Pular para o conteúdo Ir para o consentimento do cookie
Foto: Marcus Perkins/Tearfund

Da: Migração – Passo a Passo 78

Considera alguns dos aspectos positivos e negativos da migração

 Um refugiado é uma pessoa que deixa o seu país por se sentir em perigo por motivos de raça, religião, opinião política ou por fazer parte de um determinado grupo social. Uma pessoa que quer ser reconhecida como um refugiado é um requerente de asilo.

Quando uma pessoa chega ao Reino Unido em busca de asilo, ela deve se registrar com o governo enquanto o seu pedido de asilo está sendo analisado. Se o seu pedido for aprovado, ela recebe permissão para permanecer no Reino Unido. Se o seu pedido for recusado, o governo pára de sustentar a pessoa, e ela tem de sair do país. As pessoas que não recebem asilo podem tentar encontrar novas provas e fazer o pedido novamente. Isso pode levar anos, e, durante este tempo, pode ser quase impossível encontrar um lugar para morar e outros meios de sustento.

Boaz Trust

Foto: Siphilisiwe Moyo

Foto: Siphilisiwe Moyo

Manchester é uma cidade grande do Reino Unido, com uma população de mais de 2 milhões de pessoas e cerca de 2.000 refugiados cujos pedidos de asilo foram recusados vivendo na cidade. A Boaz Trust é uma organização cristã, que foi criada para satisfazer as necessidades destes refugiados em Manchester. Ela trabalha com as igrejas locais, a Cruz Vermelha e outros grupos para oferecer este apoio.

Um dos principais objetivos da Boaz Trust é oferecer alojamento aos requerentes de asilo cujos pedidos foram recusados e que não têm onde morar. Isto é feito de três formas:

  • Um programa de alojamento em que eles podem ficar com uma família local que tenha um quarto a mais disponível.
  • Oito casas Boaz. Estas são emprestadas ou alugadas para a Boaz Trust para alojar os requerentes de asilo desabrigados.
  • Um projeto de abrigo para noites de inverno. Juntamente com uma equipe de cristãos de cinco igrejas locais, a Boaz Trust oferece transporte, uma refeição quente, uma cama para passar a noite e café-da-manhã durante os meses frios do ano.

Apoio as requerentes de asilo

Acreditamos que algumas das atividades que realizamos podem ser usadas em qualquer parte do mundo, onde quer que haja pessoas em busca de segurança.

PREOCUPAÇÃO COM A PESSOA INTEGRAL
Como organização, procuramos trabalhar de forma holística, preocupando-nos com os requerentes de asilo e servindo-os como pessoas integrais. Estamos convencidos deque todos são criados à imagem de Deus (Gênesis 1:27). Por esse motivo, todas as pessoas merecem respeito e cuidados. Em resposta às necessidades expressadas pelos requerentes de asilo da nossa comunidade, a Boaz Trust criou o projeto “Vidas Significativas”, o qual consiste em:

  • Dias de passeio para usufruir a companhia uns dos outros e visitar lugares diferentes, como o campo ou museus.
  • Aulas para ajudar os requerentes de asilo a desenvolverem habilidades, como aulas de inglês ou de computador.
  • Projetos de artesanato, como cartões, pulseiras, tigelas, potes e capas de almofadas.

Estes projetos oferecem aos requerentes de asilo a oportunidade de conversar, aprender e compartilhar experiências enquanto passam algum tempo juntos.

UM LUGAR PARA FICAR E ALGO PARA COMER
Basicamente, os requerentes de asilo precisam de abrigo e alimento.

  • Alojamento Os requerentes de asilo da sua comunidade têm abrigo? Há alguma família local que tenha um quarto onde eles possam ficar? A sua igreja ou algum outro prédio comunitário poderia ser usado como abrigo para a noite?
  • Alimento Vocês poderiam compartilhar recursos para ajudar as pessoas que não têm o que comer na sua comunidade?

ALGO PARA FAZER

Em muitos lugares, pode não ser possível para os requerentes de asilo encontrar trabalho por causa das leis (como no Reino Unido) ou devido à discriminação. Talvez a sua igreja possa oferecer:

  • aulas de idioma, culinária ou computador
  • artesanato ou atividades esportivas 
  • uma horta compartilhada para plantar frutas ou legumes
  • grupos sociais voltados para as mulheres ou homens, pais ou jovens, crianças ou pessoas mais idosas.

ERGUENDO A VOZ

Algumas pessoas têm opiniões negativas sobre os que se mudam de outros países para uma determinada área. Como cristãos, somos chamados: “Erga a voz em favor dos que não podem defender-se, seja o defensor de todos os desamparados. Erga a voz e julgue com justiça …” (Provérbios 31:8-9).

  • Podemos confrontar os habitantes locais quando eles disserem coisas que não sejam verdadeiras sobre os requerentes de asilo.
  • Se acharmos que uma pessoa foi maltratada, é importante que ergamos a voz com ela e por ela. Podemos organizar petições para mostrar ao governo que muitas pessoas se importam com a injustiça cometida. Mesmo que alguns jornais tenham opiniões negativas, podemos tentar incentivá-los a mostrarem histórias de pessoas a quem foi negado um lugar seguro para ficar.
  • Às vezes, é muito difícil saber o que fazer quando vemos pessoas tratadas de forma injusta. Os cristãos podem orar e saber que Deus ouve as suas preces.

Ros Holland é a Gerente Administrativa e de Comunicações da Boaz Trust.

Harpurhey Community Church, Carisbrook Stree,t Manchester, M9 5UX, Reino Unido.

E-mail: admin@boaztrust.org.uk
Site:
http://www.boaztrust.org.uk/

A história de Hamed

“Eu trabalhava como pastor de gado. Em 2003, fui preso pela polícia, pois eles achavam que eu estava contra o governo. Várias vezes fui amarrado a uma árvore e espancado continuamente. Meu povoado foi atacado, e todos os meus amigos e a minha família inteira foram mortos. Eu fugi e acabei chegando a um porto.

Eu tinha algum dinheiro, e um agente colocou me num contêiner num navio. Depois de quatro semanas, o contêiner foi aberto. Eu estava em Liverpool, na Inglaterra. Eu mal podia me mexer e estava com medo. Eles me levaram para o Ministério do Interior do governo, onde fui interrogado.

Quando compareci ao tribunal de asilo, não entendi nada. Três semanas mais tarde, recebi uma carta dizendo que meu pedido de asilo havia sido recusado e eu tinha de voltar para o meu país, porque lá era seguro. Algumas pessoas do governo vieram à casa onde eu estava morando, carregaram-me para fora e deixaram-me na rua.

Eu fiquei vivendo na rua por uma semana. Um dia, um homem deu-me o endereço da Cruz Vermelha e algum dinheiro para que eu pegasse um ônibus. Lá, conheci os funcionários da Boaz Trust. Eles encontraram um lugar numa das suas casas com outros requerentes de asilo cujos pedidos haviam sido recusados. Agora eu trabalho como voluntário no centro de atendimento informal e também freqüento uma escola, onde estou aprendendo inglês.”

Recentemente, Hamed encontrou um novo advogado, e o seu pedido está sendo analisado novamente pelo governo britânico.

Foto: Siphilisiwe Moyo

Foto: Siphilisiwe Moyo

Idéias práticas

Faça da sua igreja uma comunidade amiga! É importante que os cristãos mostrem o amor de Jesus em tudo que fizerem ou disserem e a todos que encontrarem. Vocês poderiam abrir o prédio da sua igreja para um atendimento informal uma vez por semana? Por exemplo, um dia por semana, uma igreja local oferece um almoço simples, roupas de segunda mão, apoio e aconselhamento a qualquer pessoa necessitada.

Compartilhem alimentos e amizade.  Fazer as refeições juntos pode romper barreiras. Vocês poderiam pedir a alguns dos requerentes de asilo para prepararem uma refeição tradicional? Esta é uma maneira fácil de aprender sobre outras culturas e fazer amizades.

Aprenda sobre a situação na sua região. De onde os migrantes vêm e por quê? Há algum outro grupo com quem vocês poderiam trabalhar na comunidade?

Perguntem às novas pessoas na sua comunidade como vocês podem apoiá-las. Por exemplo, elas podem querer ajuda para encontrar um médico, usar os ônibus ou abrir uma conta bancária.

Compartilhe este recurso

Se você achou este recurso útil, compartilhe-o com outras pessoas para que elas também possam se beneficiar

Cadastre-se agora para receber a revista Passo a Passo

Uma revista digital e impressa gratuita para pessoas que trabalham na área de desenvolvimento comunitário

Cadastre-se agora

Preferências de cookies

Sua privacidade e paz de espírito são importantes para nós. Temos o compromisso de manter seus dados em segurança. Somente coletamos dados de pessoas para finalidades específicas e não os mantemos depois que elas foram alcançadas.

Para obter mais informações, inclusive uma lista completa de cookies individuais, consulte nossa política de privacidade.

  • Estes cookies são necessários para o funcionamento do site e não podem ser desativados em nossos sistemas.

  • Estes cookies permitem-nos medir e melhorar o desempenho do nosso site. Todas as informações coletadas por eles são anônimas.

  • Estes cookies permitem uma experiência mais personalizada. Por exemplo, eles podem lembrar em que região você está, bem como suas configurações de acessibilidade.

  • Estes cookies ajudam-nos a personalizar os nossos anúncios e permitem-nos medir a eficácia das nossas campanhas.