Pular para o conteúdo Ir para o consentimento do cookie
Revistas Passo a Passo em francês, espanhol, português e inglês, espalhadas sobre uma mesa de madeira

Da: Impacto e mudança – Passo a Passo 100

Como as mudanças positivas ocorrem e qual a melhor forma de medi-las

Como podemos medir a mudança em algo? Primeiro, precisamos saber qual era a situação no início. Um bom exemplo disso é fazer uma dieta: você se pesa antes de começar para poder calcular quanto peso perdeu no final.

Uma pesquisa de linha de base é uma forma de avaliar a situação de uma comunidade no início do seu projeto. Ela é realizada um pouco antes ou no início do projeto. Qualquer mudança futura que o seu trabalho ajudar a alcançar poderá, então, ser medida em comparação com esses níveis. 

Mas e se você já tiver começado seu projeto? Você pode não ter percebido que seria necessário uma pesquisa de linha de base para mostrar a mudança que o projeto almeja alcançar. Ou pode não ter sido possível fazer uma pesquisa de linha de base antes de começar. Por exemplo, se você estiver respondendo a uma emergência, pode não ter tido tempo para fazer uma pesquisa antes de começar a prestar assistência.

Em casos como estes, existem algumas maneiras de fazer uma reconstrução dos dados de linha de base:

  • Você pode usar dados secundários. Estes são informações já coletadas por outros – por exemplo, registros hospitalares, dados do governo, estudos realizados por outras organizações.
  • Você poderia pedir às pessoas para se lembrarem do que puderem sobre a situação no início do projeto. Porém, as lembranças das pessoas podem não ser totalmente precisas. Confira as informações com outras fontes, se possível.

Se decidir coletar dados de linha de base pessoalmente no início de um projeto, você poderá fazer isso através de discussões de grupos focais (veja as páginas 8-9), entrevistas e pesquisas com uma amostra representativa da comunidade. Usar várias fontes de informações ajuda a garantir que seus resultados sejam precisos.

Se realizar uma pesquisa:

  • Decida como coletará os dados – papel e caneta ou digitalmente? (Veja a página 6.)
  • Faça perguntas que sejam importantes para o seu projeto e cujas respostas possam ser comparadas no futuro. Por exemplo, se estiver realizando um projeto de promoção da higiene, você pode ver quantas pessoas seriam capazes de citar os cinco momentos fundamentais em que se deve lavar as mãos. No final do projeto, você poderá fazer as mesmas perguntas novamente e comparar os resultados.

Para obter mais informações sobre como realizar uma pesquisa, consulte a página 5.

Compilado com base no guia da FISCV, Baseline basics (Noções básicas de linha de base) (consulte Recursos, na página 14).

Jonathan Simpson é o Coordenador de Monitoramento e Avaliação da Tearfund para a África Austral.


Por que realizar uma pesquisa de linha de base?

  • para ajudar a planejar, monitorar e avaliar projetos;
  • para estabelecer alvos realistas para seu trabalho;
  • para convencer os formuladores de políticas e doadores da necessidade de realização do projeto.

Conteúdo com tags semelhantes

Compartilhe este recurso

Se você achou este recurso útil, compartilhe-o com outras pessoas para que elas também possam se beneficiar

Cadastre-se agora para receber a revista Passo a Passo

Uma revista digital e impressa gratuita para pessoas que trabalham na área de desenvolvimento comunitário

Cadastre-se agora

Preferências de cookies

Sua privacidade e paz de espírito são importantes para nós. Temos o compromisso de manter seus dados em segurança. Somente coletamos dados de pessoas para finalidades específicas e não os mantemos depois que elas foram alcançadas.

Para obter mais informações, inclusive uma lista completa de cookies individuais, consulte nossa política de privacidade.

  • Estes cookies são necessários para o funcionamento do site e não podem ser desativados em nossos sistemas.

  • Estes cookies permitem-nos medir e melhorar o desempenho do nosso site. Todas as informações coletadas por eles são anônimas.

  • Estes cookies permitem uma experiência mais personalizada. Por exemplo, eles podem lembrar em que região você está, bem como suas configurações de acessibilidade.

  • Estes cookies ajudam-nos a personalizar os nossos anúncios e permitem-nos medir a eficácia das nossas campanhas.