Foto: Mike Webb/Tearfund

Da: Comunicação eficaz – Passo a Passo 71

Diferentes formas de trocar informações

O governo do Quênia priorizou a educação, vendo-a como uma forma de incentivar a transformação social e cultural em questões como a pobreza, a doença, o casamento infantil, a corrupção e o analfabetismo adulto.

Em janeiro de 2003, o governo anunciou a introdução da educação primária gratuita, o que levou um milhão de novos alunos a se matricularem na escola primária. Em algumas escolas, o número de alunos aumentou em até 25%, o que causou grande pressão sobre o Ministério da Educação. Com as salas de aula lotadas e os professores pouco treinados, muitos estudantes logo abandonaram as escolas. O grande desafio era aumentar rapidamente o número de professores treinados.

Assim, foi criado um programa de empoderamento de escolas para treinar 200.000 professores de escola primária. Este é um programa de aprendizagem à distância, que treina professores enquanto eles trabalham. Ele utiliza a tecnologia da informação, como vídeo cassetes, fitas e transmissões de rádio, assim como materiais impressos. Em 2004, foi realizado um estudo para examinar as atitudes em relação à tecnologia da informação e da comunicação entre os professores em oito áreas do Quênia. O estudo mostrou o potencial do uso de telefones celulares e do Serviço de Mensagens Curtas (SMS – do inglês: Short Message Service) como parte do processo de aprendizagem. O SMS é um sistema para enviar mensagens em forma de textos curtos digitados num telefone celular (torpedos).

Os benefícios do uso do SMS no Quênia são claros

Os métodos convencionais de troca de informações são limitados pelos seguintes motivos:

O SMS tem grandes vantagens:

Os professores mostraram interesse e boa aceitação quanto ao uso do SMS para a aprendizagem. O uso do SMS para a troca de informações também já está bem estabelecido. Entretanto, a possibilidade de usá-lo para ajudar o ensino e a aprendizagem com base em discussões é mais emocionante e desafiadora. Neste programa de treinamento de professores, o SMS é usado para prover:

O sistema é gratuito para professores que utilizam um código de identificação individual. No âmbito local, os grupos de estudo dos participantes registrados podem usar o sistema para conversar sobre o seu trabalho e incentivarem-se mutuamente.

No final da experiência, os resultados técnicos e organizacionais do sistema foram impressionantes. 8.000 professores participaram da experiência. Cerca de 85% deles eram usuários ativos e mais de 250.000 torpedos já foram enviados até agora.

John Traxler é Professor de Tecnologia de Celulares para a Aprendizagem Eletrônica na Escola de Computação e Informática da Universidade de Wolverhampton. Ele pesquisa maneiras de usar tecnologias inovadoras para apoiar a aprendizagem sustentável na África.

Ele é co-editor (Kukulska-Hulme A e Traxler J, Editores 2005 Mobile Learning: A Handbook for Educators and Trainers, Routledge, Londres) e coautor de Commonwealth of Learning guidance on Mobile Learning in Developing Countries. E-mail: john.traxler@wlv.ac.uk


Telefones celulares e os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio

Meta 8: Desenvolver a parceria global para o desenvolvimento (comércio/assistência/dívida).

Alvo 18: Em cooperação com o setor privado, disponibilizar os benefícios das novas tecnologias, especialmente a tecnologia da informação e das comunicações.

Indicador 47: Porcentagem de assinantes de linhas telefônicas fixas e telefones celulares.

Fonte: Estatísticas do Banco Mundial, outubro de 2006


Telefones celulares para salvar vidas

Em Orissa, na Índia, poucas pessoas têm telefone em casa. As linhas fixas nunca chegam até as regiões rurais desta região ou são destruídas por grupos terroristas. Porém, é comum ver as pessoas usando celulares. Uma organização local chamada TREAD (Trinity Rural Educational Association for Development) tem a visão de desenvolver os cuidados de saúde nas regiões rurais usando esta nova tecnologia.

Nas regiões remotas, muitas pessoas morrem desnecessariamente, porque não têm acesso aos cuidados médicos. A visão da TREAD é que cada povoado da região tenha uma pessoa do local treinada em cuidados de saúde primários e equipada com um telefone celular. Esta pessoa poderia lidar com muitas questões comuns de saúde e também trazer a educação sobre a higiene ao povoado. Quando houvesse uma emergência que fosse muito complicada para as suas habilidades, esta pessoa telefonaria para o posto de saúde mais próximo e mandaria vir uma ambulância imediatamente para trazer medicamentos essenciais ou levar o doente ao posto de saúde. 

Muitas vidas poderiam ser salvas com esta tecnologia.

Conteúdo com tags semelhantes

Compartilhe este recurso

Se você achou este recurso útil, compartilhe-o com outros para que eles também possam se beneficiar

Cadastre-se agora para receber a revista Passo a Passo

Uma revista digital e impressa gratuita para pessoas que trabalham na área de desenvolvimento comunitário

Cadastre-se agora