Pular para o conteúdo Ir para o consentimento do cookie

Entrevistas

Criação de grilos em centros urbanos

A criação de grilos pode gerar ganhos atrativos

2022

Uma senhora chamada Chan Tola alimentando e dando água aos seus grilos e usando caixas de ovos como abrigo para eles

Chan Tola atende a todas as necessidades de seus grilos, incluindo alimentação, água e caixas de ovos para abrigo. Foto: Kagna Sorn/Tearfund

Três mulheres na República Democrática do Congo limpando lagartas, colhidas das árvores ao redor de seu povoado, em uma grande tigela

Da: Insetos – Passo a Passo 115

Por que os insetos são importantes e como podemos cuidar deles e nos beneficiar com eles

Chan Tola Cheam é criadora de grilos no Camboja. Aqui ela nos conta mais sobre isso.

Por que você decidiu criar grilos?

Gosto muito do sabor dos grilos. Quando eu era jovem, costumávamos pegá-los e cozinhá-los e eles eram tão deliciosos! As pessoas vendem grilos na beira da estrada, mas não costumo comprá-los porque não sei se são frescos ou se são seguros para comer.

Há cerca de quatro anos, a minha igreja começou a usar os manuais Umoja. Esse processo incentiva as igrejas e comunidades a considerarem os recursos que já possuem e a aprender novas habilidades umas com as outras.

Um pastor do meu grupo Umoja criava grilos em casa e, quando me dei conta de como era simples, achei que talvez pudesse criá-los também.

Como você começou?

Meu marido concordou que deveríamos tentar criar grilos em nosso telhado. Com o apoio técnico do pastor, preparamos dois tanques usando metal para as armações e painéis de fibra de média densidade para as laterais. Cada tanque tem cerca de 1 m de profundidade, 1 m de largura e 2,5 m de comprimento.

Os ovos dos grilos levam cerca de dez dias para eclodir e os grilos podem ser consumidos entre 40 e 60 dias depois, dependendo do tipo. Na primeira vez, produzimos cerca de 15 quilos. Eu os cozinhei e compartilhei com a família e os amigos.

O que aconteceu em seguida?

Decidi tentar vender alguns dos grilos da safra seguinte. Procurei me informar, mas os vendedores ambulantes não me deram um bom preço, então comecei a vendê-los on-line.

Inicialmente eu só vendia grilos crus, mas muitas pessoas começaram a me pedir para cozinhá-los primeiro. Eu não conseguia atender à demanda e tive de expandir meu negócio. Agora tenho seis tanques no telhado, que abrigam os grilos em diferentes estágios de desenvolvimento.

Uma senhora sorridente segurando um pote de grilos verdes cozidos

Chan Tola cozinha os grilos de acordo com as preferências de seus clientes. Foto: Kagna Sorn/Tearfund

Como você cuida deles?

Os grilos comem muitos tipos de vegetais e plantas verdes, que recolho perto de casa. Disseram-me para não alimentar os grilos com legumes da feira, porque eles podem conter vestígios de pesticidas. Isso pode matar os grilos.

Se fizer muito calor ou muito frio, os grilos podem morrer, por isso é importante protegê-los do sol e da chuva. Redes sobre os tanques protegem os grilos das aves, e o óleo de motor espalhado ao redor dos tanques ajuda a evitar que as formigas entrem e comam os ovos.

Como você prepara os grilos?

Primeiro eu limpo o tanque e descarto todo o lixo e poeira. Em seguida, coloco caixas de ovos limpas e os grilos acomodam-se nelas. Depois, transfiro os grilos para um balde de água, onde eles se afogam.

“Gosto da flexibilidade que a criação de grilos oferece, pois me sobra tempo para fazer outras coisas durante o dia.”

Eles são lavados e fritos em óleo com folhas de limão. Os clientes podem decidir o que mais querem que eu acrescente, dependendo do gosto: cebolinha, alho, açúcar ou pimenta picante, por exemplo.

Quais são os benefícios de criar grilos?

É um bom negócio. Consigo vender de 40 a 50 kg de grilos por mês por US$ 5 por quilo do produto cru e por US$ 12,50 por quilo do produto cozido.

Gosto da flexibilidade que a criação de grilos oferece, pois me sobra tempo para fazer outras coisas durante o dia. Minha família e eu também gostamos de ter muitos grilos saborosos para comer!

Umoja, que significa “estar juntos” no idioma suaíli da África Oriental, capacita as lideranças e os membros das igrejas a trabalharem juntamente com sua comunidade local a fim de promover mudanças transformadoras.

Aprenda mais sobre o processo Umoja o baixe os guias.

Compartilhe este recurso

Se você achou este recurso útil, compartilhe-o com outras pessoas para que elas também possam se beneficiar

Cadastre-se agora para receber a revista Passo a Passo

Uma revista digital e impressa gratuita para pessoas que trabalham na área de desenvolvimento comunitário

Cadastre-se agora

Preferências de cookies

Sua privacidade e paz de espírito são importantes para nós. Temos o compromisso de manter seus dados em segurança. Somente coletamos dados de pessoas para finalidades específicas e não os mantemos depois que elas foram alcançadas.

Para obter mais informações, inclusive uma lista completa de cookies individuais, consulte nossa política de privacidade.

  • Estes cookies são necessários para o funcionamento do site e não podem ser desativados em nossos sistemas.

  • Estes cookies permitem-nos medir e melhorar o desempenho do nosso site. Todas as informações coletadas por eles são anônimas.

  • Estes cookies permitem uma experiência mais personalizada. Por exemplo, eles podem lembrar em que região você está, bem como suas configurações de acessibilidade.

  • Estes cookies ajudam-nos a personalizar os nossos anúncios e permitem-nos medir a eficácia das nossas campanhas.