Foto: Elish Majumder / HEED

Da: Prestação de contas – Passo a Passo 76

Como podemos prestar contas por nossas ações e também exigir que outros nos prestem contas

“Poupança para a Mudança” é um conceito que está sendo desenvolvido em Mali, Senegal e Burquina Faso para permitir que as mulheres escapem da pobreza, economizando os poucos recursos fi nanceiros que possuem. O objetivo é ensiná-las a gerir seu dinheiro de maneira sustentável, ao invés de lhes dar donativos. Quando isto é colocado em prática, pode-se ver claramente o senso de empoderamento que se desenvolve entre os grupos de mulheres. Um aspecto importante do conceito é que ele permite que as mulheres exijam a prestação de contas mútua.

Um projeto de Poupança para a Mudança está sendo realizado pela ACTS-Ministry Burquina Faso, com o apoio da Oxfam e da Stromme Foundation. Para que o grupo de poupança seja bem-sucedido, são delegadas funções e responsabilidades às mulheres, sejam elas membros da comunidade ou líderes. As responsabilidades das participantes do grupo são as seguintes:

Como o projeto trabalha com mulheres que, na maioria, não são alfabetizadas, o papel desempenhado por cada mulher é significativo. As participantes são motivadas pelo fato de terem de prestar contas não apenas por elas mesmas, mas também pelas outras participantes do grupo. Este senso de prestação de contas entre os grupos de “Poupança para a Mudança” é muito importante para que eles funcionem bem.

À medida que as mulheres desempenham suas funções e responsabilidades, elas aprendem princípios comerciais. Por exemplo, elas precisam se lembrar de fatos e cifras e prestar contas das quantias que foram emprestadas e os juros devidos nos encontros. Como resultado, elas percebem que têm valor na comunidade e são capazes de fazer escolhas quanto ao seu próprio futuro.

As mulheres aceitam ajuda umas das outras para manter o grupo no caminho certo. Nos grupos, as mulheres não podem fazer a mesma pergunta que Caim fez a Deus, Na frente de todas as presentes, cada mulher compromete-se a ajudar e cuidar da sua vizinha, que é como uma irmã, com o objetivo de beneficiar o grupo e criar um senso de solidariedade.

Armel Kabré trabalha como Supervisor, e Michel Sawadogo trabalha como Coordenador de Programas para a ACTS-Ministry.

ACTS-Burkina Faso, 04 BP 8462, Ouagadougou 04, Burquina Faso.

E-mail: acts_burkina@sbcglobal.net
ilboudo.actsbf@gmail.com
Site:
www.acts-burkina.org

Foto: ACTS staff

Foto: ACTS staff

Conteúdo com tags semelhantes

Compartilhe este recurso

Se você achou este recurso útil, compartilhe-o com outros para que eles também possam se beneficiar

Cadastre-se agora para receber a revista Passo a Passo

Uma revista digital e impressa gratuita para pessoas que trabalham na área de desenvolvimento comunitário

Cadastre-se agora