Da: Medicamentos tradicionais – Passo a Passo 48

Uma discussão sobre como usar os medicamentos tradicionais com segurança e eficácia

O preparo de um medicamento a partir de uma planta que contém uma substância química benéfica varia de acordo com a substância química e a planta. Às vezes, a substância química é extraída das folhas com água fervendo. Às vezes, as raízes são desenterradas e moídas. O processo mais comum e básico para a produção de medicamentos é através do uso de líquido e calor.

Aqui está uma lista de alguns dos vários processos que podem ser utilizados. As páginas 8 e 9 contém exemplos de como estes processos são utilizados, para produzir medicamentos a partir de apenas sete plantas comuns. Naturalmente, há centenas de plantas benéficas que podem ser usadas. Selecionamos apenas algumas, que são bastante conhecidas e foram testadas, experimentadas e pesquisadas cientificamente.

Extrato com água fria

Este é utilizado para ingredientes que são destruídos pelo calor. As folhas devem ser cortadas em pequenos pedaços, e as raízes, moídas. Deixe os ingredientes de molho em água fria de um dia para o outro. Use dentro de um dia.

Chá (ou infusão)

Despeje um litro de água fervendo em cima de um punhado de ervas. Deixe por 15–20 minutos e, então, filtre com um tecido limpo. Use dentro de um dia.

Decocção

Ferva um punhado das ervas em um litro de água por 20 minutos. Filtre com um tecido limpo. Use dentro de um dia.

Xarope

Se as ervas tiverem um gosto amargo, pode-se fazer um xarope. Depois de preparar o chá ou a decocção, filtre o líquido e acrescente uma xícara (chávena) de açúcar para cada xícara de líquido. Aqueça levemente, se necessário, para dissolver o açúcar. Use dentro de três dias.

Tintura

As tinturas contém álcool, o qual ajuda a conservar os extratos das ervas. Use um álcool medicinal de boa qualidade. Geralmente, mistura-se 100g de ervas com um litro de uma mistura de álcool e água (45–70% de álcool). A mistura não é aquecida, mas colocada dentro de uma garrafa e deixada por uma semana num local morno, antes de ser filtrada. Quanto maior o teor de álcool, maior o tempo de conservação. Com 20% de álcool, deve conservar-se por dois anos; um teor de 40% ou mais de álcool, significa que se conservará por cinco anos.

Ungüento

Os ungüentos usam óleo vegetal puro e cera. O azeite de dendê (óleo de palma) de boa qualidade, feito com dendê recém colhido e processado é muito adequado. Pode-se também utilizar azeite de oliva, óleo de amendoim ou óleo de manteiga de karitê.

Seque as folhas e triture-as até formarem um pó fino. Misture uma xícara (chávena) deste pó com nove xícaras de óleo. Aqueça a mistura em banho-maria em duas panelas. Encha a panela maior externa com um quarto de água e leve-a ao fogo. Coloque o óleo e o material vegetal na panela menor interna com tampa. Assegure-se de que a água da panela externa não entre na panela interna. Deixe a água ferver por 60 minutos.

Não tente fazer isso sem o banho-maria, pois o calor excessivo danifica o óleo. Filtre o óleo com um tecido de algodão, enquanto ainda estiver quente. Acrescente uma xícara de cera limpa aquecida (use cera de abelha, cera comercial ou velas), enquanto o óleo ainda estiver quente, e mexa por um minuto.

Adaptado do livro Natural Medicine in the Tropics, examinado na página 14 (Recursos).

Adaptado do livro Natural Medicine in the Tropics, examinado na página 14

Atenção! 

Há riscos e efeitos colaterais no uso de plantas medicinais. Todas as ervas, assim como todas as substâncias químicas, podem causar uma variedade de efeitos. O efeito principal pode ser positivo para um paciente, negativo para outro e até mesmo perigoso para um terceiro. Por exemplo, uma planta que é boa para a pressão sangüínea baixa, pode matar uma pessoa com pressão sangüínea alta. Além disso, a quantidade do ingrediente ativo de uma planta pode variar de acordo com a variedade, a estação ou a idade da planta. Por isso, não nos podemos responsabilizar por quaisquer resultados do uso destas receitas com ervas. Tudo o que podemos fazer é incentivá-lo a ser cuidadoso e observador. 

Mantenha anotações e registros cuidadosos de todas as ervas, quantidades, tratamentos e efeitos. Aprenda constantemente com as suas próprias experiências e esteja em contato direto com outros especialistas, para poder aprender com o conhecimento e a experiência deles. 

Quando em dúvida, procure auxílio.

Conteúdo com tags semelhantes

Compartilhe este recurso

Se você achou este recurso útil, compartilhe-o com outros para que eles também possam se beneficiar