Ir para o consentimento do cookie

Da: O valor dos alimentos – Passo a Passo 94

Formas de armazenar e preservar alimentos de forma segura, aproveitando os alimentos e diminuindo o desperdício

Um agricultor vendendo amendoins saudáveis no Malaui. Foto: Clive Mear/Tearfund

Um agricultor vendendo amendoins saudáveis no Malaui. Foto: Clive Mear/Tearfund

A segurança sanitária dos alimentos é um aspecto frequentemente esquecido da segurança alimentar. Por todo o mundo, grande esforço é colocado em aumentar a quantidade ao invés da segurança sanitária dos alimentos. Porém, de acordo com a Organização para Alimentação e Agricultura (FAO), 25 por cento das culturas do mundo são afetadas pelo problema da contaminação por aflatoxina. Essa contaminação é causada por um grupo de fungos (gênero aspergillus), que, se consumido, pode causar câncer de fígado, atraso no crescimento em crianças menores de cinco anos e enfraquecimento do sistema imunológico. O Centro de Controle de Doenças calcula que, a cada dia, mais de 4,5 bilhões de pessoas correm o risco de serem afetadas pelas aflatoxinas através do consumo de alimentos nos quais o fungo está presente, entre eles, o milho, o sorgo, o pimentão e o amendoim. 

Amendoim no Malaui 

O amendoim é uma cultura fundamental para os pequenos agricultores do Malaui, os quais representam 85 por cento da população. O amendoim é uma fonte de renda vital e contém vitaminas e sais minerais importantes para manter a boa saúde das famílias rurais. Entretanto, o amendoim pode contaminar-se com a aflatoxina, antes ou depois da colheita, especialmente se for exposto à umidade e temperaturas altas. Além de representar um risco para a saúde das pessoas, por causa da contaminação por aflatoxina, os agricultores não podem vender seus produtos no exterior porque estes não satisfazem os padrões necessários para a exportação. 

Twin, uma organização com sede no Reino Unido, e a Associação Nacional de Pequenos Agricultores do Malaui (NASFAM) estão treinando pequenos agricultores para melhorarem sua produção de amendoim. Eles conscientizam as pessoas sobre os riscos do consumo de amendoins contaminados com a aflatoxina e treinam os agricultores para prevenir o crescimento do fungo aspergillus e reconhecer e eliminar os amendoins contaminados antes de mandá-los para o mercado.

Prevenção da contaminação  

Há várias formas de prevenir a contaminação por aflatoxina nos amendoins: 

AO COLHER:

AO SECAR:

AO DESCASCAR E ARMAZENAR:

AO ELIMINAR OS AMENDOINS CONTAMINADOS: 

Você pode eliminar os amendoins contaminados da mesma forma como faria com outros resíduos das colheitas, mas é muito importante seguir estes conselhos:

Com nossos agradecimentos a Andrew Emmott, Gerente Sênior (Nozes), Twin e Twin Trading Limited pela orientação técnica. 

Para obter mais informações: Twin Trading www.twin.org.uk e NASFAM www.nasfam.org 

Farm Radio International Package 97 sobre o cultivo de amendoins (www.farmradio.org/radio-resource-packs/package-97-growing-groundnuts) e Package 98 sobre amendoins após a colheita (a ser publicado em 2014)


Questões para discussão

Conteúdo com tags semelhantes

Compartilhe este recurso

Se você achou este recurso útil, compartilhe-o com outros para que eles também possam se beneficiar

Cadastre-se agora para receber a revista Passo a Passo

Uma revista digital e impressa gratuita para pessoas que trabalham na área de desenvolvimento comunitário

Cadastre-se agora

Preferências de cookies

Sua privacidade e paz de espírito são importantes para nós. Temos o compromisso de manter seus dados em segurança. Somente coletamos dados de pessoas para finalidades específicas e não os mantemos depois que elas foram alcançadas.

Para obter mais informações, inclusive uma lista completa de cookies individuais, consulte nossa política de privacidade.

  • Estes cookies são necessários para o funcionamento do site e não podem ser desativados em nossos sistemas.

  • Estes cookies permitem-nos medir e melhorar o desempenho do nosso site. Todas as informações coletadas por eles são anônimas.

  • Estes cookies permitem uma experiência mais personalizada. Por exemplo, eles podem lembrar em que região você está, bem como suas configurações de acessibilidade.

  • Estes cookies ajudam-nos a personalizar os nossos anúncios e permitem-nos medir a eficácia das nossas campanhas.