trocamos a mobília danificada, consertamos o abastecimento de água potável e instalamos novos WCs. A INF forneceu a orientação em construção e engenharia, assim como os materiais não disponíveis no local, tais como cimento e canos (tubos). O trabalho foi realizado com mão-de-obra local, a qual era, em parte, voluntária e, em parte, paga pela INF. O pagamento feito aos comerciantes e trabalhadores locais incentivou a economia da comunidade e ajudou alguns membros a desenvolver habilidades novas e valiosas.

Planejamento futuro 

Após a experiência em Arman, o programa decidiu incluir o trabalho de resposta a desastres em suas atividades normais. Isto significa que este tipo de trabalho agora entra em nossos planos e orçamentos.

Alastair e Fiona Seaman foram cedidos pela Tearfund temporariamente à INF, Nepal. Seu endereço é INF, PO Box 5, Pokhara, Nepal. E-mail: aseaman@inf.org.np Website: www.inf.org.np 

Conteúdo com tags semelhantes

Compartilhe este recurso

Se você achou este recurso útil, compartilhe-o com outros para que eles também possam se beneficiar

Cadastre-se agora para receber a revista Passo a Passo

Uma revista digital e impressa gratuita para pessoas que trabalham na área de desenvolvimento comunitário

Cadastre-se agora

Preferências de cookies

Sua privacidade e paz de espírito são importantes para nós. Temos o compromisso de manter seus dados em segurança. Somente coletamos dados de pessoas para finalidades específicas e não os mantemos depois que elas foram alcançadas.

Para obter mais informações, inclusive uma lista completa de cookies individuais, consulte nossa política de privacidade.

  • Estes cookies são necessários para o funcionamento do site e não podem ser desativados em nossos sistemas.

  • Estes cookies permitem-nos medir e melhorar o desempenho do nosso site. Todas as informações coletadas por eles são anônimas.

  • Estes cookies permitem uma experiência mais personalizada. Por exemplo, eles podem lembrar em que região você está, bem como suas configurações de acessibilidade.

  • Estes cookies ajudam-nos a personalizar os nossos anúncios e permitem-nos medir a eficácia das nossas campanhas.