Da: HIV – Passo a Passo 98

Como combater o estigma, prevenir a transmissão do HIV de mãe para filho e prestar apoio às pessoas que vivem com o HIV

Quando as organizações começaram a tentar evitar a propagação do HIV, muitas vezes, elas incentivavam as pessoas a seguir uma abordagem chamada ABC (sigla em inglês para “abstinência sexual, fidelidade e uso de preservativos”).

É importante aprender a usar os preservativos corretamente para ajudar a prevenir a propagação do HIV. Ilustração: Petra Röhr-Rouendaal, Where there is no artist (segunda edição)

É importante aprender a usar os preservativos corretamente para ajudar a prevenir a propagação do HIV. Ilustração: Petra Röhr-Rouendaal, Where there is no artist (segunda edição)

No entanto, com o tempo, as pessoas começaram a perceber que havia alguns problemas com essa abordagem:

Para enfrentar essas questões, a organização ANERELA+ (Rede Africana de Líderes Religiosos que Vivem com o HIV e AIDS ou São Pessoalmente Afetados pelo HIV e AIDS) desenvolveu uma abordagem para a prevenção do HIV chamada SAVE (práticas mais Seguras, Acesso a tratamento, aconselhamento e testagem Voluntária e Empoderamento). A abordagem SAVE inclui os princípios do ABC, mas também abrange outras coisas importantes para a prevenção do HIV.

Práticas mais seguras

É importante seguir práticas mais seguras para evitar a transmissão do HIV. As práticas mais seguras podem incluir:

Acesso ao tratamento

Todas as pessoas que vivem com o HIV devem ter acesso ao tratamento. Isso inclui a TARV, que permite às pessoas que vivem com o HIV terem uma vida mais longa e mais saudável. As pessoas que vivem com o HIV também precisam de acesso a tratamento para outras possíveis infecções, como tuberculose ou pneumonia. Elas precisam de uma boa nutrição e água limpa para garantir que seu tratamento seja eficaz. É importante que elas façam exames de sangue regularmente para verificar se sua TARV está funcionando.

Aconselhamento e testagem voluntária (ATV)

Deve haver testagem e aconselhamento regular disponível para que todos possam saber seu status sorológico de HIV. Se souberem que são soropositivas, as pessoas poderão acessar o tratamento e tomar medidas para ter uma vida saudável, além de se certificarem de que não transmitirão o HIV a outros. As pessoas que sabem que não são portadoras do HIV podem tomar medidas para não contrair o vírus.

O aconselhamento é essencial para as pessoas que vão fazer um teste de HIV. Elas precisam de aconselhamento antes do teste, para prepará-las para o resultado, e após o teste, para ajudá-las a lidar com o resultado (isto é, se são ou não soropositivas). A testagem e o aconselhamento de HIV devem ser sempre confidenciais e realizados por um conselheiro treinado.

Empoderamento

Empoderamento significa ajudar as pessoas a assumir o controle da sua própria vida. Empoderar as pessoas através da educação e da defesa e promoção de direitos é um elemento importante de todo o trabalho em torno do HIV. É essencial defender os direitos das pessoas que vivem com o HIV para que elas possam acessar os serviços e o apoio de que necessitam. O empoderamento inclui acabar com o estigma e a discriminação, que podem deixar as pessoas com medo de fazer o teste de HIV e procurar tratamento.

A ANERELA+, agora, é a organização internacional INERELA+. A INERELA+ produziu o kit de ferramentas SAVE, que contém materiais de treinamento sobre a abordagem SAVE. Você encontrará mais informações na seção de Recursos, na página 15.


Ideias para utilizar este artigo

Conteúdo com tags semelhantes

Compartilhe este recurso

Se você achou este recurso útil, compartilhe-o com outros para que eles também possam se beneficiar

Cadastre-se agora para receber a revista Passo a Passo

Uma revista digital e impressa gratuita para pessoas que trabalham na área de desenvolvimento comunitário

Cadastre-se agora