Da: Tecnologia – Passo a Passo 21

Várias ideias práticas e de baixo custo enviadas ou solicitadas pelos leitores

A edição da Passo a Passo sobre tuberculose e AIDS (SIDA), como sempre, foi muito interessante. Este artigo foi muito apropriado e veio no tempo certo, visto que a OMS já declarou a tuberculose como uma emergência global. A tuberculose se tornou a doença infecciosa número um como causa de mortes em adultos de entre todas as outras doenças infecciosas.

Tenho uma observação a fazer. Os leitores ficam com a ideia de que o tratamento da tuberculose dura até um ano. No entanto, a terapia de curto prazo (TCP) está rapidamente se tornando popular e é recomendada pela OMS. A TCP é geralmente mais eficaz do que tratamentos longos e é normalmente mais aceitável pelo paciente. Uma publicação recente da OMS diz que, ‘A recomendação da OMS é que todos os países devem substituir a terapia de longo prazo por quimioterapia de curto prazo o mais cedo possível. Uma das metas da OMS é assegurar que quando pacientes com tuberculose são tratados, eles sejam tratados com êxito.’

Dr Zafar Mirza Islamabad, Paquistão

EDITORA: A TCP é recomendada mas não é adotada no momento por todos os países. É também frequentemente mais cara. Não quisemos causar nenhuma confusão na Passo a Passo e portanto incentivamos os leitores a adotar o tratamento de TB dos seus próprios países, simplesmente declarando que o tratamento pode durar até um ano, o que cobriria todas as situações.

Tratamos em nosso hospital mais de 1.200 pacientes com tuberculose por ano. Em nossa experiência, o número de pacientes que fazem o tratamento completo da tuberculose na Índia é muito pequeno, levando a um crescimento desastroso na resistência às drogas. Em 1987 menos de 20% de nossos próprios pacientes que começaram o tratamento chegaram a terminá-lo por completo. Estamos agora satisfeitos em dizer que quase 85% dos pacientes fazem o tratamento completo. Gostaríamos de compartir algumas das razões desta grande melhoria.

A maioria das pessoas com tuberculose são muito pobres. Depois de faltarem muitos dias ao trabalho devido aos problemas de saúde, os pacientes geralmente estão desesperados quando decidem finalmente ir a um hospital. Muitos médicos não percebem este simples fato e a despesa da primeira visita para um tratamento correto desencoraja visitas futuras.

Em nosso hospital tentamos manter os custos iniciais a um mínimo…

Damos grande importância à educação na área de saúde. Isto é impossível em ambulatórios movimentados e por isto internamos todos os pacientes durante dois dias (ajudando com o custo do internamento e alimentação, se necessário). Um educador de saúde provê orientações repetidamente em grupos pequenos sobre como tomar os medicamentos, porque os sintomas levam tanto tempo para melhorar, a necessidade de se continuar o tratamento mesmo depois do paciente começar a se sentir bem novamente, a necessidade de se trazerem pessoas com quem se teve contacto para serem tratadas e os possíveis efeitos colaterais.

Este internamento de dois dias no hospital também permite que o educador de saúde na área da tuberculose tenha a chance de desenvolver uma amizade com cada paciente. O educador de saúde às vezes faz visitas domiciliares e está sempre disponível nos turnos da manhã, pois assim os pacientes podem ver um rosto familiar nos corredores movimentados do hospital. Um educador de tuberculose interessado e compreensível, vindo de uma comunidade pobre também, pode fazer uma grande diferença.

Um esquema de depósito é também usado para todos os pacientes para que paguem um depósito inicial de 100–200 Rupias, dependendo da sua situação social. Isto só é devolvido quando o tratamento é terminado. O depósito é perdido se o tratamento for irregular ou terminado antes do tempo.

O atendimento a pacientes de tuberculose se dá todas as sextas feiras e cada paciente recebe um cartão de consultas. Duas cartas são enviadas ao paciente em uma semana ou uma visita domiciliar é feita se o paciente não comparecer a uma consulta.

Esperamos que nossas experiências possam ajudar outros leitores da Passo a Passo envolvidos no tratamento de pacientes com tuberculose.

Dr Rajkumar Rama Samy TB Clinic, Christian Fellowship Hospital Oddanchatram, Índia

Conteúdo com tags semelhantes

Compartilhe este recurso

Se você achou este recurso útil, compartilhe-o com outros para que eles também possam se beneficiar