Da: Aumentando o nosso impacto – Passo a Passo 50

Como compreender o impacto que estamos causando e ajustar o nosso trabalho adequadamente

Impacto da eletricidade

Uma forma de medirmos o impacto de se trazer eletricidade a um povoado (aldeia) foi retornar e pedir às pessoas para refletirem sobre como a eletricidade havia mudado as suas vidas. Dividimos os habitantes do povoado em grupos de homens, mulheres e crianças. Alguns dos seus comentários foram:

Bob e Haedy Liu, Projeto Graça, China

Impacto nos mais pobres

Se uma pessoa possui uma peça de roupa e você a ajuda a obter mais uma, este é um progresso enorme. Ter uma muda de roupas abre as portas para o mundo e restabelece a dignidade humana da pessoa.

Se alguém que só pode comprar uma refeição por dia passa para uma situação em que pode comprar duas refeições por dia, este é um dos maiores progressos.

Fique de olho nas pessoas mais pobres.

Muhammad Yunus, Fundador do Banco Grameen

Situação da mulher

Uma questão levantada por membros sanitaristas que trabalham com o Projeto de Saúde Rural Total de Jamkhed referia-se à situação da mulher. Estes indicadores foram escolhidos pelos sanitaristas do povoado para mostrar se a situação da mulher havia melhorado ou mudado como resultado do seu trabalho:

Os indicadores foram medidos antes e depois do trabalho com as comunidades.

Impacto invisível

Numa recente consulta em Oxford, no Reino Unido, em que 140 pessoas de 50 nações diferentes se encontraram, muitas contaram histórias comoventes do impacto do seu trabalho nas comunidades a que serviam. Entre elas, histórias de crianças resgatadas da prostituição, viciados em drogas libertos do seu vício, sociedades violentas sendo transformadas e trabalhando em conjunto. Lorraine Muchaneta, que trabalha com a FACT (Family Aids Care and Trust), em Zimbabué, falou do seu trabalho com pessoas contaminadas com o HIV e amigos, dando-lhes consolo, esperança e valor. Ela comentou que, embora o seu impacto nas pessoas que cuidam dos que estão contaminados e as mudanças nas atitudes dentro da Igreja fossem visíveis, com os doentes terminais, os frutos do seu trabalho não são vistos na Terra. Entretanto, muitos fazem as pazes com Deus antes de morrer. Parte do impacto do nosso trabalho só poderá ser completamente usufruído, quando chegarmos ao céu.

Rose Robinson

Impacto dos novos poços

Quando um novo poço foi construído num povoado de Myanmar, foi pedido às pessoas que o usavam para marcarem com um giz, numa parede perto dali, a hora do dia. Ao longo de várias semanas, este exercício simples ajudou a fazer um levantamento do uso do poço por parte dos habitantes do povoado e ajudou os usuários a planear quando iriam ao poço, evitando, assim, demoras nos horários mais movimentados.

Violência nas ruas

Os participantes de um encontro de treinamento sobre a resolução de conflitos em Port Moresby, em Papua Nova-Guiné, discutiu indicadores para medir a violência. Uma sugestão foi medir a quantidade de vidro quebrado varrido nas ruas da cidade a cada manhã. Outra, foi perguntar às mulheres, se estariam dispostas a caminhar em certas ruas.

Perguntas para ajudar a fazer um levantamento do impacto

Medir o impacto é muito difícil, mas extremamente importante. Quando você redigir propostas, estabeleça metas que sejam possíveis de medir.

No primeiro dia de um curso de treinamento, faça às pessoas dez perguntas relacionadas com o treinamento. Depois, faça as mesmas perguntas às mesmas pessoas no final do curso.

Eu incentivo todos os alunos a usar uma agenda para registrar as suas atividades e os seus planos diários. Isto ajuda-os a olhar para trás e ver o que alcançaram durante um certo período de tempo. Também os ajuda a ver se estão alcançando as metas da proposta inicial.

Rodhe-Maria e Martin Klopper, Fundação Jian Hua, China

Perseguição

A parceira de Tearfund, Armonía, no México, fez a interessante observação de que o nível de perseguição que os seus funcionários sofrem pode servir como um indicador útil do seu impacto na comunidade local!

“Tentamos ser afetuosos, cuidadosos, pacientes e sábios na maneira como fazemos as coisas, apresentando os nossos valores cristãos com uma atitude servil, para que as pessoas não reajam contra nós. Entretanto, descobrimos que freqüentemente somos molestados quando temos sucesso.

Vimos as pessoas ficar bravas, quando mudamos os valores dentro de uma comunidade. Quando tivemos sucesso na nossa campanha para ensinar contra o alcoolismo, as pessoas ficaram bravas, começaram a fazer fofocas (intrigas) a nosso respeito, dizendo até que éramos pessoas ruins que roubavam crianças. Uma outra vez, conseguimos incentivar as pessoas a usar os seus próprios meios de transporte para ajudarem-se uma às outras. Alguns motoristas de taxi perceberam que não podiam mais explorar as pessoas e tornaram-se muito agressivos conosco.

É interessante que nunca fomos molestados, porque realizamos encontros cristãos, oramos, cantamos e estudamos a Bíblia. Entretanto, o que é óbvio é que o nosso sucesso em destruir as coisas erradas na comunidade, tais como a venda de drogas, ou ajudar as pessoas a não serem escravizadas pelos outros, causou-nos problemas. Acreditamos que a melhor explicação para isto é que o trabalho cristão dentro de uma comunidade traz luz às trevas. Algumas pessoas não gostam da luz, porque são filhos das trevas.”

Saul Cruz, Armonía, México

Conteúdo com tags semelhantes

Compartilhe este recurso

Se você achou este recurso útil, compartilhe-o com outros para que eles também possam se beneficiar

Cadastre-se agora para receber a revista Passo a Passo

Uma revista digital e impressa gratuita para pessoas que trabalham na área de desenvolvimento comunitário

Cadastre-se agora